Archive for Agosto, 2009

30/08/2009

A volta II

Após um período de não produção, motivado pelas férias escolares de julho e pela suspensão das aulas devido a propagação do vírus causador da gripe suína (H1N1), o blog Crítica de Ponta volta à ativa e prentende seguir sua política de reportar o que acontece nos espaços culturais dos Campos Gerais.

Contudo, a pausa nas publicações fez com que erros, antes corrigidos e já criticados por outros Ombudsman, apareçam na edição desta semana. O apego à descrição é um ponto que merece voltar a ser discutido. No texto “Brechó de ideias”, a autora reporta até o número de computadores utilizados na transmissão do programa “Geral Esportivo”. A iniciativa é realmente criativa e merece destaque, no entanto, abordar aspectos mais técnicos e descritivos fez com que o programa em si fosse colocado em segundo plano. Entretanto, a autora traz uma idéia original, diferente de outros conteúdos já discutidos na seção Antena.

No texto “O despercebido divulgador do Estado” o tom leve é uma fórmula para chamar a atenção dos leitores do blog. Entretanto, a autora constrói seu texto sobre palavras como standart, manchete, entre outras, que não são de conhecimento de todos os leitores, colocando em risco o tom coloquial com que a autora abriu seu texto.

Mas nem tudo são pedras. Merece destaque a crítica musical, bem consistente e fundamentada em aspectos como o show da banda e as influências musicais, que também são importantes para a qualidade da música. O ponto forte dessa edição realmente são os títulos. Com construções mais ousadas e até mesmo humoradas eles deixaram de ser somente informativos, passando a atrair os leitores. Também percebe-se que os serviços estão mais completos e informam com clareza em relação às edições passadas. Os assuntos pautados, em geral, são interessantes e é visível o amadurecimento dos alunos em relação à construção do texto.


Daniel Petroski

Anúncios
30/08/2009

O despercebido divulgador do Estado

O Notícias do Paraná, jornal tablóide informativo das ações do Governo do Estado do Paraná, na edição de maio/2009, chega às casas na última semana de julho. Um tempo longo entre “ação” e “edição”, ainda mais se for considerado que o jornal é pequeno e não passa de uma infinidade de primeiras páginas.


Uma manchete, uma foto “estourada” e alguns textos curtos compõem cada uma das 20 páginas do mini-jornal. O texto é elaborado em cima das informações cedidas pelas assessorias de comunicação das secretarias do Estado e das empresas públicas. Ou seja, o informativo assume o papel de voz oficial das secretarias, e, é claro, só vai falar sobre crescimento e geração de empregos. Seria interessante enriquecer o texto, pois somente informações jogadas em dois parágrafos curtos não explicam direito as ações do Governo e, assim, perdem a essência do informativo.


Não se pode reclamar da ostentação do trabalho do Governo, uma vez que o Notícias do Paraná serve para isso mesmo – como é escrito na apresentação, é um “jornal público de divulgação das ações do Governo do Estado”. Porém, dar uma cara mais apresentável para o mesmo, incrementar a diagramação e investir em textos melhores seria um ato de inteligência e boa estratégia para chamar atenção do público, já que vários exemplares podem ser encontrados, ainda embalados, nos lixos dos prédios.

Serviço: Notícias do Paraná
O informativo é entregue de porta em porta.
Secretário de Comunicação Social: Benedito Pires.
Coordenadora: Teresa Martins.
Assistente de Edição: Rodrigo Bortoti.
Tiragem: 1.250.000 exemplares.
E-mails e sugestões podem ser enviados para noticiasdoparana@secs.pr.gov.br

Tuanny Honesko

30/08/2009

Para (quase) todos os gostos

O programa Entre Aspas é um semanal exibido pela TV Vila Velha, canal 16 do sistema a cabo, de Ponta Grossa. O programa iniciou em 2008 e, tendo como público alvo adolescentes e jovens, se baseia em entrevistas com bandas locais/regionais e matérias com temas atuais envolvendo o mundo jovem, como comportamento, música e moda.


Entre os apresentadores estão Guto Assis e Emmanuele Rodrigues, formando uma “trupe” de jovens que podem tratar mais fácil e intimamente dos assuntos pautados. São vários quadros ao longo do programa, todos voltados à cultura jovem, entretenimento e cotidiano ponta grossense.
Nota-se uma certa falta de experiência por parte dos apresentadores e uma uniformidade de temas pautados, o que vai contra a proposta do programa, que pretende ser o mais plural e diversificado possível.


