Archive for ‘Outros Giros’

13/10/2014

Ao ar livre e no centro

outros-giros1

Parque ambiental é uma das poucas opções de lazer ao ar livre no centro da cidade

Com a chegada da primavera e o novo horário de verão em outubro; um local no centro da cidade ganha destaque e um número cada vez maior de frequentadores, localizado na região central em frente ao terminal municipal e próximo ao shopping atraí pessoas de toda a urbe em busca de encontro, lazer, convívio ou prática esportiva.

Apesar do nome, o Parque Ambiental Governador Manoel Ribas, inaugurado em 1996, não tem muitas árvores e foi apelidado pela população de parque cimental devido ao excesso de áreas calçadas e a escassez de áreas verdes. Nesta ampla área existe uma pista de corrida ou caminhada usada por militares, senhores de idade ou jovens e algumas barras para exercícios. O amplo espaço público tem pista de skate, quadra de futebol de areia e futsal, ambas usadas geralmente o dia inteiro e a noite também, para a terceira idade foi feita uma academia ao livre em 2009.

Os espelhos de água ou o que deveria ser (estão totalmente secos há anos) é apenas mais um elemento que ajuda a perpetuar o nome de parque cimental, outro elemento característico são as barracas que aparecem de longe e em baixo delas existem cadeiras e mesas para descanso. Ao redor do parque existem alguns bancos usados para descanso ou encontro, incluindo os amorosos. Outro elemento de adorno são os três superpostes amarelos cuja principal utilidade é servir de suporte para as câmeras da guarda municipal.

10626461_692865607448651_128191453077794217_n

O local abriga ainda edificações históricas como a Estação Ferroviária Paraná, hoje transformada em Casa da Memória Paraná, e onde se encontra a antiga Maria Fumaça, e o prédio da antiga Estação Arte, atual Armazém da Família. No local havia um parquinho infantil, mas o mesmo foi desfeito em governos anteriores. Nos fins de semana todo esse espaço é muito procurado por famílias e usado para a realização de eventos da prefeitura, como feiras de flores ou artesanato.

O parque se encontra em mais uma reforma que segundo a prefeitura trará mudanças profundas em sua estrutura e paisagem. O monitoramento da guarda e um posto policial não trazem segurança ao local, principalmente à noite, os banheiros são poucos, sujos e fechados a noite, a quantidade de pombos durante o dia nas áreas de grama e ladrilhos aumenta cada vez mais, além de animais soltos no local. Moradores de rua e usuários de drogas, além de bêbados são comuns mesmo durante o dia, à noite é comum mendigos dormirem na estação ou bancos. A sujeira deixada pelos pombos torna alguns lugares como o lado externo da estação arte insalubre. Nos fins de semana o intenso fluxo de pessoas tira a tranquilidade do parque, aliás, a ideia de um parque é mais área verde e natureza e o que temos é uma extensa área de calçada de cimento com um monte de pombos invadindo as poucas áreas verdes; mas vem ai um novo parque ou complexo ambiental segundo o governo municipal.

Marcos Vinicius Ionngblood

Serviço:

O Parque Ambiental fica localizado no centro de Ponta Grossa entre as ruas Vicente Machado e Governador Manoel Ribas, centro de Ponta Grossa

O Parque é aberto 24 horas por dia e possuí iluminação noturna

Anúncios
24/08/2014

Enfim, instalada!

https://criticadeponta.files.wordpress.com/2014/06/outros-giros1.jpg

Após anos sem um lugar adequado, a Biblioteca Pública de Ponta Grossa finalmente ganhou seu espaço.

Fundada em novembro de 1940, a Biblioteca Pública Municipal Professor Bruno Enei nunca possuiu muitos frequentadores. O principal motivo foram as instalações, sempre precárias, a que era destinada. Em 1967 passou a ocupar a Mansão Vila Hilda, onde acabou ganhando o atual nome, depois mudou para um dos prédios da Estação Ferroviária da cidade e só em 2012 finalmente ganhou um espaço só seu.

