Posts tagged ‘Marcelo Mara’

12/10/2013

Salve a mata atlântica

Pelos pubianos, ou a ausência dos mesmos, dividem opiniões e gostos, mas demonstram transformações na vaidade de mulheres e homens

moda-e-estilo1

Recentemente, um ensaio fotográfico de uma conhecida revista masculina trouxe uma atriz de telenovela da noite exibindo uma vasta quantidade de pelos na virilha. As fotos deram o que falar e lançaram uma questão sem novidade: pelos pubianos estão mesmo fora de moda?

O fato é que o Brasil exporta tecnologia e esteticistas especializadas na depilação íntima total, conhecida lá fora como “à brasileira” ou “brazilian wax” e criou-se, inclusive, um padrão de sensualidade assumido em várias partes do mundo. Entretanto, por aqui depiladoras inovam e oferecem não apenas o serviço “tira tudo”. É possível, no entanto, usar a criatividade íntima e abusar das formas. Coração, ursinho, estrelinha, raio, morango, bigodinho do Hitler e as iniciais do(a) parceiro(a) fazem parte das fantasias de homens e mulheres. Pode-se afirmar que o formato caracteriza personalidade, mas ainda não inventaram a psicologia da depilação.

Depilacao-imagem (foto - divulgacao)Foto: divulgação

A vaidade das partes íntimas é uma invenção recente, de pelo menos 15 anos. Quer atestar? Pegue uma revista Playboy da década de 1980 que Claudia Ohana ou Maitê Proença vão lhe mostrar. Ou então, procure qualquer pornochanchada e você verá que naquela época nem se pensava na moda íntima nua em pelo.

A moda também está presente nos homens, seja no estilo “zero pelo” ou nos formatos diversos, com a diferença que nem todos os salões de depilação oferecem o serviço para homens. No caso masculino há uma vantagem, pois a ilusão de ótica pode lhe dar mais dois centímetros. Ops, melhor parar por aqui, pois este assunto é muito pentelho.

Marcelo Mara

Serviço:

Depilação Janice (Especializada em depilação feminina)

R. João Cecy Filho, n. 56, Centro – Ponta Grossa/PR

31/08/2013

Humor embriagado retorna a PG

em-cena

De “A Praça é Nossa” para o Cine Teatro Ópera, uma peça para quem vê tudo embaçado

    O ator e humorista ponta-grossense, Fábio Silvestre, retornou a Ponta Grossa depois de dez anos sem pisar nos palcos da cidade, exatamente o mesmo tempo em que a peça “O Bêbado” estreou.

     A peça, que já foi vista por mais de 10 mil pessoas distribuídas em 300 apresentações por várias capitais brasileiras, é um monólogo no qual Fábio passa 70 minutos em conversa com um interlocutor invisível. Fábio faz o papel do bêbado, não apenas de um, e sim de vários tipos alcoolizados que adotam novas personalidades na medida em que o assunto envereda por outros meios. O cenário é simples, composto apenas de mesa, cadeira e garrafa.

    Como todo “bom bêbado”, que sabe discorrer sobre qualquer assunto, o personagem embriagado fala sobre temas comuns, como futebol, mulheres e bebidas, mas também demonstra interesse por temas como o Programa Nacional de Álcool.

cartaz -  o bebado

Foto: Divulgação

     O público, que ocupou todas as cadeiras do Cine Teatro Ópera, se divertiu com as tiradas engraçadas e interpretações exageradas bem do tipo “A Praça é Nossa”, que por sinal, é o programa que emprega Fábio Silvestre atualmente. Nele, Fábio é Bigode, o motorista.

   A peça promete acabar depois de dez anos de palcos. “É preciso cuidar da cirrose”, disse Fábio ao final da apresentação em Ponta Grossa. Não é preciso ser bêbado, muito menos frequentar bares para se divertir com “O Bêbado”, entretanto, se você gosta de tomar uns tragos e, principalmente, passar do limite da bebida, certamente irá se identificar com alguma passagem do bêbado da peça.

Marcelo Mara

 

Serviço:

Peça: O Bêbado

Cine Teatro Ópera – PG

Aconteceu no dia 11 de agosto, às 19 horas.

Ingressos custavam de 15 a 30 reais.

09/08/2013

Diversão para não rir, ação para dormir

projetor322

A segunda parte do filme ‘Smurfs 2’ se perde entre roteiro (básico) e falta de ingenuidade

             A continuação do longa metragem sobre as criaturas azuis mais queridas da animação mundial levou dois anos para chegar às telas e, assim como a primeira edição, não consegue prender a atenção do espectador. Por trás do blockbuster hollywoodiano, existe um enredo fraco que não consegue alternar ação e diversão, além de não privilegiar personalidades icônicas como o malvado inocente Feiticeiro Gargamel ou o doce e ingênuo Papai Smurf.

    Produzido pela Sony Pictures, Smurfs 2 tem a participação de vozes conhecidas, como Hank Azaria (Os Simpsons), Katy Perry e Christina Ricci. Contudo, os dois cinemas de Ponta Grossa só oferecem a opção de assistir o filme na voz dos dubladores nacionais. O que ajuda a tornar Smurfs 2 ainda mais enfadonho.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

     No roteiro, a ação de busca dos Smurfs pela Smurfette sob as garras do Gargamel deixa de lado os aspectos de aventura para cair no existencialismo da Smurfette, com a intenção de mostrar um personagem mais “humano”. Um melodrama dispensável quando se tem como referência a obra original criada pelo belga Peyo e que animou manhãs e tardes das crianças da década de 1980.

