Posts tagged ‘Leandro Oliveira’

03/11/2013

Manhã de variedades da T

antena

Programa de emissora FM de radiodifusão Investe em programação bem humorada para conquistar o público ouvinte 

Com uma programação típica do horário matinal, o Manhã da T é apresentado por Marcilio e Michele na Rádio T FM, frequência 99,9 MHz, e tem uma duração de duas horas, das 8 às 10 horas, de segunda a sexta-feira.

O programa é dinâmico e atende os requisitos para ir ao ar no horário ocupado, onde é necessário priorizar uma relação com variados segmentos, seja em casa ou no trabalho, principais ouvintes das programações. São apresentadas pequenas notas sobre o que acontece na cidade, junto de cobranças por serviços públicos locais (Prefeitura), músicas de vários gêneros, horóscopo, datas comemorativas (como o dia do Saci, em 31 de outubro), por exemplo, voltando ao tema algumas vezes com comentários e explicações no caso de datas folclóricas. O programa apresenta, também, a previsão diária do tempo e a cotação da bolsa de valores.

antena

Foto: Divulgação

As propagandas são intercaladas e não deixam o programa pesado, fluem de forma leve durante a programação, entrando de maneira rápida e sem ocupar muito tempo. E, dependendo da propaganda, são divulgadas vagas de emprego e o estabelecimento que utiliza esse espaço.

Com mensagens recebidas pelo celular ou pelas redes sociais, os apresentadores interagem na maior do tempo com o público. Nas conversas entre eles, os radialistas abordam temas cotidianos, tanto femininos, por conta de uma apresentadora, e masculinos, como os resultados após rodadas de futebol, com direito a comemorações e provocações.

É provável que o programa consegue atingir seu público-alvo e conquistar a fidelidade dos e das ouvintes, por manter a dinâmica de interação e deixar claro que o programa é feito para o público.

            Leandro Oliveira

Serviço:

Programa: Manhã da T

Rádio T FM – 99,9 MHz. Horário: 8h às 10h

Etiquetas: ,
21/06/2013

FUC com público totalmente feliz

cabec3a7alho-fuc1

Ao contrário do nome da música, apresentação satisfaz completamente

            Na quinta-feira, primeira noite de apresentações nacionais do 26º Festival Universitário da Canção (FUC), o mineiro Zebeto Corrêa fez uma excelente apresentação, aproveitando muito bem a oportunidade de agradar o público, com a música Quase Feliz, escrita por Paulinho Andrade e usando a banda do festival, que mostrou grande harmonia nos instrumentos.

            A música oscilava entre momentos com todos os integrantes tocando e momentos onde alguns ausentavam-se, tendo sempre preferência pelo teclado e pela bateria. Essa variação criava um ritmo que envolvia os fatos narrados, sempre deixando de lados a maioria dos instrumentos nos intervalos entre as estrofes.

Quase Feliz-Leandro_CréditoPedroEstevam

Foto: Lente Quente/ Pedro Estevam

            A letra que no inicio lembra uma história infantil com o seu “Era uma vez”, foi bem escrita, o que auxilia na apresentação do cantor que manteve a voz bem afinada durante todo o tempo, variando entre tons agudos e graves. Por mais que ele não tenha se movimentado pelo palco, mexendo apenas os braços, sua voz faz com que crie uma presença de palco. As expressões feitas pelo cantor mostravam como ele sentia a música, e seu semblante ao deixar o palco foi de satisfação com a apresentação.

            Um pequeno detalhe que possa ter atrapalhado os que estavam mais distantes do palco foi o volume da bateria, que por vezes quase sobrepôs a voz do cantor. A música conta algumas coisas que deixariam seu personagem feliz, mas que não aconteceram, diferente do público que pelos aplausos, certamente completou a felicidade ao ouvir a canção de Zebeto Corrêa.