Atualmente localizada no Complexo Cultural Jovani Pedro Masini, um prédio novo e moderno, nossa biblioteca tornou-se um espaço aconchegante e ideal para quem busca silêncio e paz para fazer uma boa leitura. Com espaço amplo, bem iluminado e fresco, finalmente frequentar a biblioteca da cidade não é sinônimo de encarar cheiro de mofo como era antigamente.

A consulta dos livros pode ser feita online, uma novidade que facilita a vida dos usuários e dos funcionários do local, que antes verificavam em um sistema arcaico os livros que possuíam, muitas vezes utilizando simplesmente do próprio conhecimento individual sobre os exemplares.

https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/t1.0-9/10606534_709545949120767_7713758153854036686_n.jpg

 

O acervo da Biblioteca Municipal é razoável e muitos exemplares foram perdidos, vítimas do vai e vem a que eram obrigados a passar quando não possuíam um “lar doce lar”. Para emprestar livros é necessário possuir a carteirinha da biblioteca, que pode ser feita com uma foto 3×4, comprovante de residência, CPF e RG. O processo é simples e possibilita o acesso da maioria dos livros.

Kamila Vintureli

Serviço: A biblioteca está situada no Complexo Cultural Jovani Pedro Masini, na Rua Frederico Wagner nº100, Olarias. O telefone é 3224-3867 e o horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 08h às 19h.

11/08/2014

Tipicamente aconchegante

outros-giros

Restaurante Montecito oferece giro na cultura mexicana sem deixar de se sentir em casa

             O Montecito Mexican Bar e Restaurante é uma opção pontagrossense para os amantes da comida mexicana. Representando a cultura do país, por todo o ambiente podemos encontrar uma decoração característica, com sombreiros, ponchos e outros objetos específicos mexicanos. A música do local também é típica do México, transportando os frequentadores do bar até o país latino.

             O menu do restaurante também segue a proposta de oferecer algo original mexicano. Mas para quem não está muito acostumado com a culinária do país, existem opções mais neutras, como o Papas Chilli, que se trata de uma porção de batatas-fritas cobertas com carne moída e cheddar. Apesar de a comida mexicana costumar ser bastante apimentada, no Montecito os pratos recebem apenas uma pequena dose de pimenta, podendo ser adicionada à gosto pelo próprio cliente.

             O espaço é bastante amplo, além dos dois andares, o restaurante ainda conta com um deck.  Ambos os ambientes são climatizados para baixas e altas temperaturas. Entretanto, a amplitude do restaurante pode dificultar a efetuação do pedido, pois nem sempre é possível encontrar um garçom à altura dos olhos.

             Em relação ao atendimento, o Montecito não deixa a desejar. Os garçons ajudam os clientes que não entendem a proposta dos pratos ou até sugerem opções do cardápio. A entrega dos pedidos também costuma ser rápida, e dificilmente há filas na hora do pagamento. O restaurante também oferece sombreiros para o cliente tirar fotos e registrar o momento.

             Alguns itens do cardápio denunciam um preço um pouco salgado. Por exemplo, uma cerveja long neck fica por volta de R$7,00. Mas, em alguns dias da semana o restaurante conta com promoções em pratos típicos e bebidas, tornando-se uma boa opção para quem não quer desembolsar muito.

 Adriane Hess

10447536_928205453862892_4327900513411522496_n

divulgação

 

Serviço: O Montecito Mexican Bar e Restaurante se localiza na Rua Alberto Nepomuceno, nº 17 e funciona todos os dias das 18:30 às 22:30. As promoções citadas ocorrem todos os domingos, segundas e terças-feiras.