      A falta de piadas ou situações divertidas deslocam a atenção do expectador. O personagem Gargamel consegue ser mais interessante que as trapalhadas dos salvadores Smurfs. Vale torcer para o malvado. No fim, salvam-se os gráficos e cenários da história, que deixa Nova Iorque para ganhar as ruas de Paris. Smurfs 2 consegue decepcionar crianças e adultos.

 Marcelo Mara

 Serviço

Smurfs 2
Sessões diariamente nos cinemas do Shopping Total e Palladium.
Classificação livre.

Etiquetas: ,
20/06/2013

Canção bairrista abre 26º FUC

Imagem

Músico e compositor, Álvaro Bueno Filho volta ao festival e canta memórias ferroviárias 

        O 26º Festival Universitário da Canção (FUC) abriu com um veterano de festivais da canção de Ponta Grossa: Álvaro Bueno Filho, vencedor da etapa regional do FUC de 2011. O músico também é o autor do hino do Operário Ferroviário Esporte Clube, eleito em 2012.

        Álvaro concorre no FUC 2013 como autor e intérprete de Velha Estação, canção bairrista que conta as belezas da região do terceiro planalto paranaense. Acompanhado de Divaldo (acordeão), Cristian (violão) e Alessandro (baixo) – o mesmo da banda do FUC -, Álvaro Bueno Filho e seu violão apresentam em 4 minutos e 30 segundos um arranjo simples e elaborado sobre uma letra saudosista que relembra o transporte ferroviário brasileiro e que tem como marca a antiga estação ferroviária do centro de Ponta Grossa, hoje conhecida como Estação Saudade.

Imagem

Foto: Lente Quente/João Henrique

        A letra tem uma introdução declamada pelo próprio autor e intérprete num verso corrido que conta a história de um rapaz com 18 anos recém-chegado em Ponta Grossa que descobre uma terra boa para plantar, colher e ter seu “ganha pão”.

        A música vai num ‘crescendo’ e a letra acompanha a frase que um cita lugar fundador da história da cidade, como a praça da Catedral. Uma microfonia atrapalha o estribilho entre o verso e que separa o curto solo de acordeão que antecede o dedilhado de violão, do tipo cítara, para voltar em versos crescentes que afirmam que a terra escolhida pelo autor – que não é pontagrossense, e sim castrense – é sua terra. Por fim, uma inovação do 26º FUC, um vídeo de 30 segundos quase inaudível, no qual Álvaro Bueno fala sobre a importância da música em sua vida.

Marcelo Mara

 

Serviço:

Canção: Velha Estação

Letra: Álvaro Bueno Filho

Música: Álvaro Bueno Filho

Músicos: Álvaro Bueno Filho, Divaldo (acordeão), Cristian (violão) e Alessandro (baixo)

17/05/2013

Falta informação na página virtual da Rádio CBN PG

entre-linhas12Emissora ponta-grossense toca notícia, mas não tem conteúdo noticioso online

     A Rádio CBN Ponta Grossa surgiu em janeiro de 2001 e, desde então, mantém uma programação que alterna produção local com transmissão de programas e notícias produzidas pela central CBN e distribuídas para as 732 rádios do grupo espalhadas por todas as regiões do Brasil.

     O site da central CBN é completo, traz informações em tempo real e descrição de toda programação, além de atrativos como podcast e blogs de comentaristas. Entretanto, o site da CBN Ponta Grossa AM 1300 carece de informações e conteúdo.

   O website tem um layout simples e se limita em disponibilizar um canal em streaming, onde o ouvinte pode acompanhar a programação online. De interatividade o site mantém o Chat CBN, pouco visitado. Outros canais de contato com o ouvinte são o telefone e e-mail. Segundo informações da própria emissora, não há funcionário responsável pelo conteúdo na web, por isso a falta de atualizações na plataforma virtual.

CBN - marcelo mara

Foto: divulgação

     Na lateral direita o site oferece serviço de previsão do tempo para Ponta Grossa e região, além do número de visitantes online e link para o Chat CBN. No menu do site há dois itens: home (editorias locais como Esportes, Jornal, Agricultura e Saúde, embora apenas os dois primeiros têm textos explicativos sobre locutores e horários) e programação (leva ao quadro de horários com programação local e nacional da CBN).

     A programação de segunda a sábado tem oito horas e 30 minutos diários de conteúdo local, dividida entre madrugada, das 00h às 06h, e manhã das 09h30 às 12h. No domingo o quadro muda, pois há cobertura esportiva no horário da tarde, somando 12 horas de programação dominical exclusiva.

Marcelo Mara

Serviço:
Rádio CBN Ponta Grossa AM 1300
Pode ser ouvida também pelo site www.cbnpg.com.br
Site da Rádio CBN: www.cbn.globoradio.globo.com
Telefone da CBN PG: (42) 3028 1330
E-mail da CBN PG: jornalismo@cbnpontagrossa.com.br