Archive for Março, 2010

30/03/2010

Nada mais Complicado… no cinema!

Nancy Meyers volta às telonas com mais uma opção de comédia romântica onde um casal tenta desesperadamente situar-se em uma relação. ‘Simplesmente Complicado’ até parece uma continuação do filme de mesma direção ‘Alguém tem que ceder’, se não fosse a troca do elenco. Agora quem faz rir e, em certos momentos, até chorar é o trio Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin.

No filme, Jane (Streep) está divorciada do advogado, Jake (Baldwin) há 10 anos, pois ele a ‘trocou’ por uma mulher mais nova. Os dois levam uma relação amigável até ficarem bem próximos devido à formatura do filho mais novo, em Nova York. A história do casal acaba de pernas para o ar e vira um romance complicado, pois quem é a amante agora é Jane. Para completar o triângulo amoroso e complicar ainda mais a situação aparece Adam (Martin), o arquiteto que está reformando o restaurante de Jane. O interesse se torna mutuo e a confusão deixa tudo… ‘Simplesmente Complicado’.

Apesar de um enredo abaixo do se poderia esperar, o filme conta com boas cenas, figurinos bem produzidos e uma fotografia de qualidade. Além do trio formado por Streep, Martin (mais comportando) e Baldwin (que traz para o filme o papel de canalha da série 30 Rock), destaca-se a trilha sonora assinada por Hans Zimmer e pelo brasileiro Heitor Pereira.

É uma ótima opção para quem quer dar boas risadas com situações normais de um relacionamento contemporâneo e que não ficará desapontado por esperar algo novo de Nancy Meyers.

Juliana Spinardi

Serviço:
Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=gUBhjnAGhRs&feature=player_embedded
Em exibição no Cinema Araujo – Multiplex Palladium FONE (42) 3222 9292 – RUA:ERMELINO DE LEÃO 703 OLARIAS – Ponta Grossa – PR
Simplesmente complicado – LegendadoElenco: John Krasinski, Meryl Streep, Alec Baldwin, Steve Martin (1), Rita Wilson, Daryl Sabara, Hunter Parrish, Lake Bell, Alexandra Wentworth, Blanchard Ryan, Mary Kay Place, Molly Culver, Zoe Kazan, James Patrick Stuart, Robert Adamson
Classificacao: 14 anos
Sala: 3
Programação: 25/03 QUI 16:30 20:15
26 A 01/04/10: DIARIAMENTE 21:30h

Anúncios
30/03/2010

Novo conceito de bar em Ponta Grossa

Por fora parece ser um local discreto. Mas basta dar uma olhada em seu interior para conferir que o Imperial Lounge Bar tem algo a acrescentar à noite pontagrossense. Ótimo para quem já estava cansado de freqüentar os mesmos lugares na noite princesina.

Com uma iluminação fraca, três ambientes e uma decoração moderna, o bar, inaugurado dia 5 deste mês está dando passos firmes para um bar recém inaugurado. Num dos ambientes, pode-se conferir o som de bandas locais. No outro, a música eletrônica ganha espaço, com direito a pista de dança e DJ. E os dois locais estão bem servidos com bares e bons atendentes. As apostas do Imperial Lounge Bar não estão apenas na diversidade de ambiente, mas também na música. O rock, o pop rock e o sertanejo têm atraído uma média de 200 pessoas por noite. Há espaço também para o chorinho. Quinzenalmente, às terças-feiras, a música brasileira ganha espaço e atrai um público mais apaixonado pelo gênero nacional.

A iluminação no tom verde diz um pouco sobre o bar. Um ano para ser construído, o bar é uma parceria com a cervejaria Heineken. Um pouco da decoração se deve a ela. O último ambiente é um salão com mesas de sinuca. O cardápio também é atrativo. Com cerveja – todas da mesma distribuidora da Heineken –, vodka, tequila, vinho, champagne e diversas porções. O preço da entrada também está em sintonia com as demais casas noturnas da cidade. Assim, o Imperial Lounge Bar é um bom atrativo noturno para todo o público pontagrossense.

Leonardo Barretta

Serviço:
Rua Bonifácio Vilela, 282.
Aberto de quarta a sábado, a partir das 21 hr. E quinzenalmente às terças-feiras.
Entrada: R$10,00 ou em consumação.
Telefone: 3027 7123.

30/03/2010

Paixão operariana na TV

Com entrevistas, notícias do esporte de Ponta Grossa e região, o programa de televisão ‘Esporte Emoção’ é uma opção para os telespectadores da cidade. Apresentado todas as segundas-feira às 22 horas por Candido Neto, o programa se apresenta como o principal espaço de mídia entre Operário Ferroviário e seus torcedores. Programa transmitido pela TV Educativa de Ponta Grossa (TVE PG), conta ainda com os comentários de Ivan Vinícius e com a participação dos telespectadores. Isso tudo, também motivado pelo sorteio de camisas, bolas e até pizza, oferecidas por seus patrocinadores.