 

20/06/2014

Discussão sem estereótipos

outros-giros

Os filmes exibidos pelo projeto “Mácula” propõem debates desprovidos de preconceitos

Quem não quer assistir um filme num sábado a tarde, de graça, e ter uma conversa sobre o filme? Este projeto proporciona isso. Com o tema “Protagonista mulher” em 2014, os filmes exibidos pelo projeto Mácula – ciência e cinema, que é uma iniciativa do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), propõe uma reflexão sobre o papel das mulheres nos filmes, mas, felizmente, as discussões não pendem para nenhum extremismo de gênero, feminismo ou machismo, o que não limita a “visão” do público, possibilita maior troca de ideias, e mantêm uma discussão racional sobre o assunto. As reuniões no “ópera” tem certo caráter informal, mesmo com um professor da UEPG mediando o debate, e esse caráter contribui mais ainda para as pessoas se sentirem confortáveis para expressar suas opiniões, e, como a participação não se limita ao público acadêmico, há uma pluralidade de ideias sobre o assunto, o que só agrega o debate. Neste ano já foram exibidos cinco filmes, e a previsão é de exibir mais seis filmes até o fim do ano.

macula

Imagem: divulgação

Apesar dessa situação, as cadeiras do auditório B não “colaboram”. No final do filme ou durante o debate é visível que a maioria das pessoas não conseguem “arrumar” uma posição confortável, e quem chega atrasado, ou precisa sair do auditório durante a exibição, não consegue enxergar os degraus, pois não tem nada que os indique, e cria situações desagradáveis como tropeços, ou luzes de celulares ao longo do filme.

Serviço:

A entrada é gratuita, os filmes são exibidos no Cine-teatro Ópera, auditório B, às 15h no dia 09 de agosto, com o filme “Cidade do silêncio”; dia 30 de agosto com o filme “Alexandria”; dia 06 de setembro, o filme exibido será “A fonte das mulheres; dia 27 de setembro é o filme “Tomboy”; dia 11 de outubro, o filme “Flor da neve e o leque secreto”, e o último filme de 2014 será exibido dia 25 de outubro – “E agora, aonde vamos?”. No final do ano serão emitidos certificados pela PROEX com a carga horária da frequência dos participantes.

Bruna Fernandes

Etiquetas: , ,
11/06/2014

Nutrisabor, que de nutrição não tem nada

Imagem

O Restaurante da cidade de Ponta Grossa que não tem estrutura, mas tem falta de higiene e um péssimo cardápio.

Na cidade de Ponta Grossa existem aproximadamente vinte restaurantes em funcionamento, mas nem todos eles são uma boa opção; esse é o caso do Restaurante Nutri-sabor que fica no centro da cidade. O buffet  fica em um prédio na Rua Coronel Cláudio (calçadão), e é frequentado por muitas pessoas, que podem ser consideradas corajosas de ir em um local de baixíssima qualidade, que pode ser evidenciada em várias características do restaurante, como por exemplo, a comida mal feita e a falta de estrutura.

Restaurante Nutrisabor

O sistema do local é o Buffet livre, que tem como opção:  arroz, feijão,  macarrão, farofa, mingau de milho, lasanha e batata palha. A carne (bife ou frango) é regulada, sendo um por pessoa, e também  alguns tipos de saladas e sobremesa. Pode ser um cardápio vasto, mas mal feito, a lasanha é muito salgada, a carne é gordurenta, é feita na hora, porém as pessoas que cozinhavam estavam em um pequeno espaço e transpiravam em cima do alimento.

Nilson de Paula Junior

05/06/2014

Atendimento que é realmente de ouro

Imagem

A cafeteria Ouro Verde inova na decoração e no atendimento

            Para o pedestre menos atento, a cafeteria Ouro Verde pode passar despercebida, já que é um lugar pequenininho entre tantas outras cafeterias no centro da cidade. Porém, aquele que resolver entrar vai se surpreender.

            A decoração do lugar é delicada, com um papel de parede floral, mesas bem dispostas  e uma parede inteira com diferentes modelos de relógio, além de quadros e fotos que remetem aos anos 50. Apesar de um pouquinho apertado, o local é bem claro e muito aconchegante.

gaby

Foto: Divulgação

            O cardápio é semelhante ao de várias outras cafeterias da cidade, oferecendo diversos tipos de cafés quentes e gelados, tortas, bolos, salgados assados, empadões, e sucos. Tudo é muito bem preparado e os salgados sempre vêm quentinhos. Vale a pena destacar o empadão de frango e requeijão e o bolo de morango, que são saborosos.

