Archive for Outubro, 2011

31/10/2011

O que mesmo o blog produz?

Dizer que falta crítica em um blog voltado para a crítica, não é novidade alguma. O que parece novo é ver que, mesmo no final de outubro (que já é a reta final para os alunos do segundo ano de Jornalismo na produção do blog), existe ainda uma confusão na construção e na abordagem de temas. Crítica não é aquela matéria feita pensando em publicação para jornal, de caráter informativo. O exercício da crítica exige opinião.

 

A impressão que se tem é que os alunos não perceberam o intuito do espaço. Nas primeiras edições de 2011 era possível observar alguns títulos que pareciam manchetes de jornal. E a construção não avançou muito nesse sentido. Trazer fala da Prefeitura nos textos é um exemplo simples de mostrar a confusão feita pelos alunos. O intuito do blog não é esse. Na editoria Em Cena também se pode observar a construção feita focada em um caráter informativo. Expressões como “a esperança de todo o público” não devem ser utilizadas. Que público? Dá a impressão que o autor teve contato com “todo o público”, o que, certamente, não ocorreu.

 

É preciso cuidado com a informação, e também com a crítica. Na editoria Entrelinha a autora apresentou uma boa pauta, mas não soube explorar. As descrições são importantes na medida em que situa o leitor, mas isso não implica deixar a crítica para as duas últimas linhas. Na editoria Projetor a crítica também se mostra discreta, e apenas no último parágrafo. Em Antena o autor também trouxe uma pauta nova e interessante. Uma sacada. E a crítica? O que se vê nas linhas são pequenos apontamentos para a crítica que, se mais explorados, apresentariam outro perfil de texto, de conteúdo, e, de leitores.

 

Portanto, o problema não é falta de assunto (mesmo com a ausência da editoria Livro Aberto esta semana). Também não se pode dizer que os alunos não sabem identificar que ponto podem criticar, já que eles mostram pequenos ensaios de um crítica. A questão chave está na abordagem. Matéria de caráter informativo para jornal é uma coisa. Texto crítico sobre um produto/evento/lugar é outra coisa. Não tem porque confundir.

Samara Machado

 

 

Anúncios
27/10/2011

Agenda

28 a 30 de Outubro

 

Atividade: Festival de Cinema de Zumbis

 

Promoção: Coletivo ZWPG Cultura Alternativa

 

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório B

 

Horário: 19h

 

Ingressos: R$ 2,00 ( Preço Único)

 

Informações: http://zombiewalkpg.blogspot.com

 

 

 

28 de Outubro- Sexta-Feira

 

Atividade: Interferências Literárias

 

Promoção- Secretaria Municipal de Cultura e Turismo em parceria com o Curso de Letras da SECAL e DEPEN PR

 

Local: Penitenciária Estadual de Ponta Grossa

 

Horário: 14h

 

Obs: Atividade Dirigida

 

Atividade: Projeto Sexta As Seis- Show com as Bandas “Streides”

 

Promoção: PMPG/ SMCT

 

Local: Complexo Ambiental ( ao lado do Centro de Comércio Popular )

 

Horário: 18h

 

Ingressos: Atividade Livre

 

Atividade: Recital de Violão “ Fábio de Oliveira”

 

Promoção: Secretaria de Cultura e Turismo / Conservatório Maestro Paulino Martins Alves

 

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

 

Horário: 18h30h

 

Ingressos: R$6,000 e R$ 3,00

 

 28 e 29 de Outubro

 

Atividade: Concerto da Orquestra Sinfônica Cidade de Ponta Grossa – “Pedro e o Lobo”- de Prokofiev Especial Mês das Crianças- Canções Infantis de Toquinho, Vinícius de Moraes e Chico Buarque Com participação especial do Coro Meninas Cantoras da Klabin Promoção: Secretaria de Cultura e Turismo e Conservatório Maestro Paulino Martins Alves

 

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório A

 

Horário: 20h

 

Ingressos: R$6,00 e R$3,00Crianças até 14 anos não pagam OBS: Entrada franca para escolas com agendamento antecipado (informações: (42) 3901-3038)

 

29 de Outubro- Sábado

 

Atividade: Master Class de Violão com Fábio de Oliveira

 

Local: Conservatório Maestro Paulino Martins Alves

 

Horários: 10h

 

Inscrições:R$ 10,00

 

Atividade: Núcleo de Dramaturgia/ Ano 2– Com orientação de Cynthia Becker.

