Posts tagged ‘na tela’

07/10/2014

Show de calouros sofisticado

na tela

The Voice Brasil remete aos tradicionais programas de auditório com shows de talentos

Recentemente começou uma nova temporada do programa “The Voice Brasil” na Rede Globo. O reality show musical remete aos antigos shows de calouros, onde amadores – ou não – soltam sua voz em um auditório submetidos ao julgamento de quatro jurados: os cantores Claudia Leitte, Carlinhos Brown, Lulu Santos e Daniel, que foram escolhidos justamente por representarem cada um uma vertente musical diferente – axé, pop e sertanejo.

10580067_706179602811449_2168543900929974348_n

Começando com as cadeiras viradas de costas para o concorrente, os jurados tem a opção de se virar se a apresentação lhe interessar. Assim ele “apadrinha” o candidato, e o acompanha em audições para melhorar cada vez mais sua performance. Se mais de um jurado escolher um participante, este tem o direito de escolher com quem ele prefere trabalhar. Depois, os novos cantores vão passando por diversas fases onde cantam em batalha e ao vivo, por exemplo.

O formato é conhecido pelo mundo, pois esse reality show faz sucesso em diversos países. Interessante para a família brasileira, porém bem seletivo quanto aos candidatos. Poucos são os escolhidos devido ao pouco tempo que o programa dispões para as apresentações – a história de cada participante é contada a cada performance sua.

Millena Sartori

Serviço:

The Voice Brasil passa na Rede Globo às quintas feiras após a novela das nove, “Império”.

Anúncios
Etiquetas:
29/09/2014

Temos diversão e informação no Antunadas

na tela

Apresentador aproveita o crescimento da popularidade dos esportes americanos no Brasil

Paulo Antunes, comentarista dos canais ESPN, é conhecido por ser especialista em esportes americanos e por sua irreverência. Ele demonstra isso nas suas participações em transmissões da NFL e MLB, as ligas de futebol americano e baseball dos Estados Unidos, respectivamente.

0_d4196072-bcaf-3bb4-ae34-9ed5ffddad93

Aproveitando-se dessa fama ele apresenta, na internet, o ‘Antunadas’, programa em que o comentarista informa e diverte o público com o que de mais relevante aconteceu na última semana nos esportes americanos. Com duração que normalmente ultrapassa os dez minutos, o programa também tem bastante espaço para curiosidades que envolvem esses esportes, por exemplo: os modelos de carros dos principais jogadores de determinado time da NFL.

Transitando bem entre assuntos mais sérios e temas mais descontraídos, Paulo consegue prender a atenção do espectador. No entanto, o público teve espaço diminuído nas duas últimas edições do programa. Agora, Antunes não responde mais, durante o programa, perguntas enviadas pelo público.

O ‘Antunadas’ também não fala mais com tanta frequência sobre a história desses esportes, o que antes era um dos pontos fortes do programa. Ainda assim, com a descontração que lhe é característica, o apresentador do ‘Antunadas’ consegue instigar os internautas a assistirem as edições mais antigas do programa.

 Enrique Bayer

Serviço:

Uma nova edição do programa é postada todas as sextas-feiras em: http://espn.uol.com.br/programa/antunadas

Etiquetas:
22/11/2013

Um esporte que a massa vê

na-tela

Globo Esporte da RPC valoriza o estado, mas atropela notícias esportivas do restante do país

      Desde que a Rede Globo de TV implantou, nos últimos anos, o formato integralmente regional para o programa Globo Esporte, a atração é produzida no Paraná pela RPC TV. A emissora é responsável pela apresentação e produção de conteúdo próprio, recebendo da matriz apenas determinadas matérias de cunho nacional.

        A mudança valorizou o esporte paranaense como um todo, não apenas o futebol, que habitualmente aparece como destaque, ao lado do futsal. No entanto, os acontecimentos nacionais acabaram limitados no quesito tempo. Mesmo que noticiados, isto ocorre de forma muito rápida e pouco detalhada. Mesmo no Campeonato Brasileiro de Futebol, ‘carro chefe’ do esporte no programa, a emissora deixa de mostrar determinados gols de algumas partidas, em uma mostra clara indicação de que o tempo na TV é uma barreira.