Programa que lembra as tradicionais mesas redondas, o ‘Esporte Emoção’, conta com a participação de jogadores do Operário, dirigentes e jornalistas. Os telespectadores e torcedores participam do debate por meio de perguntas enviadas via mensagem de texto. Porém, a discussão sobre a vitória e o futuro do Fantasma da Vila Oficinas é, frequentemente, interrompida pela publicidade. O programa, se considerar a participação do telespectador, registra importante audiência da TVEPG na região dos Campos Gerais.

‘Esporte Emoção’ também faz a cobertura do torneio de futebol do Clube Verde, futebol amador, todos os esportes que marcaram o final de semana em Ponta Grossa e Campos Gerais. Trata-se de um programa plural, que usa a maior parte do tempo discutindo a atuação do principal time de futebol da cidade, o Operário Ferroviário.

O mais curioso no ‘Esporte Emoção’ é o sorteio de brindes. Os prêmios variam de camisas, bola e, por vezes, mesmo produtos inusitados… como rapadura! Várias pessoas são contempladas. Vale ressaltar, no ‘Esporte Emoção’, a cobertura feita sobre todos os esportes, Operário e uma certa dose de fanatismo… por parte de Candido Neto e Ivan Vinicius.

Letícia Cabral

Serviço:
Transmitido pela TV Educativa de Ponta Grossa (Canal 58 UHF) e a cabo 08
Horário: 22h
Dia de exibição: segunda-feira
Apresentação: Candido Neto
Comentarista: Ivan Vinícius
Fotos: Divulgação

28/03/2010

Uma comédia (teatral) romântica para crianças

A companhia FantoKids de Maringá, exibiu na última semana, no Cine Teatro Ópera e Cine Teatro Pax, a peça “Zabelê, Caxingulê e o Romance Perfumado”, voltada para o público infantil. A companhia já se apresentou em outras cidades do Paraná, e também recebeu convites para se apresentar em São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A apresentação conta a história de um marinheiro (Caxingulê), que se apaixona por uma linda camponesa (Zabelê). O amor do casal não pode ser consumado, pois Caxingulê vai embora em seu navio, e os dois se separam. O pai de Zabelê, preocupado com a filha, arranja-lhe pretendentes, mas a camponesa arruma uma forma de dispensar todos eles.

A peça é voltada ao público infantil, mas também se mostra uma boa opção para todas as idades. A companhia FantoKids utiliza em suas apresentações técnicas de sombra, fantoches, máscaras, bonecos, dentre outros apetrechos para atrair a atenção da platéia. O espetáculo é uma mistura de romance e comédia, representado de maneira simples, para agradar o público infantil.

A divulgação da peça é feita em escolas, que levam seus alunos para criar o hábito de assistir peças teatrais, saindo da rotina escolar. A peça foi elaborada com base em um trabalho de pesquisa teatral de bonecos e animação, com adaptações de personagens folclóricos.

Augusto Travensolli

Serviço: Companhia de teatro FantoKids, Maringá-PR
Peça:”Zabelê, Caxingulê e o Romance Perfumado”
Direção: Sandro Maranho
Texto: Jorge Henrique Lopes
Elenco: Danilo Furlan, Iraquitan Fagundes Maranho, Laura Fagundes Maranho e Rô Fagundes.
Contato: fantokids@hotmail.com

28/03/2010

Uma rádio que busca representar a tradição

A Rádio Castro é uma emissora que se propaga em toda região dos Campos Gerais do Paraná com difusão AM. Por ser uma cidade do interior e com atividade agropecuária expressiva, predomina na emissora o estilo musical sertanejo. Tanto que dos 12 programas semanais, seis são sertanejos, um noticiário policial, um de esportes, três de variedades e um de atendimento ao ouvinte.

Para evidenciar a importância que a emissora atribui à tradição agropecuária do município, um dos programas sertanejos é produzido com noticiário agrícola, onde são apresentadas notícias relacionadas a economia do campo e músicas da temática… sertaneja.

O noticiário local, “Repórter Policial”, que é transmitido de segunda à sexta, das 12 às 13:30h, informa os ouvintes sobre os acontecimentos da cidade e usa uma linguagem coloquial, visando atrair todas as classes sociais. O conteúdo do programa, em certos momentos, é inapropriado para o horário que vai ao ar.

Entre as músicas mais pedidas predomina o estilo sertanejo. Os ouvintes têm participação ativa não só durante os programas, fazendo ligações telefônicas, mas também no site da Rádio Castro, já que o mesmo abre espaço para pedidos de músicas, reclamações e sugestões.