 

 

Promoção: SMCT em parceria com SESI Cultural PR e British Council

 

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

 

Horário: 14h

 

Atividade: Espetáculo Musical “ Só Brasil/ Grupo Sollare”

 

Patrocínio: Lei Federal de Incentivo a Cultura e Supermercado Festval

 

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

 

Horário: 20h

 

Ingressos: R$1,00 – pede-se a doação de leite infantil NAN1 ou NAN2 para o ambulatório de Síndrome de Down do Hospital de Clínicas

 

31 de outubro

 

Atividade: “A “A canção para crianças uma contribuição ao reencantamento da infância” – Lançamento do livro/CD – Com Rosy Greca

 

Local: Centro de Cultura

 

Horário: 10h

Atividade :Show do espetáculo de contação de histórias “Tapete Encantado”

 

Local: Centro de Cultura

 

Horário: 15h

 

 2 de novembro

 

 Atividade: 2º Zombie Walk Ponta Grossa

 

Local: Saída em frente ao terminal central

 

Horário:18h

 

Percurso: Calçadão – Bonifácio vilela – penteado de Almeida – Pub Underground

 

Atividade: Festa do Zombie Walk

 

Local:Pub Underground

 

Horário: Após o Zombie Walk

 

Custo: 5 reais

 

 

 

 

27/10/2011

Opinião política e crítica na net

Blog de Aliel Machado põe internautas ao par dos acontecimentos políticos nacionais e regionais

 Presidente municipal da União da Juventude Socialista, Aliel Machado Bark montou seu blog em junho de 2011. O espaço, além de trazer assuntos políticos, coloca em debate temas polêmicos que surgem entre os parlamentares e, em algumas ocasiões, convida os internautas à militância em prol de causas sociais.

A linguagem utilizada nos textos é condizente com o público jovem que pretende atingir. O assunto principal é dito sem rodeios, e de forma impactante. A objetividade é algo que o internauta procura sempre, pois possibilita maior compreensão e agiliza a leitura.

Além de objetivos, os textos são opinativos. Ele é declaradamente partidário do PCdoB (Partido Comunista do Brasil). Sua opinião expressa pode ser considerada um chamariz para o público que acessa o espaço em busca de opiniões direcionadas a respeito de um determinado assunto.

O blog tem suporte pelo servidor blogspot, o que dificulta a utilização de recursos gráficos mais sofisticados e tipografia mais elaborada. Ainda com a limitação do servidor, a abertura do blog poderia ter a arte melhor pensada, o que ajudaria na estética da página em geral.

Também na página de Aliel é possível acompanhar um canal do youtube chamado “TV vermelho Ponta Grossa”, desenvolvido pelo partido PcdoB na Cidade. Este canal só possui dois vídeos disponíveis, mas a proposta é pertinente devido ao fato de que os vídeos proporcionam uma dinâmica maior ao público. Deve-se trabalhar em cima disso e não deixar que o canal perca periodicidade.

Juliana Zavadzki

Serviço:

Endereço do blog: WWW.alielmachado2012.blogspot.com

Canal TV Vermelho: www.youtube.com/user/tvvermelhopg

 

27/10/2011

Mais espaços na pista

Construção de binário na Avenida Carlos Cavalcanti, em Ponta Grossa, ignora segurança de pedestres e ciclistas

 Muito se fala nas reformas da Avenida Carlos Cavalcanti, na região de Uvarnas em Ponta Grossa, e construção de um binário para desafogar o trânsito, sentido Centro – Bairro, terá o investimento de quatro milhões, além de uma espécie de permuta entre a Prefeitura e o 13° Batalhão de Infantaria Blindada (13 BIB). Segundo o site da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, a parceria deve funcionar da seguinte forma: o 13 BIB cede parte da área do regimento militar, avaliada em 2,1 milhões para a construção de uma via de retorno sentido bairro-centro. E, em troca, a Prefeitura realizaria melhorias nas casas da vila militar. Oportuno, mas fica uma dúvida, pois desta forma é difícil fiscalizar o valor investido nas melhorias.

