Archive for ‘Moda e Estilo’

07/10/2014

Melhor opção para o verão

moda-e-estilo1

Confortáveis e baratas, as camisetas regatas é um item indispensável pra quem prática esportes.

As camisetas regata ou top no feminino,  é uma peça de roupa sem mangas utilizada principalmente em atividades físicas ou até como pijama. Elas são confortáveis, leve, e gostosa de usar nos dias quentes, além de dar uma valorizada no corpo. A camiseta tem três aberturas: uma no pescoço e duas nas axilas. Por isso são bastante utilizadas no verão por proporcionar maior acesso ao vento.

10252012_548654405266764_6135182360281031697_n

Ela surgiu por meio do esporte, mais precisamente os praticados com barcos. Daí vem o nome “regata”, que é um termo utilizado nas competições náuticas de velocidade entre barcos à vela, motores ou remos. A camiseta facilitava ao dar maior liberdade para os braços e também na articulação dos movimentos.

Dentre os vários tipos estão: cavadas no lugar da manga, com golas mais abertas, mais fechadas, com furinhos, menos cavadas, entre outros. Porém, pra quem gosta desse tipo de camiseta é bom prestar atenção: “As regatas apertadas, coladinha no corpo, só pra quem tem o corpo muito bem definido”. Se esse não é o seu caso, uma boa opção  é escolher as mais largas, que cairá melhor em seu corpo.

Marcelo Ribas

Serviço:

Pode ser encontrada em qualquer loja de roupas.

Preços a partir de R$ 20,00.

Etiquetas:
29/09/2014

Passa a zero! Mas em cima pode deixar…

moda-e-estilo1

Corte de cabelo moderno dita moda pela simplicidade e variações de estilos

O undercut é a denominação para um estilo de cabelo que consiste em cortar as laterais e a nuca, de forma a deixar toda a cabeça rasa, ao passo em que o topo mantém-se intacto. Com influências dos anos 50 e de cortes militares, ele se popularizou nos últimos cinco anos e até mesmo celebridades se tornaram adeptas do corte. A ideia é simples, mas as variações cabem à imaginação de seu dono.
A facilidade em obter um undercut também contribuiu para a popularização do mesmo: basta uma máquina zero, com o cuidado de não tocar a parte ‘de cima’ – mais ou menos a partir de onde começa a ‘curva’ da cabeça. Outra opção é o corte degradê, feito com máquinas 1 e 2, cortando normalmente ao nível das orelhas aliviando à medida em que a ‘curva’ se aproxima.

10603431_10152410027067297_5561907810016306643_n
Cultivar um undercut não é tão simples, no entanto, visto que o topete necessita de sprays e secadores de cabelo para manter-se firme. Apesar da requerer bastante cuidado, o estilo agrada pela aparência moderna e versatilidade. Embora seja originalmente um corte masculino, muitas mulheres também são adeptas das laterais rasas.
Caindo bem no sexo masculino e no feminino, em jovens e em adultos, não existem restrições ou preconceito quando se trata do undercut, a mais recente moda capilar e que está – com o perdão do trocadilho – fazendo a cabeça da galera!

Felipe Deliberaes

Serviço: Por ser prático, o corte pode ser adquirido em qualquer cabeleireiro. Em Ponta Grossa, o preço normalmente varia entre R$10,00 e R$20,00.

Etiquetas:
11/08/2014

Estilo Gypsy, o indispensável da estação

moda-e-estilo

Jóias, sobreposições de tecidos, cores e bordados: se não fosse proposital e bem pensado poderia até soar como exagero.

           O estilo Gyspy veio agrupado em 2014 a vários elementos do estilo Boho e Folk. Marcado pela natureza nômade, para os ciganos, a maneira mais fácil de carregar seus pertences era pelo corpo, o famoso “levo tudo comigo”. E sabendo que na moda tudo se inspira, o resultado disso é uma overdose de adornos, ou seja, uma mistura de vários anéis e pulseiras, além dos maxi brincos – principalmente os de metais e pedrarias.

           O estilo “traveller” e boêmio dos ciganos compõe nas roupas uma mistura de várias peças que reflete em cores vibrantes nas roupas. Elementos chaves variam entre coletes, tricô, bordados, tecidos fluidos, peças artesanais, rendas, croppeds, pedras naturais e saias longas.
Para os meninos, vale a aposta em peças estampadas, blazer em veludo, cores fortes, além dos acessórios marcantes como pulseiras de couro e colares com pingentes em moedas e ouro envelhecido.