Apesar da grande cobertura dos eventos em casas noturnas de Ponta Grossa, o programa poderia dar mais espaço às bandas locais, bandas de garagem. Como o Entre Aspas iniciou a menos de um ano, os problemas e falhas são aceitáveis, ao passo que se nota evolução dos primeiros programas aos atuais.

Serviço:
Programa Entre Aspas
Tv Vila Velha – canal 16
ao vivo toda terça às 20hrs
Reprise na quinta às 13hrs e aos sábados às 15 hrs

Giabrielle Amaral

30/08/2009

O rock (em sua essência) nos Campos Gerais


Uma viagem ao Rock’n’Roll dos anos 1970 e ao movimento psicodélico. Um pouco de blues e a clareza do som de um rock puro, com arranjos de contra baixo e guitarras. A sensação de que uma música acaba no começo da outra, mas sem qualquer monotonia. A banda pontagrossense Cadillac Dinossauro’$ existe desde 2006 e David Barros (vocal, guitarra), Mack Milan (guitarra), Hugo Alex (baixo) e Bruno Machado (bateria) têm 10 músicas próprias distribuídas no primeiro disco do grupo.


As letras simples falam às vezes de questões ou angústias pessoais dos compositores, cotidiano e sobre as noites de rock. As guitarras são um show à parte em cada música, os arranjos parecem querer cantar. Todos os sons são muito marcados, o sintetizador está presente e os ‘extraterrestres’ (modo como os próprios integrantes se chamam) sabem unir tudo isso em músicas viciantes com energia e passando a quem ouve que eles sabem muito bem o que querem e o que estão fazendo.


As apresentações da banda são uma aula do que foi (e é) bom em Rock. No repertório há Raul Seixas, Os Mutantes, Led Zepellin, Black Sabbath, The Who, The Doors, para citar algumas das referências da banda. Os integrantes energizam o show. O som é ideal para quem gosta de Rock que quer ir para frente do palco, cantar e deixar a música movimentar o corpo. Assim, um pouco nostálgico e um pouco inovador. A banda Cadillac Dinossauro’$ comprova que fazer Rock’in’Roll puro e de qualidade sem parecer uma cópia é possível. A casa cheia – no bar onde acontecem as apresentações – é o sinal de que esse estilo ainda agrada um grande público.

Serviço:
A banda às vezes toca na chopperia Baviera (Rua Barão do Cerro Azul) no Bar Cine Rock (Av. Müchen). Ambos em Ponta Grossa. O preço geralmente é R$5,00.
CD’s a venda nos shows ou pelo email cadillacdinossauros@gmail.com (R$10 + frete)
My Space: http://www.myspace.com/cadillacdinoss

Liandra Cordeiro

30/08/2009

Brechó de ideias

A rádio é caseira, apesar da criatividade dos integrantes darem ao ouvinte a sensação de que os radialistas estão no estádio. Chegam até mesmo a “entrar” em campo, e “entrevistar” os jogadores. Tudo isso apenas acompanhando a transmissão dos jogos pela TV, da qual aproveitam até mesmo as falas dos jogadores.


A iniciativa é de cinco alunos do segundo ano do Curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), movida pela paixão pelo futebol e futuro interesse profissional. Sebastião Neto, Cristhian Teixeira, Milena Rezende, Cristiano Correia e Felipe Lieddman se dividem entre comentários técnicos, narração e entrevistas com muito bom humor.
A rádio é experimental e, além da televisão, conta com dois computadores através dos quais acompanham o andamento dos outros jogos e recebem e-mails dos ouvintes que são lidos no ar.

As narrações são postadas no blog do grupo, o ‘Geral Esportivo’. Os equipamentos amadores e a criatividade mostram que, quando há empenho e senso de humor, é possível inovar e particularizar as produções, porque a Rádio Brechó é só aqui em Ponta Grossa, nas casas dos idealizadores da rádio.