      A imagem e áudio do estúdio seguem o padrão Rede Globo de São Paulo e Rio de Janeiro, com uma iluminação favorável e som claro. No entanto, é possível notar um grande contraste em matérias e reportagens realizadas no interior do estado, em que a qualidade é claramente inferior nestes quesitos.

foto reproducao

Foto: Reprodução

      A apresentação, realizada na maioria das vezes por Rogério Tavares, é descontraída e com um tom informal característico das produções esportivas, mas sem buscar a comédia em todos os momentos do programa, como ocorria na transmissão gerada.

      Com a retirada do bloco nacional, o tradicional espaço reservado ao esporte na emissora regional, deixa de ter uma referência totalmente nacional durante a semana, mas a RPC consegue valorizar a programação e o esporte local sem deixar cair o nível valorizado pela TV Globo.

Rodrigo Huk

Serviço:

Globo Esporte – RPC TV, de segunda a sábado, 12h50

03/11/2013

Voz aos bairros ponta-grossenses

na-tela

Estudantes do 3º ano de Jornalismo produzem o Jornal Comunitário, veiculado na TV Com da cidade

A produção laboratorial faz parte da formação do jornalista, independente da mídia em questão. O Jornal Comunitário é produzido pelos alunos do terceiro ano do curso de Jornalismo da UEPG e visa destacar principalmente, mas não unicamente, problemas estruturais da cidade. Nas produções veiculadas na TV Comunitária (pelo sistema a cabo Net TV, no canal digital 17) nos dias 21, 22 e 23 de outubro, boas pautas foram selecionadas e há pluralidade de visões.

Destaque para matéria da falta de pavimentação na rua S. Vicente de Paula, pela dinamicidade no desenrolar a matéria, bem como pluralidade de vozes consultadas. As matérias sobre cultura ucraniana e candomblé também se destacam ao apresentar tais crenças e costumes além de características e problemas enfrentados. Vale ressaltar os serviços disponíveis no final de algumas matérias, que auxiliam o telespectador que possa ter o mesmo problema retratado na reportagem. Outro recurso utilizado é o de informações por infográficos, mapas entre outros recursos visuais.

na tela

Foto: Divulgação

O problema recai na parte técnica de produção, com algumas imagens escuras ou muito próximas, áudio baixo ou estourado, por exemplo. Faltou, portanto, “afinar” a produção no fechamento dos jornais, já que áudio e imagem são a alicerce da produção em telejornalismo. Outra questão é, por vezes, a repetição da informação dada pelo apresentador logo no início reportagem.

A produção está interligada com o site Portal Comunitário (www.portacomunitario.jor.br) em um diálogo entre as duas mídias. Afinal, o acompanhamento dos bairros e associações de moradores é realizado constantemente pelos estudantes de Jornalismo.

Gabrielle Koster

Serviço:

As produções passaram na TV Comunitária PG, nos dias 21, 22 e 23 de outubro, as 19 horas e continuarão sendo exibidos na próxima semana.

Canal 96 analógico e 17 digital – NET cabo TV

Site do Portal: http://portalcomunitario.jor.br/

Facebook da TV COM: facebook.com/pages/TV-COM-PG/160915797334728

25/10/2013

Plugados no Estado do Paraná

na-tela

Programa com proposta jovem da RPC tem variedade de assuntos e está atento aos assuntos regionais

          O programa Plug, que passa na RPCTV todos os sábados às 11h30 da manhã, tem como proposta ser um programa jovem sobre música, moda, comportamento, lazer e debates a respeito de causas sociais que envolvam a juventude. A abertura do programa, colorida e com música dançante, reforça a proposta de foco na faixa etária pretendida pelo Plug. Jairo Nascimento e Michelly Correa apresentam o programa e conversam de maneira descontraída, em linguagem simples e com uso de gírias e brincadeiras. A apresentação é levada com clima de amizade.