           Mas se depois disso tudo você ainda se sentir inseguro para abusar desse estilo, a comprovação vem aí: é só recorrer à temporada de desfiles do New York Fashion Week (NYFW) verão 2014 ou fotografias de streetstyle para perceber o forte retorno do Gypsy à moda contemporânea. Além disso, o estilo Gypsy apareceu também nas cores vibrantes de móveis e sofás, além das estamparias em almofadas. Pode confiar: o gypsy é o must have dessa temporada.

Desirée Pechefist

936095_677902448964095_6589703772912441633_n

divulgação

 

Serviço: As peças de roupas no estilo Gypsy podem ser encontradas em lojas da cidade com valor a partir de R$30,00 e em grifes famosas a partir de R$150,00.

 

 

 

04/08/2014

Versatilidade nos pés

 

moda e estilo

O “coturninho” surgiu com os militares e virou febre na estação
O coturno, calçado militar de couro com cadarços, ganhou fama entre as meninas. Utilizados pelos soldados por dar atrito no combate, esse estilo de bota se espalhou entre as mulheres que podem combiná-lo de diversas formas. Desde 2012, o coturno alcançou sua popularidade e promete continuar nos pés de todo mundo.
Conhecido como “coturninho” no universo feminino, a peça pode ser facilmente combinada. No inverno, por proteger os pés do frio, acabou se tornando uma ótima opção no armário das mulheres. Também é recomendado pelo seu conforto e durabilidade – sendo que a maioria é de couro. O que pode incomodar é o fato de o calçado fazer barulho quando utilizado, pelo menos nas suas primeiras vezes.
Muitos adeptos do estilo rock, punk e metal optam pelo coturno mais tradicional (militar), porém hoje, o sapato é utilizado por pessoas de todos os estilos e gostos, e possui variações com versões que apresentam dobras com estampas de animais, xadrez e em outros tipos de materiais, como a camurça. Entre os homens, o estilo mais tradicional “rockeiro” é o mais popular.

Melissa Moura

10596159_476204302482333_2100750235_n

                                                                                                                       Divulgação

Serviço: O coturno pode ser encontrado em lojas de calçado por volta de R$150 e R$ 200 reais

24/07/2014

Jaqueta de couro: um item causal e despojado

moda e estiloCom quase 100 anos desde lançada, a peça é vista como atual e indispensável no guarda-roupa

Com a chegada do frio, reaparecem nas ruas as jaquetas de couro. O item lançado na década de 1920 e popularizado em meados dos anos 50, após a 2ª Guerra Mundial – onde foi usada pelos militares americanos para se protegerem do frio em operações com motos e aviões – conquistou o guarda-roupa dos americanos, espalhando-se por todo o mundo.

Com o lançamento do filme “Selvagem”, em 1953, Marlon Brando foi símbolo do estilo de motoqueiro rebelde com sua jaqueta. O estilo escolhido foi o “Perfecto”, que traz bolsos com zíperes de metal, cinto na cintura e outros diferenciais.  Décadas mais tarde, além de ser marca registrada dos motociclistas por sua resistência a quedas, proteção contra o frio e de conferir-lhes um estilo próprio, a jaqueta foi incorporada ao figurino de roqueiros como Mick Jagger, a cantora Madonna e o ícone pop Michael Jackson.

Uma jaqueta é um item básico que pode ser facilmente combinado com calça jeans e camiseta (em cor neutra, de preferência), deixando qualquer um bem vestido. Hoje existe uma grande variedade de cores e estilos, principalmente para as mulheres. As de couro sintético são mais baratas e não tem o cheiro característico do natural, porém a resistência nem sempre é similar ao verdadeiro. Outro problema do couro é de ele ser pouco maleável e, devido as suas características, ocupar muito espaço fora do corpo.

 10553616_661915973876948_4645439460884016141_n

                                        Divulgação

Marcos Vinicius

Serviço: No comércio uma jaqueta de couro sintético é vendida a partir de R$ 199 e de couro legítimo a partir de R$ 399.

20/06/2014

Cidade verde, amarelo, branco, azul-anil

moda-e-estilo

Durante a Copa do Mundo 2014, Ponta Grossa abraça a seleção e se veste com as suas cores

De 4 em 4 anos, a Copa do Mundo agita e empolga os brasileiros apaixonados por futebol, que exploram as cores da bandeira para mostrar ao mundo seu amor pela seleção. Roupas e acessórios da seleção não são usados apenas durante os jogos, no dia-a-dia das pessoas as cores são utilizadas e há também diversas lojas que mudaram os uniformes de seus funcionários com temas da Copa.