            Mas o verdadeiro diferencial da cafeteria Ouro Verde é o atendimento. O espaço conta com quatro atendentes, todas muito gentis e prontas a fazer o cliente sentir-se à vontade e garantir que ele volte sempre, nunca esquecendo dos fregueses quando eles voltam. Além disso, o pedido chega sempre rápido e com uma apresentação cuidadosa.

Gabriela Gambassi

Serviço: A Ouro Verde localiza-se na Rua Dr. Colares, na quadra do Centro de Cultura. A cafeteria fica aberta das 9h até as 18h, e o preço do lanche fica a partir de R$5,50, variando de acordo com o pedido.

20/05/2014

O cinema que parou em 2003

Imagem

Porque o Multiplex Palladium e sua simples existência não é mais suficiente para nenhum de nós

Para uma cidade que no início do século XXI já havia fechado todos os seus cinemas de rua e os transformado em igrejas, a chegada do Shopping Palladium e seus cinema interno era motivo de comemoração. Um novo ponto de encontro, uma novo lugar para se levar as crianças e, principalmente, uma atração cultural para Ponta Grossa que crescia a passos largos. Por muito tempo só o fato de termos um cinema na cidade era suficiente, no entanto, onze anos após sua inauguração, não é mais.

Há vários motivos para que o Multiplex Palladium não seja mais agraciado pela sua simples existência. Claro que não é pelos preços exorbitantes das guloseimas da bomboniere, nem pelo precioso atendimento dos funcionários com cara de tédio todo o expediente, muito menos pelos horários disponíveis para exibição dos filmes e sua organização aleatória.

Imagem

 

O motivo pelo qual a franquia do Cine Araújo não é mais elogiada pela sua presença em uma cidade de interior sem porque se interessar por manifestações culturais não tem haver com a ausência de sessões legendadas, nem com a falta de variedade de filmes. Também não se deve ao trabalho meia boca do projetista que já chegou a deixar mais de 40 minutos de filme rolando em completo desfoque.

O cinema do Shopping Palladium não deve mais ser maravilhoso apenas por estar em Ponta Grossa devido ao seu destrato com a sujeira da sessão anterior que apenas é varrida para de baixo dos bancos. Muito menos tem relação com o corte do filme antes mesmo que os créditos comecem para que os clientes vão embora logo.

Há vários motivos para que o Multiplex Palladium em sua monopolizadora existência não seja mais suficiente para essa cidade. Mas provavelmente nenhum deles está tão na cara assim.

Mariana Fraga

Serviço: Multiplex Palladium, da rede Cine Araújo. 4 salas de cinema, sendo 2 com tecnologia 3D. Shopping Palladium –  Rua Ermelino Leão, 703 – Olarias – Ponta Grossa.

24/04/2014

Vai um Café Colonial?

outros-giros21

A Confeitaria e Panificadora Vila Velha é um tradicional ponto de encontro, mas ainda é criticado pelo preço nem tanto acessível

A Panificadora Vila Velha é um ambiente agradável e uma boa opção, seja para passar para pegar o pãozinho, seja para sentar e tomar um café. Um estabelecimento tradicional da cidade, atende seus clientes desde 1987.  Com uma diversidade de opções, a panificadora e confeitaria tem um espaço também de cafeteria. Há uma diversidade de pães, tortas e salgados e outros produtos. Sem contar com o tradicional café, além de sucos e refrigerantes.

No térreo, o movimento sempre é maior, pois é onde fica localizada a padaria e produtos em geral. Já no piso superior, onde é servido o Buffet na hora do almoço, o ambiente é mais amplo e tranqüilo. Composto por várias mesas, acomoda de forma satisfeita os clientes.

De segunda a sábado, a panificadora Vila Velha oferece variedade de saladas, pratos quentes e carnes selecionadas para a hora do almoço. A tarde, o tadicional Café Colonial com pães, tortas, doces e salgados. O preço não é tão acessível como em outras cafeterias, sendo considerado caro por alguns clientes.

O ambiente é mais resguardado e sofisticado, tem um ar mais frio e sério, e por isso, é freqüentado por pessoas mais velhas. Vila Velha é uma escolha para aquela conversa de negócios, mas pode ser o local também de um encontro de amigos, mesmo se tratando de um lugar mais recatado.