          Por ser um programa regional, muitas das matérias são feitas nas cidades do interior do Paraná, principalmente as que tratam sobre lazer, que mostram os pontos turísticos do estado. As reportagens sobre música mostram artistas de todo o país, mas também dão espaço aos músicos e bandas locais.

                                         Imagem inline 1

                                         Foto: Divulgação

          O programa, que tem em torno de meia hora de duração, é dividido em três blocos, que geralmente tratam de um assunto em cada bloco. As enquetes feitas nas ruas de Curitiba e os debates gravados no estúdio com a plateia enriquecem o projeto com a opinião do telespectador. E, isso, contando com as redes sociais, que atualizam o que está acontecendo na produção e compartilham publicações dos espectadores.

          Plug também tem conteúdos exclusivos para a web, que não são tão atualizados, pois seguem o ritmo de programa semanal. Os vídeos são de chamadas para os próximos programas, campanhas e o making off das gravações. Além de publicar fotos do público com os apresentadores e as inscrições para o ‘Estúdio Plug’, que chama as bandas locais a se apresentarem.

Isabela Almeida

Serviço:

O programa Plug vai ao ar todos os śabados, às 11h30, na RPC TV (canal 5 da TV a cabo ou pelo sistema aberto de TV). O conteúdo online está disponível emhttp://redeglobo.globo.com/pr/rpctv/plug/videos/

 

12/10/2013

Operário se mantém na mídia através de torcedores

Programa semanal tem enfoque voltado ao clube princesino e conta com um convidado diferente a cada edição

na-tela

Com a intenção de manter o Operário Ferroviário (OFEC) ativo nas rodas de discussões quando o assunto é futebol, a Associação Avante Fantasma (AAFA) lançou no segundo semestre de 2013 em seu canal na YouTube, o programa Papo de Boteco. Apresentado por Dyego Marçal e Thiago Moro, a atração possui 30 minutos de duração.

O programa já recebeu a presença de Piska Rodrigues, o ex-técnico do clube ponta-grossense, Jair Palowski ex-jogador e o comentarista esportivo local Altair Bail, além de integrantes da diretoria do Operário. As entrevistas são realizadas de modo descontraído em um cenário que lembra aos bares onde torcedores acompanham jogos de futebol e discutem sobre a atuação do clube. Esse aspecto faz com que o convidado se sinta mais ambientado e a conversa decorra com maior naturalidade.

Foto André Bida

A atração disponível no YouTube conta com 9 edições realizadas até o momento, e foram gravadas na sede da AAFA, porém ouve uma exceção quando no quinto programa os dirigentes do Operário tiveram um ‘bate-papo’ com os apresentadores na sala de imprensa do estádio Germano Krüger, em Vila Oficinas, PG.

O Papo de Boteco não pode ser considerado um programa esportivo, e sim de futebol, pois outros assuntos que não sejam sobre o Operário não estão presentes na pauta. Este modelo de entretenimento traz uma relação mais próxima, entre o telespectador que na maior parte é formada por torcedores do time e os apresentadores, pois dificilmente se vai ouvir falar mal do seu time. E, a partir do início de outubro, o programa passa a ser transmitido também na TV Comunitária, canal 17 do sistema a cabo local.

André Bida

Serviço:

Papo de Boteco está disponível no Youtube:  http://www.youtube.com/user/avantefantasma/videos e na TVCOMPG: às quartas-feiras às 21h30, reprise aos sábados no mesmo horário.

04/10/2013

Mundo da experimentação

na-tela

Programa retransmitido pela TVE PG apresenta momentos (históricos) de música clássica

       A música clássica raramente aparece em emissoras de TV aberta. Por ser administrada pela Fundação Educacional de Ponta Grossa (Funepo), a TV Educativa Ponta Grossa (TVE PG), retransmissora da TV Cultura, possibilita a veiculação de um programa educativo sobre esse estilo musical. Independente de caráter experimental, é parte do Mundo da Música.