As lojas estão apostando nas cores e montando suas vitrines com muito verde e amarelo para chamar a atenção dos consumidores. E não são apenas as lojas de roupas que utilizam da ideia. Farmácias, restaurantes, lotéricas… Todas as vitrines agora mudaram seu estilo e investiram no patriotismo para cativar os clientes. As cores estão por toda parte, até mesmo na decoração das casas, que agora trocaram as cortinas por bandeiras do Brasil. Os carros também entraram na dança e durante o período de jogos é difícil encontrar algum veículo sem uma bandeirinha pra fora ou a estampa da bandeira brasileira no capô e retrovisores.

copa

Foto:  Kamila Vintureli

É fato que para essa moda e estilo não é preciso muita regra. Enfeitar, pintar e se vestir com as cores da seleção brasileira em ano de Copa do Mundo no país é tradição e contagia a população. Todo mundo quer mostrar um pouco do seu patriotismo seja com uma camisa da seleção ou bandeirinha na janela do carro.

 

Serviço:

Acessórios da Copa podem ser encontrados em qualquer loja do comércio da cidade

 Kamila Vintureli Felicio  

11/06/2014

Certinho, mas também arrojado, com o Nintendo ligado

Imagem

O estilo dos jovens nerds e ligados em tecnologia se modifica mantendo padrões, e ganha adeptos – não geeks – no mundo todo.

             O termo ‘Geek’, uma gíria britânica que designa o jovem nerd, viciado em jogos e tecnologias digitais, ferramentas intrínsecas à internet e gadgets cada vez mais modernos e peculiares, designa também o estilo desses indivíduos pouco sociáveis e nem tão vaidosos. Mas e o estilo? Seria ele desleixado intencionalmente? Seria apenas uma falta de cuidado?

Grandes empresários como Bill Gates e Steve Jobs já foram adeptos da moda Geek em suas épocas de juventude. Estes jovens produtores de modernas máquinas de processar, sempre utilizavam além da camisa de botão fechadinha, o cabelo quase sempre penteado para o lado, “tal como a mamãe arrumou”.

ImagemFoto: Getty Images

            O vestuário Geek é plural, mistura tendências quase antiquadas das décadas de 50 e 60 com um tipo de moda que remonta ao futuro: elementos formais como gravatas, pull overs e suspensórios, além do clássico óculos de grau.

Hoje em dia, a moda Geek não é vista com os maus olhos dos anos 80 e 90, onde o “descolado” certamente não tinha nada a ver com ser nerd, conseguindo, dependendo da montagem do look, ter algum apelo sensual.

Na atualidade, não apenas Geeks se vestem desta forma, mas várias pessoas também se espelham nesse tipo de visual para montar seus guarda-roupas, mesmo sem nem gostar de jogos eletrônicos ou de ficção científica. Personagens como Sheldon Cooper, da série ‘The Big Bang Theory’ ilustra bem o visual Geek. Camisetas com referências a séries e jogos, como por exemplo a Tri-Force, do jogo The Legend of Zelda, ou a frase Bazinga!, do próprio Sheldon estão cada vez mais persentes dentre os simpatizantes do estilo jovem viciado em tecnologia.

 

Matheus Dias

05/06/2014

Coloridas e confortáveis

Imagem

 Conforto e autenticidade são a marca das bolsas colombianas

     As bolsas colombianas são originalmente confeccionadas pela tribo indígena Wayuu, que se encontra entre a Colômbia e Venezuela. O acessório é feito em lã, e se destaca pela grande variedade de cores e estampas, embora o modelo seja sempre o mesmo: estilo sacola com cordinha pra amarrar e alça comprida. Após diversas blogueiras trazerem o acessório colombiano para o Brasil, as bolsas viraram tendência no país em 2014.

     Como é inteira produzida a mão, a exclusividade da bolsa colombiana é um diferencial. Dificilmente será encontrada uma bolsa semelhante a outra. Cada peça é feita com diferentes cores, que geralmente são bastante vibrantes e possuem estampas étnicas. Essa característica torna o acessório interessante para composições inspiradas no estilo hippie, por exemplo. A peça também é chave para incrementar visuais mais básicos.

adri

Foto: Divulgação

     A bolsa se destaca pelo conforto. O acessório, geralmente, é usado em looks mais despojados, se tornando uma grande aliada no dia a dia pelo tamanho estratégico e o comprimento da alça, que não atrapalha os movimentos de quem a usa.