Apesar das obras iniciarem somente no mês de novembro/2011, não foram anunciadas medidas que resguardem a segurança dos moradores que transitam diariamente pela via, como a construção de passarelas para pedestres. Lembrando que a via é um local de constantes acidentes e, se já não bastasse o número de acidentes, a avenida conta com duas entidades de ensino, o Colégio Estadual General Osório e a Escola Estadual General Antônio Sampaio, com muita movimentação de pedestres.

Outro ponto que demanda melhoria é o sistema viário da cidade, como a construção de uma ciclovia na região. No entanto, a reforma parece ‘ver’ somente o circuito automotivo e ignorando meios de mobilidade urbana sustentável, que poderiam aliviar o caos no trânsito da cidade.

Maykon Lammehirt

Serviço:

O início da construção do binário está prevista para o mês de novembro, na Avenida Carlos Cavalcanti.

27/10/2011

Exaltasamba empolga público em Ponta Grossa

Nem o atraso de 30 minutos tirou a empolgação da platéia que cantou todos os sucessos da banda durante a apresentação

O grupo de pagode Exaltasamba se apresentou no Centro de Eventos de Ponta Grossa no último sábado (22). É a segunda vez que a banda se apresenta na cidade, e conseguiu atrair um bom público ao show.

Em uma apresentação de aproximadamente 90 minutos, a banda reuniu em seu repertório músicas novas do álbum ‘Tá Vendo Aquela Lua’ e as clássicas que levaram o grupo à fama. Além das canções de autoria própria, o grupo tocou músicas que estão no topo das paradas de sucesso no momento.

O público presente no Centro de Eventos era diverso. Estavam presentes fanáticos pela banda, que formaram filas antes de abrir os portões, pessoas que só procuravam um lugar para se divertir naquela noite e alguns pais que acompanhavam os filhos. Mesmo assim, todo o público cantou os sucessos da banda durante o show.

Na abertura, os integrantes da banda com exceção do vocalista entraram no palco. O vocalista, de dentro dos bastidores, cantou a introdução de uma das músicas que o público continuou até o refrão, quando ele enfim subiu ao palco. A apresentação começou com mais de 30 minutos de atraso, mas mesmo assim, não diminuiu a empolgação dos fãs.

Apesar do grande número de pessoas no Centro de Eventos, problemas como filas para a entrada e engarrafamento de carros no em torno e acesso ao local não foram constantes. Algo justo para as pessoas que pagaram os mais variados preços para acompanhar a apresentação. O valor para quem assistiu ao show ‘da pista’ era de R$ 30 reais, enquanto no camarote open bar o mínimo era de R$ 70 reais.

Thiago Terada

Serviço:

SHOW DO EXALTASAMBA

Data: 26/10/11 – Sábado

Horário: 23 horas (show de abertura)

Duração do show: Aprox. 90 minutos

Preço: R$ 30 (pista) e R$ 70 (1º lote do camarote)

27/10/2011

Ponto para o jornalismo!

Edição local do “Paraná TV – 1ª edição” cumpre papel de informar ao tratar de jornalismo esportivo

 

 O esporte está bem representado na TV Esplanada (afiliada da Rede Globo na região de Ponta Grossa). O número de matérias esportivas presentes na parte local da primeira edição do Paraná TV mostra que o jornal se preocupa em transmitir o esporte local. No mês de outubro, das 102 matérias veiculadas no jornal, 13 são sobre alguma modalidade ou competição esportiva.

As matérias pautadas ganham pontos pela diversificação. Não é só o futebol que aparece no jornal. Esportes menos conhecidos, como xadrez e rally de velocidade, também aparecem nas edições do programa, além das modalidades já famosas, como basquete e futsal.

O conteúdo das matérias também possui qualidade. Um exemplo são as reportagens ou notas sobre o Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC), após a eliminação da série D, as informações continuam aparecendo mesmo com o fim da temporada profissional do clube. Matérias como “Faltam 200 dias para o centenário do Fantasma” agradam ao torcedor por lembrar uma data importante do clube e fazer uma espécie de “contagem regressiva”, mesmo quando o time não está tão em alta.

O único ponto negativo é a cobertura tardia do futsal local. O Lojão do Keima Futsal só começou a entrar em pauta (com maiores detalhes do clube, e não só com resultados dos jogos) no Paraná TV – 1ª edição depois que o time conseguiu uma boa campanha e chegou à fase final da Série Prata do Campeonato Paranaense.