     O primeiro programa teve duração de 30 minutos, dividido em dois blocos, com apresentação em estúdio. As edições seguintes, consideradas como uma nova temporada, apostam em vídeos curtos, de um a dois minutos, com narração e imagens de apoio sobre o assunto. Os temas dos “programetes” são instrumentos, compositores ou explicação de termos relacionados à música clássica.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

       A parte técnica do programa revela falta de intimidade com programas de edição de vídeo. O estúdio é feito em “chroma key”, a conhecida tela azul (ou verde) para adicionar um fundo diferente do existente. A Iluminação, contudo, revela-se inadequada, resultando em uma imagem clara e apagada. Outro erro de imagem é com o apoio de fundo gráfico que utiliza cores fortes, tiram o destaque do apresentador Adailton Pupia, vestido totalmente de preto. Além disso, o áudio, outra parte técnica a ser ressaltada, possui ruídos constantes.

       Apesar de instrutivo, o Mundo da música utiliza apenas imagens provenientes de terceiros. Seria relevante filmar artistas locais, que podem substituir a narração e explicar com suas próprias palavras o funcionamento de instrumentos, ou pontos históricos da música. É preciso dar “rosto” ao programa e valorizar o aspecto regional da música para atrair o público.

Kelvin Vieira

Serviço:
Programa Mundo da Música
Veiculado na TV Educativa de Ponta Grossa (TVE PG). Canal 58 UHF / Canal 8 Cabo
Disponível online em: https://www.facebook.com/mundodamusicatve

Etiquetas: ,
13/09/2013

O festival como pauta ‘perdida’

selo flicampos

Mesmo importante para cidade, Flicampos não fica nas prioridades da mídia televisiva local

       O II Festival Literário Internacional dos Campos Gerais (Flicampos), tem uma programação completa naquilo que se propõe. Lançamento de livros, revistas, oficinas e contação de histórias fazem parte da agenda do evento que acontece até domingo (15/9). Porém, não era esperado que o evento não contemplasse em nenhum momento a televisão.

       O festival – que pela primeira vez acontece no Complexo Cultural Jovani Pedro Masini – foi divulgado pela imprensa local, inclusive no canal filiado a Rede Globo, RPCTV. Em reportagem da terça-feira (10/9), a emissora abordou as percepções de quem frequentou o espaço do evento.

      A emissora fez apenas uma reportagem sobre a Flicampos, o que dificulta a divulgação de um evento com ampla agenda de atividades. O espaço mostrado na reportagem focou no incentivo da literatura para crianças e não no ambiente como espaço para todas as idades. Passando a impressão de que o Festival seria voltado para um determinado público, o que não acontece.

Foto: João Henrique de Santos Souza/ Lente Quente

Foto: João Henrique de Santos Souza/ Lente Quente

     Outro foco dado pelo repórter Flávio Bernardes, na referida matéria da RPCTV, foi o lado comercial da feira, um “impulso para o mercado editorial da região”. Mas ao visitar alguns estandes de livrarias no festival, constata-se que os preços são os mesmos encontrados na prateleira de um shopping, ou loja convencional, o que não parece ser um grande incentivo a comparecer a feira.

      Até o término da feira aproximadamente 60 mil pessoas devem passar pelo evento e, até o fim, espera-se que haja coberturas locais mais completas relacionadas ao Flicampos.

Aline Czezacki

 Serviço:

RPC TV – Canal 7

Paraná TV 1º edição

Paraná TV 2º edição

Vídeos das edições anteriores no site: http://redeglobo.globo.com/rpctv/

31/08/2013

Ctrl C + Ctrl V não “cola” mais

na-tela

Canal no youtube do Jornal da Educativa chega a ter vídeos com apenas uma visualização e não tem a eficiência esperada

     O Jornal da Educativa – programa da TV Educativa de Ponta Grossa, canal 58 do sistema aberto na Cidade e municípios vizinhos – se dedica a postar os jornais na íntegra depois da exibição no canal do Youtube. Não há nenhuma modificação, a linguagem e as matérias são as mesmas. Além de não apresentar uma frequência certa de postagem, pois nem todos os dias em que o jornal foi apresentado há um vídeo no Youtube, o canal está desatualizado desde o mês de maio de 2013.