     Embora o preço das bolsas encontradas na Colômbia varie entre quinze e setenta dólares, no Brasil, as peças custam em média R$350,00, pois além do custo do trabalho manual, é adicionado o custo da importação. Porém é possível encontrar modelos inspirados nas Wayuu por um preço menor em lojas de departamento, mas em grande quantidade semelhante.

 Adriane Hess

 Serviço: As bolsas originais podem ser encontradas no site http://www.wayuutribe.com e as semelhantes em lojas de departamento na cidade.

05/05/2014

Elegância e funcionalidade

moda-e-estilo1

Desde o século XVI, as meias-calças vem deixando as mulheres mais elegantes e aquecidas

Criada inicialmente para o uso masculino, as meias-calças conquistaram o guarda-roupa feminino ao longo dos anos. No Século XVI a Rainha Elizabeth começou a usar meias de seda, que até então era uma peça masculina. Mulheres só começam a mostrar um pouco das pernas no século XX, o que tornou fundamental o uso da meia.

Em 1956, Ernest Rive patenteou um modelo de meia de nylon similar ao que é comercializado atualmente e em 1960 acrescentou-se o elastano,   deixando as meias-calças mais confortáveis. Com as minissaias nos anos 1970, época em que surgiram as meias-calças coloridas e de fibras sintéticas, este modelo de roupa foi mais popularizado ainda. A cantora pop Madonna criou looks inovadores nos anos 1980 usando o modelo arrastão e outros. Com o movimento musical Grunge, nos anos 90, as meias rasgadas se transformaram em uma maneira de compor o visual com estilo.

meia

 

Foto: internet

As meias-calças são peças de roupa muito versáteis, pois podem ser utilizadas em diferentes ocasiões, por pessoas de qualquer idade, incrementando o visual e tornando a mulher mais elegante e até mesmo sensual. Os modelos variam em cores, estampas e texturas. Podem ser combinados com diversos modelos de saias, vestidos e até shorts, além de auxiliar a manter as pernas aquecidas no inverno. Há que ressaltar ainda os preços acessíveis e a facilidade de compra. O fator negativo é que exige muitos cuidados na limpeza e ao usar a meia calça no dia a dia para evitar rasgos, caso você não opte pelo estilo grunge.

Bruna Fernandes

Serviço: No comércio de Ponta Grossa, meia calça simples (lisa) é encontrada a partir de R$ 8,90 e meias com texturas custam a partir de R$ 23,99.

24/04/2014

Clássico a prova de erros

moda-e-estilo1

Tão famoso quanto sua designer, o casaco Chanel confere elegância à qualquer produção e volta a ser tendência neste inverno

Desde sua criação por Gabrielle “Coco” Chanel, em 1954, o casaco ou jaqueta Chanel jamais saiu de moda. Tal como outras criações da estilista, quando foi criada a jaqueta representava a incorporação de elementos do guarda-roupa masculino e a liberdade para as mulheres, já que permitia movimentos mais amplos que os casacos tradicionais da época, que eram bem rodados ou longos.

`           Tradicionalmente confeccionada no tecido escocês tweed (que anteriormente era usado em roupas de caça masculinas), a jaqueta Chanel é caracterizada por ter um corte reto, bolsos verdadeiros e casas para todos os seus botões, além de ser curta, indo apenas até a cintura da mulher.             Originalmente criado como parte de um tailleur, hoje em dia o casaco pode ser usado também com calças ou saias sociais, estando disponíveis em diversas cores e padrões no mercado. O modelo mais “tradicional”, porém, é o que segue o padrão desenhado por Gabrielle Chanel, que é primordialmente em branco com detalhes em preto.

Antigamente, assim como a maioria dos produtos da grife Chanel, o casaco era sinônimo de status social e monetário. De alguns anos para cá, o seu uso nas mídias popularizou o casaco Chanel. Hoje em dia, é possível encontrar casacos que copiam o modelo em lojas de departamento. Embora seu preço não seja tão acessível quanto os produtos mais comuns desse tipo de estabelecimento, não é elevado como em lojas de grife.coco

As formas de usar o casaco Chanel são variadas. Uma das combinações mais elegantes consiste no uso do casaco Chanel em tons de cinza com uma camisa branca, saia lápis, saltos altos e batom vermelho. Para as mais românticas, a combinação do casaco Chanel com um vestido de renda fica bonita e delicada. E para as que desejam copiar o exemplo da estilista e incorporar elementos mais masculinos ao look, a dica é combinar o casaco com uma calça seca de lã, camisa branca e uma gravata de seda.

Gabriela Gambassi

Serviço: O casaco Chanel pode ser encontrado em lojas de departamento da cidade. A média de preço é de R$100,00.