Carla Onaga

Serviço: Rádio Castro Am 1.130 Khz
http://www.radiocastro.com.br/

28/03/2010

Uma Máfia à solta em PG

De uma banda punk-rock ‘falida’ surgiu a Dr. Skrotones e a Máfia do Ska, composta por nove integrantes que apostam na inovação do ritmo SKA em Ponta Grossa. Não se trata do SKA original, esta é a vertente jamaicana que deu origem ao reggae. Com quase dois anos de história, mistura a segunda onda do som jamaicano com o punk inglês. O que parece impossível, mas está sendo estudado, é a ideia de dar um toque de samba de raiz brasileiro. O vocalista Luis Fernando Schmidt, conhecido como Juninho, define como um estilo “energético, de diversão e protesto”. Para o ouvinte pontagrossense, não familiarizado com um rock acompanhado de saxofone, trompete e trambone, o som parece um pouco desconcertante e um bocado diferente. Versões do rock nacional e internacional são imaginadas de forma mais lenta e/ou mais rápida, sempre levando o público a dançar.

O grupo já fez quatro shows na cidade, com público vibrante nas diferentes situações. O mais difícil era encontrar gente que tocasse ‘metal’, o que remete aos instrumentos de sopro, e isto eles têm. Mesmo em Curitiba é difícil achar quem toque e queira se juntar ao estilo. Larissa, única presença feminina da banda, dá um charme especial entre os tantos ternos e gravatas que tocam na noite. Há projetos de gravação de CD e mais shows pela frente. A ideia é tocar no Cine Rock às quartas-feira. Já contam com cinco composições.

Bruna Bronoski

26/03/2010

Um tropeirismo nada convencional nos Campos Gerais

Porcadeiros… uma história que narra a vida de heróis do campo. O livro de Arnoldo Monteiro Bach, escritor palmeirense, retrata um tropeirismo pouco conhecido: o ‘transporte’ de porcos pelos campos do Paraná.

O livro mostra histórias de vida de tropeiros que ficavam meses longe de casa, em viagens marcadas principalmente pela paciência. Paciência de tropeiros que queriam trazer dinheiro para suas famílias, através de tropeadas que reuniam milhares de porcos.

O autor retrata em seu livro a importância do tropeirismo de porcos para a história do Paraná, pois graças a essas tropeadas muitas cidades foram construídas, como é o caso de Pato Branco.

A história trata de pessoas anônimas, que sequer conheceram a cidade, apenas os campos paranaenses e milhares de porcos. Pessoas humildes que nem imaginavam que seu ganha-pão um dia transformasse a economia e a história de um Estado que até então só conhecia o tropeirismo de gado.

Não é a primeira vez que o autor busca recontar a história paranaense. Em seus outros livros: “Carroções”, “Vapores”, “Trens” e “Alemães do Volga no Pugas”, Arnoldo Bach traz mais relatos sobre a colonização do Paraná e de gente que, através de suor e sangue, ajudou a construir a história do Estado.

Kyene Becker

Serviço:
“Porcadeiros”, BACH, Arnoldo Monteiro. 488 páginas. Gráfica Editora Palloti.
Preço: R$ 15,00

26/03/2010

Agenda Cultural:

26 de março – sexta-feira
*Teatro de Bonecos “Zabelê, Caxinguelê e Romance Perfumado”- Cia Fantokids (inserida na programação da Semana de Teatro e Circo)
Local: Teatro Pax – Rua Dr. Antônio Russo, 28 – Oficinas
Horário: 14h
Classificação: Livre – dirigida às escolas

*Lançamento da 2ª Edição do Livro “ Ramalhetes Princesinos” de autoria da escritora Sônia
Ditzel Martelo (inserida no Projeto “Poesia de Ponta”)
Local: Centro de Cultura Cidade de Pont Grossa
Horário: 20h
Ingresso: Entrada Franca

27 de março – sábado
*Festival Musical – UEPG Mix
Local: Centro de Convivência Campus Uvaranas
Horário: 10h – 20h

*Espetáculo de Dança “Páscoa Solidária”- com Grupos e Academias de Dança de Ponta Grossa – Atividade Beneficente de Páscoa em prol da Entidade Assistencial “ Esperança- Cidade dos Meninos”
Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A
Horário: 20h
Ingresso: uma caixa de bombom

*Oficina de Documentários (inserido no Projeto “Poesia de Ponta a Ponta”)
Local: UEPG – Campus Central – Sala B 206
Inscrições gratuitas no blog periferiadepontaaponta.blogspot.com

28 de março – domingo
*Projeto REC- Rede Estadual de Cinema- Exibição do Filme “ High School Musical 3- Ano de Formatura”
Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A
Horário: 15h
Ingresso: Entrada Franca