No geral, a edição local do Paraná TV consegue fazer um bom jornalismo esportivo e cobrir várias modalidades de Ponta Grossa e região. A cobertura de jogos – como os Jogos da Primavera – também é feita com sucesso pela emissora.

Rodrigo de Souza

 

Serviço:

 

Edição local do “Paraná TV – 1ª edição”

 

TV Esplanada – canal 7 – Ponta Grossa;

 

De segunda à sexta, 12h05, e aos sábados, 19h10.

 

27/10/2011

Acertando no prelúdio

Filme que explica a origem da franquia Atividade Paranormal alcançou recorde nas bilheterias

 

Dirigido pela dupla Henry Joost e Ariel Schulman, o formato do terceiro filme (quarto, incluindo “Atividade Paranormal em Tóquio”, que não faz parte da história propriamente dita) é o mais flexível e, consequentemente, mais atraente da série. Em sua estréia, sexta-feira (21/10), o filme arrecadou R$ 26 milhões no mundo, registrando a maior bilheteria de abertura para o gênero terror na história.

Passado em 1988, o filme mantém o estilo das câmeras amadoras, dessa vez explicadas pela presença de um cinegrafista na família que resolve registrar as manifestações sobrenaturais que deram origem ao primeiro e segundo filmes.

O filme já se destacou pela divulgação, iniciada dois meses antes da estréia mundial. Fitas VHS enviadas para diversos sites especializados em cinema continham gravações caseiras de situações macabras com as protagonistas de Atividade Paranormal 1 e 2, Katie e Kristi, respectivamente, durante a infância.

Quanto a atuação, merece destaque Chloe Csengery que interpreta a irmã mais nova, Katie, com cenas intrigantes e assustadoras de seu amigo “imaginário” Toby, e Christopher Nicholas Smith, o cinegrafista Dennis, que registra e investiga os fenômenos.

No que diz respeito ao gênero, o filme não deixa a desejar. Com o custo de cerca de 5 milhões, o filme rende bons sustos e tem uma trama que, diferente de grande parte dos prelúdios realizados de filmes de terror, se encaixa e completa as pontas soltas deixadas nos filmes anteriores,  sem causar dependência entre eles. Atividade Paranormal 3 rende bom entretenimento até mesmo para quem não é fã do gênero.

 

Patrick Inada

 

 

 

Serviço:

 

Título Original: Paranormal Activity 3

 

Origem: EUA, 2011

 

Duração: 85 min.

 

Gênero: Terror

 

Direção: Henry Joost, Ariel Schulman

 

Roteiro: Christopher B. Landon

 

Classificação: 14 anos

 

Foto: Divulgação

 

 

 

Programação Multiplex Palladium:

 

SALA 1 21/10 A 27/10

 

LEGENDADO

 

SEX,SAB,DOM,SEG E QUA 15:30 17:30 19:30 21:30

 

TER E QUI 17:30 19:30 21:30

 

 

 

 

 

 

 

 

27/10/2011

“Silêncio! O espetáculo vai começar”

39° Fenata tenta repetir o sucesso das edições anteriores

 Divulgada a programação oficial do 39° Festival Nacional de Teatro (FENATA), o festival tentará repetir o sucesso do ano anterior que, segundo os organizadores, marcou recorde de público. As apresentações ocorrem entre os dias 4 e 11 de novembro, divididas entre os três palcos fechados (Auditórios A e B do Cine-Teatro Ópera e no Teatro Marista) e os dois espaços abertos (Calçadão e Parque Ambiental), todos na região Central de Ponta Grossa. As entradas custam R$ 6 a inteira e R$ 3 a meia, conseguindo casar apresentações de qualidade e custo acessível ao público.

Marcado pela proposta de manter um caráter nacional, conquistado ao longo dos últimos anos, o Fenata deste de 2011 conta também com a presença de grupos estrangeiros, como o Grupo de Teatro Lareira, de Moçambique. A abrangência, que ultrapassa os municípios da região (Campos Gerais do Paraná), indica um dos pontos fortes nas últimas edições. Semelhante ao do Festival Universitário da Canção (FUC), o Fenata ganha espaço no cenário cultural, colocando a cidade de Ponta Grossa no calendário dos grandes eventos culturais do país. Fato que atrai um número cada vez maior de patrocinadores.