     Esses podem ser alguns dos motivos pelos quais o canal quase não recebe visualizações e, portanto, seria ineficiente. Os 80 vídeos postados somam 980 visualizações, o que significa uma média de 12 visualizações por vídeo. O vídeo mais visualizado foi exibido originalmente no dia oito de fevereiro deste ano e tem 61 visualizações.

malu

Foto: Print do Canal do Jornal da Educativa

     Ao considerar que a televisão e a internet têm linguagens diferentes, os vídeos postados no canal do Jornal são pouco atrativos para os internautas. Tal fato soma-se a não divulgação dos vídeos por nenhuma outra rede social, ou mesmo na própria exibição do jornal, o que o torna praticamente um canal fantasma.

     A divulgação dos links dos vídeos nas redes sociais é essencial para obter um número maior de visualizações e que seja convidativo para a internet e para a TV. No entanto, o Facebook da TV Educativa não faz nenhuma menção ao canal do Youtube e nem anuncia que os vídeos estão disponíveis na íntegra. O que existe no Facebook são algumas chamadas escritas sobre o que vai rodar na versão televisiva e a divulgação de alguns eventos na cidade, como, por exemplo, concertos do Coro da cidade de Ponta Grossa.

Maria Luísa Cerri

Serviço:

O canal intitulado tveducativa ponta grossa pertence ao Jornal da Educativa, apresentado de segunda à sábado, com início às 19h30.

Os vídeos podem ser encontrados no link: http://www.youtube.com/channel/UCZHur2LuVxEvKUjks-T5sDQ/videos

16/08/2013

‘Vem comigo’ e cola nos eventos da cidade

Programa de entretenimento revela dinâmica, mas falta talento de apresentadora

     O programa Vem comigo, apresentado pela ex-miss Franslaine Kozan, na emissora Tv Vila Velha (pelo sistema a cabo local), vai ao ar todas as terças feiras, às 23 horas, e conta com reprise aos sábados no mesmo horário. O programa traz conteúdos de eventos que acontecem no cenário ponta-grossense com entrevistas de organizadores e populares que participam, além de veicular matérias com dicas de saúde e beleza.

     Vem Comigo se encaixa no perfil talvez elitista da cidade, que já registra um ciclo com apelo das coberturas de eventos da chamada high society. A produção é marcada por merchandising de empreendimentos, como apartamentos de luxo e concessionárias de carros. O programa fala sobre os eventos das empresas de Ponta Grossa e faz como se fosse um test-drive em um dos programas, em alguns casos ‘viajando’ para mostrar o novo ônibus de uma empresa. Vem Comigo também possui um canal no YouTube onde é possível encontrar blocos sobre os eventos que foram cobertos por Franslaine.

DivulgaçãoFoto: Divulgação

     As entrevistas são agradáveis e têm uma dinâmica televisiva, mas a apresentadora apela e, em alguns momentos, deixa o programa cansativo para quem assiste, talvez por não dominar a entrevista, deixando-a forçada. Se fosse mais natural, poderia dar dinamismo com o entrevistado e o público que assiste.

     O programa tem parcerias notáveis, que representa segundo o slogan: “vida inteligente pela mídia televisiva em Ponta Grossa”. As pautas realizadas sugerem uma produção planejada, mas o programa não atende à grande massa, pois não informa a população.

Kauana Mendes

Serviço:

Programa Vem Comigo.

Tv Band / Vila Velha – Canal 16 (Net cabo local)

Apresentação: Terça-feira, 23 horas, com reprise aos sábados, 23 horas.