*Início das Oficinas de Circo – Malabares iniciante, acrobacias de solo (diversos níveis), tecido acrobático, contorcionismo, entre outros.
Local: Sesc
Horário: 13h e 30 às 17h
Ingresso: gratuito – Inscrições no Centro de Cultura, pelo telefone 3901-1588, com Alfredo

29 de março – segunda-feira
*Espetáculo “DEPOIS DESSE DIA”- Trupe Circo Ático
Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A
Horário: 14h – Atividade dirigida às escolas/20h- Para o público em geral
Ingressos: Entrada Franca

*Sessão Pública de Tombamento- Conselho Municipal do Patrimônio Cultural
Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A
Horário: 19h

31 de março – quarta-feira
*Último dia da Exposição Temática “Mulheres”
Local: Galeria João Pilarski, Centro de Cultura
Horário: 13h às 18h
Ingressos: Entrada Franca

1 de abril – quinta-feira
*Último dia da exposição “Valorizando Talentos”
Local: Galeria do Capitólio Vest & Art – Rua Paula Xavier, 290 – esquina com Balduíno Taques
Horário: das 10h e 30 às 18h e 30
Ingressos: Entrada Franca

Samara Machado

25/03/2010

É errando que se aprende.

Para quem ainda não sabe, este ano os jornalistas do Crítica de Ponta mudaram, e esta é a primeira vez em que os alunos do novo segundo ano participam do blog. Sob essa óptica, todas as editorias estão de parabéns por seus primeiros trabalhos. Poucos erros são evidentes, mas alguns detalhes, se observados mais atentamente, poderiam ter gerado um melhor trabalho.

Na editoria ‘Projetor’, privilegiar um filme que está fora do circuito de cinema tradicional e é no caso relativamente antigo foi uma escolha muito interessante. No entanto, para uma melhor abordagem, a autora deveria ter descrito menos a sinopse, e utilizado da crítica aos recursos cinematográficos do longa. O resumo feito é tão desnecessariamente completo que estraga o (twist) final do filme, que apesar de não ser lançamento muitas pessoas não o viram.

Na editoria sobre mídia impressa o texto sobre a pluralidade dos jornais locais oferece logo de cara uma boa contextualização para os leitores e segue explicando com um forte caráter critico. Outro bom exemplo de recurso no texto foi utilizado na editoria Livro Aberto, a autora fez um bom trabalho exemplificando seu texto com as expressões do próprio livro em questão; embora tenha faltado uma melhor estruturalização nos últimos parágrafos.

Sobre banda, a autora poderia falar mais sobre a música da banda, e não somente sobre sua história. E ainda faltou um pouco de consideração a todos os tipos de leitores que podem não entender de estilos de rock n’roll, e, portanto, não entender o que é rock presidencial.

Mayara Sonchini

25/03/2010

Um pedaço do Egito nos Campos Gerais

Quem nunca sonhou em conhecer as imponentes pirâmides do Egito, ou teve curiosidade em ver de perto uma múmia, datada em milhares de anos? Em Ponta Grossa, no bairro de Oficinas, há a possibilidade de um contato com o mundo egípcio. Inaugurado em 11 de abril de 2001, o “Museu de Arqueologia” transporta o visitante a um passeio pela cultura, berço da civilização humana. Criado pelo arqueólogo Prof. Moacir Santos, o museu conta com um acervo de mais de 600 peças. Majoritariamente é composto por réplicas e fac-símiles, que são reproduções exatas dos objetos originais, moldados a partir dos mesmos. Mas também há artefatos originais, como uma máscara de múmia do século 2 a.C..

Atualmente acontece a II Exposição Permanente, com o tema: “Egito Antigo Vida e Imortalidade”. São duas salas em que o visitante encontra desde objetos usados em situações do cotidiano, bem como até em cerimônias fúnebres. A iluminação do ambiente e a boa disposição dos artefatos criam a sensação de estar em um grande museu, apesar de suas dimensões reduzidas. O trabalho é bancado exclusivamente pelo Prof. Moacir, sem nenhum auxílio governamental. É ele quem fabrica as peças, que muitas vezes levam meses para ficarem prontas. Dona Élia Auer, mãe do professor, é a curadora da exposição. É ela quem apresenta, orgulhosa, a realização de um dos sonhos do filho.

Apesar da pouca divulgação e da falta de sinalização, o museu recebe visitantes de diferentes partes do Paraná e Brasil, principalmente de escolas da cidade e da região. Mesmo ficando um pouco afastado do centro da cidade, é de fácil acesso.

Giancarlo Biagini

Serviço: Museu de Arqueologia, Rua José Joaquim da Maia, 154 – Oficinas. Visitas sob agendamento, (42) 3229-2109.
O Museu funciona de Terça à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Sábado e domingo das 13h30 às 17h30. Ingresso: R$ 5 para visitantes e R$ 2,50 para estudantes.