Leandro Oliveira

Serviço:

Música: Quase Feliz

Intérprete: Zebeto Corrêa

Compositor: Paulinho Andrade

Banda: Scratch Canarinho

19/04/2013

Muita opinião, pouca informação

Imagem

Jornal matutino da Rede Massa se aproxima mais de um programa de debates

 O Jornal da Massa, programa apresentado durante a semana por Denian Couto, que está de férias, temporariamente é comandado por Marcio Miranda, com a presença de Paulo Faria, Ruth Bolognese e Ogier Buchi, trata-se um dos noticiários matinais da Rede Massa.

Com um tempo de apresentação estimado em 30 minutos, é realizado um jornalismo onde o apresentador passa a ser apenas um expositor da notícias, sem oferecer muitas informações e que não tem muita relevância durante o debate que logo se estabelece entre os outros presentes. O que destaca o fato que é deixado de lado o caráter informativo da notícia e passando a trabalhar apenas com as opiniões.

São apresentadas notícias que aparentam ser apenas um resgate das informações transmitidas no dia anterior, sem muitas novidades. Fica claro que o objetivo do programa é polemizar com os assuntos abordados, gerando conflito entre os apresentadores presentes, principalmente em temas envolvendo política, onde cada um deles já possui uma posição ideológica definida e pretendendo fazer com que ela seja aceita pelos telespectadores.

Imagem

Divulgação

Durante o programa, o Twitter @jornaldamassa fica disponível para que os telespectadores possam interagir, criando uma proximidade com o público.

As notícias pautadas são de destaque internacional, quando muito relevante, nacional e estadual, dando maior importância para as maiores cidades como Curitiba, e Maringá, por exemplo. Em sua programação também há um espaço onde são apresentadas as manchetes das principais regiões do estado, como Folha de Londrina e Jornal da Manhã.

            Leandro Oliveira

Serviço:

Transmitido pela Rede Massa, de segunda a sexta, às 7h

27/03/2013

Comediantes ‘invadem’ Ponta Grossa

421901_474440039270676_1442201556_n

Artistas de stand up convidam colegas de trabalho para apresentação na Cidade

 A platéia que lotou o auditório A do Cine-Teatro Ópera aplaudiu de pé os humoristas Diego Castro de Ponta Grossa, Marcos Zenni do programa Amigos da Onça (SBT), Fabio Silvestre do programa A Praça é Nossa (SBT) e Pedro Lemos do Risadaria no show de Stand-up Comedy Diego Castro Convida, que aconteceu no sábado (23/03/2013).

Os convidados são da região e fazem piadas com as cidades dos Campos Gerais, além de abordar a vida privada e temas variados, o que os aproxima do público. Por ser em Ponta Grossa, surgiram piadas sobre a política local e demais fatos pitorescos que ocorreram na cidade, como o auto sequestro da vereadora Ana Maria.

EM CENA (1) - DIVULGAÇÃO

Foto: divulgação

Por mais que o show tenha uma classificação etária e os participantes tenham qualidade no trabalho, pecam no uso excessivo de palavrões, embora isso não torna o show ruim. Durante a apresentação, o Cine Ópera registrou um corte de energia, deixando o palco sem som e iluminação. No entanto, o show prosseguiu normalmente, precisando de uma colaboração maior do público para o silêncio no auditório. O que fez também com que novas piadas sobre infraestrutura fossem inseridas no show.

Há um espaço no meio do show que Diego oferece para humoristas iniciantes, o “Open mic”, onde amadores, geralmente com apenas um ou dois shows tem a oportunidade de apresentar o seu trabalho. No show, o convidado foi o pontagrossensse Leonardo Pereira. A iniciativa de trazer humoristas que participam de grandes shows foi uma tentativa, bem sucedida, de aumentar o público e consolidar o stand up no circuito cultural da cidade, dando uma maior visibilidade para as apresentações.

Leandro Oliveira

Serviço:

Show: Diego Castro Convida

Local: Cine-Teatro Ópera – auditório A

Data: O show aconteceu em 23/03 às 20h

Valor: R$12,00 inteira/ R$6,00 meia entrada

Duração: 2h. Classificação: 14 anos