Serviço:
Endereço na internet: http://geralesportivo.blogspot.com/, cristhteixeira@hotmail.com ou mms: //radiobrecho.no.ip.info: 8080
Programação: Às quartas, das 21h30 às 00h30 e aos domingos, das 15h30 às 18h30

Camila Montagner

30/08/2009

’Assustadoramente’ divertido


O filme “Arrasta-me Para o Inferno”, em exibição no Multiplex Shopping Palladium, em Ponta Grossa, marca o retorno do diretor Sam Raimi (que dirigiu a franquia Homem-Aranha) ao gênero que o tornou conhecido e consagrado, o terrir, mistura de terror gosmento e humor canastrão. O diretor deixa claro desde o começo que sua intenção é fazer um filme próximo das suas primeiras obras, utilizando o logo da década de 1980 da Universal Pictures (distribuidora do filme) e logo depois o logo do filme, muito semelhante à série de filmes Evil Dead, dirigida pelo próprio Raimi.


Christine Brown, que trabalha no setor de empréstimos de um banco, é a personagem principal. Aspirando a uma promoção, Christine procura demonstrar firmeza e nega o aumento do prazo de pagamento de uma dívida a uma senhora. A velhinha, então, roga uma praga em Christine, que fará com que um demônio leve a moça para o inferno em três dias. A partir daí, a jovem tenta de todas as maneiras se livrar da maldição.
A cena em que a protagonista luta contra a velhinha no estacionamento é ‘assustadoramente’ bem feita, com bons cortes de câmera e sonoplastia que aumentam ainda mais o clima de suspense. Aliás, o áudio é uma das grandes qualidades durante toda a trama, ditando o ritmo que um bom filme de terror deve ter. A caracterização da velhinha também é outro ponto de destaque, com unhas medonhas, uma voz arrastada com sotaque latino, um olhar aterrorizante e que fica pigarreando o tempo todo.


Apesar da estranheza de alguns clichês, logo se percebe que essa é a intenção do autor, satirizando sutilmente alguns filmes de terror e dando o tom cômico à história. Mesmo sem toda a liberdade que tinha antes dos filmes do Homem-Aranha, Sam Raimi consegue fazer com que, em algumas cenas, o espectador tenha medo e vontade de rir ao mesmo tempo, exatamente como um filme de terrir deve ser.

Serviço:
Título: Arrasta-me Para o Inferno (Drag Me To Hell)
Em cartaz no Multiplex Palladium (Rua Ermelino de Leão, 703, Ponta Grossa/PR)
Horários: Diariamente às 20:30
Preços: Segunda-feira: R$ 8,00
Terça-feira e quinta-feira: R$ 10,00
Quarta-feira: R$ 5,00 (preço único)
Sexta-feira, sábado, domingo e feriados: R$ 14,00
Aposentados, idosos, estudantes e portadores de deficiência pagam meia entrada.
Gênero: Terrir
Censura: 14 anos
Duração: 99 minutos
Ano: 2009
Língua: Inglês com legendas em Português
Site: http://www.dragmetohell.net/
Fotos: Divulgação

José Renan Vallim

30/08/2009

Turismo e fé no ponto mais alto

Normalmente quando as pessoas vão conhecer novas cidades, as igrejas são pontos obrigatórios de contemplação. Todos que passam por Ponta Grossa enxergam de longe a cúpula da Catedral Sant’ana, sede da Diocese de Ponta Grossa, localizada praticamente no ponto mais alto do Centro da cidade. Após 30 anos de construção, finalmente a Catedral, na noite de 23 de Julho deste ano, foi inaugurada.


Não só os indivíduos religiosos têm boa impressão do local, mas também o mais cético pode se surpreender com a nave central, com os vitrais e a arquitetura brasileira característica, além da cripta, local onde ficam os túmulos dos Bispos. Ainda não acontece a subida de pessoas à cúpula.


Quem entra na Catedral pode receber informações através de voluntárias. Missas ocorrem todos os dias em uma capela menor, dentro da própria catedral. Nos fins de semana, com o público maior, a celebração é feita na parte principal. Cerimônias familiares, como casamentos e formaturas, podem ser realizadas na Catedral, tudo de acordo com as regras da igreja.

Serviço: Catedral aberta a visitação das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.
Cripta aberta somente às segundas-feiras das 14h às 16:30h.
Missas de segunda a sábado, exceto terças-feiras, às 18 horas.
Missas Domingo: às 9h, 11h e 19horas.
Casamentos: R$ 340,00
Formaturas: R$ 250,00
Endereço: Praça Marechal Floriano Peixoto s/n° Centro. Ponta Grossa
Data da Construção: 1978-2009
Bispo: Sérgio Arthur Braschi
Diocese de Ponta Grossa

Cristiano Correia