Barbara Akemi

Serviço: Avenida Doutor Vicente Machado, 612. Centro. Telefone: (42) 3027-3034.

22/04/2014

Bar universitário também é local de festa

outros-giros21

O sagrado barzinho de todo dia precisa de melhor estrutura caso queira promover maiores eventos

            O República Campus, antigo Bar Toco, é um espaço voltado para universitários,   justamente por se localizar em frente ao campus de Uvaranas da UEPG. Conta com dois ambientes: o externo e o interno.

O ambiente externo possui mesas de sinuca, bar e várias mesinhas para os clientes poderem sentar e tomar a cerveja Devassa, marca pela qual o bar é patrocinado.  Já o ambiente interno fica fechado durante o dia, sendo aberto a noite apenas quando há apresentações ao vivo. Como na quinta feira, que reúne principalmente quem gosta de sertanejo, para já começar o “esquenta” para o final de semana. Somente os homens pagam entrada.

O bar também disponibiliza seu espaço para festas universitárias, os open bares. A disposição do local não é adequada para tais eventos, pois não há estrutura para dias chuvosos, por exemplo. Sendo a área coberta muito limitada, além de não comportar   tanta gente, torna-se abafada e consequentemente desconfortável. Outro ponto negativo é o estacionamento, que nada mais é que um corredor apertado de terra, ficando também desfavorecido nos dias de chuva.

Embora com aspectos negativos, o atendimento do bar é eficiente e o ambiente é descontraído, deixando os clientes a vontade, o que explica o seu fiel público mesmo com outros bares universitários nas redondezas.

O República Campus, faz parte do grupo República, tendo sua matriz no Centro da cidade, também próximo à UEPG, oque reforça a ideia do bar para o público universitário.

 

Georgia Prestes

 

Serviço:

República Campus

Av. General Carlos Cavalcanti – 4989, 84030-000 Ponta Grossa – PR

 

11/04/2014

Sorvetes Mexicanos viram febre

outros-giros21

Paleteria inaugurou em Ponta Grossa em dezembro e já é popular entre os mais variados públicos

Inaugurada em 2013, a Paleteca trouxe para Ponta Grossa as paletas artesanais mexicanas que estão cada vez mais populares no Brasil. Elas são picolés artesanais – mais altos e largos que os tradicionais – que podem ser de frutas, cremosos ou recheados.

A paleteria possui dois andares, no primeiro se encontram o balcão das paletas, o caixa, lugares para os clientes sentarem e ainda um cabideiro com sombreiros, ponchos e máscaras que fazem lembrar os“telequetes” ou shows de luta livre mexicanas, com os quais os clientes podem tirar fotos. No segundo andar encontram-se mais mesas e cadeiras. Cores quentes, como laranja, vermelho e amarelo; sombreiros; ponchos tipicamente mexicanos; artes e objetos que recordam as civilizações antigas do país decoram as paredes do local lembrando algumas características do México.

paleteca

Foto: Divulgação

O ambiente é agradável, tranquilo, de boa localização e recebe o mais variado público. No entanto, em dias quentes essa tranquilidade pode não se fazer presente, pois há bastante movimentação de clientes, deixando o espaço da Paleteria mais agitado,pois o atendimento fica mais lento e nem sempre têm lugares para sentar.

No início deste ano de 2014 foi inaugurada, no Shopping Palladium, a Mexicato Paletas Mexicanas. Com figuras de caveiras mexicanas grudadas em uma das paredes, ecom ambiente, também, nas cores quentes, mas principalmente na azul, que tem mais destaque, a decoração da Mexicato é bem mais simples que a da Paleteca. No local há poucos lugares para sentar, esses consistem em algumas banquetas.

 

Fernanda Penteado

 

 

Serviço: A Paleteca está localizada na Av. Bonifácio Vilela, 58, loja 10, centro e seu horário de atendimento é de segunda à quinta das 12h às 23h, às sextas das 12h às 23h, e aos sábados e domingos das 13h às 23h.Cada paleta custa R$7,00 e é possível realizar pedidos pelo serviço de delivery.