A esperança de todo o público é que a 39ª edição do Fenata mantenha o alto nível do ano anterior. Os pontos contrários ao evento se tornam mínimos quando comparados à qualidade dos grupos teatrais e ao compromisso de atuar em uma área que se mostra deficitária no país devido à falta de interesse de grande parte da população em relação à quinta arte. Contudo, eventos como o Fenata mostram que ainda há solução para casos como esse.

Dhiego Tchmolo

 

Serviço:

Site do Fenata: http://www.uepgcultura.com.br/fenata/

 

 

27/10/2011

O rádio (ainda) está nas ruas

Em Ponta Grossa, serviço de carro-de-som leva informações sobre eventos culturais e comércio

Quando se fala em meio de comunicação via áudio, o mais lembrado é o tradicional aparelho que fica nas casas. Com o tempo, o bom e velho rádio entrou nos carros e agora está na internet. Entretanto, não é apenas ele que irradia informação a partir da fala de pessoas e sons.

Em Ponta Grossa, o uso de carros de som está cada vez mais restrito a propagandas de lojas e outras casas de comércio. São poucos os lugares em que ele ainda resiste como forma de gerar informação para o público que, mesmo sem querer ou notar, é atingido pelo som.

Mas, no setor cultural, o carro de som ainda é importante ferramenta de distribuição de notícias acerca de eventos que não ganham espaço nos meios tradicionais de comunicação – como TV, jornal, revista ou até mesmo o rádio (principalmente as FM’s, que estão cada vez mais alienadas culturalmente, invadidas pela constante americanização e surgimento de sertanejos universitário afora).

Eventos mais democráticos do ponto de vista financeiro e territorial ainda lançam mão do carro de som para anunciar as informações básicas de agendamento: o quê, quando, onde, quanto… O sistema de alto-falante que roda por toda a cidade é um meio barato: cerca de R$ 30 reais por hora. O alcance é privilegiado, abrange todos os setores e classificações sociais. Na cidade princesina, o principal serviço do carro de som está ligado aos eventos religiosos e de entidades, como “Tarde do pastel” e “Dia da Padroeira de tal paróquia”. Sendo mais um meio de comunicação que ainda resiste nas ondas invisíveis.

Eduardo Godoy

 

27/10/2011

Enfim: a Crítica mais presente

Nota-se diferença significativa das últimas postagens para as desta semana: crítica do começo ao fim é aspecto predominante dos textos. Alguns textos impressionaram ao fazer menção às principais notas críticas já em seus títulos. Com isso, a descrição fica em segundo plano, caracterizando o que se espera do blog. Destaques para os textos das editoriasEntrelinhas e Antena.

Observações pontuais ainda podem ser feitas em relação à padronização das informações lançadas nos textos. A citar, na editoria Projetor são apresentados os nomes dos intérpretes de alguns personagens do filme e isso imprime a sensação de que todos eles serão assim tratados. Todavia, um preconceito foi detectado com os personagens, que não tem referência do ator que o interpreta, deixando o leitor na espera desta informação. Termos em inglês sem tradução aproximada também saltam aos olhos do leitor, principalmente por parte daquele com pouca familiaridade à língua, sendo facilmente substituíveis.

A sensação de que críticas foram baseadas em um único contato com o objeto analisado é evidente em uma editoria. Para a fundamentação das observações, retomando ao ponto central dos últimos tópicos do ombusdman, é necessário maior contato do crítico com seu objeto. No caso em que sua veiculação é periódica, como um programa de televisão, por exemplo, compara-se o exercício da crítica com o acompanhamento das edições. Construir críticas em datas pontuais, nesta situação específica, embaça a visão do autor às características reais do objeto, não o tornando digno de credibilidade. No texto referido, o autor utiliza o tempo dos verbos no passado, deixando de lado o senso de continuidade da veiculação, o que também inviabiliza uma crítica fundamentada.

 Ressalva positiva para Outros Giros. Uma vez que o blog mira o público local, sugestões pontuais de lugares para se frequentar, com indicações de nomes e faixas de preços detalhados, fazem o serviço mais interessante. Fica a dica para os próximos autores desta editoria: a cada gênero de espaço abordado, a enumeração de outras opções atrai passeantes indecisos.

 

Bruna Bronoski