Archive for ‘Ações Esportivas’

06/07/2012

Asas à liberdade e decolagem para a diversão

ImagemPonta Grossa sedia Campeonato Paranaense de Paraquedismo, que atrai simpatizantes e curiosos

O aeroporto Santana Comandante Antônio Amilton Beraldo, localizado na saída de Ponta Grossa (para Curitiba e Palmeira), é sede fixa para saltos de paraquedismo. Motivo esse reuniu, no final de semana 30/06 a 01/07/12 o Campeonato Paranaense de Paraquedismo – Modalidade Free Fly Duplas. O evento foi aberto ao público e garantiu um programa bem diferenciado aos moradores da cidade… que foram ao local.

No sábado e domingo o tempo ensolarado garantiu ainda mais sucesso ao evento de Free Fly, também conhecido como vôo livre. Esse tipo de salto é uma modalidade de manobras em queda livre em diversas posições, onde os atletas chegam a atingir 300km/h.Vence a dupla que fizer o maior número de exercícios durante o salto.

Imagem

Foto: Irina Lucero

O ambiente, arejado e confortável, comporta cerca de mil pessoas no local, possibilitando tranquilidade à organização do evento, que soube explorar o espaço com responsabilidade, sem prejudicar o meio ambiente. Mas o acesso era falho pela falta de sinalização e indicações de entrada até o local. Com o objetivo investir na diversidade de atividades esportivas e culturais na cidade, o campeonato trouxe como convidado para entregar a premiação um lutador de UFC (Maurício Shogun), fato que pode ter atraído mais curiosos ao local.

Os saltos foram divididos nas categorias pró e intermediário, e participaram apenas atletas que estavam devidamente em dia com a Federação Paranaense de Paraquedismo (Fepar). O evento foi promovido pela Fepar em parceria com a Drago Air Paraquedismo. A entrada era gratuita.

Higor Lima

Serviço:

(041) 3072 7756

contato@dragoair.com.br

http://www.dragoair.com.br

29/06/2012

‘Pelada’ ponta-grossense e fora de preconceitos

A 7ª Copa Cidade Viva prorroga inscrições e une futebol e mulheres, deixando preconceitos de lado

Começa no próximo mês, sem data exata e horários previstos, a 7ª edição da Copa Cidade Viva, em Ponta Grossa. O evento, que é promovido pelo Instituto Cidade Viva, Liga de Futebol Suíço de Ponta Grossa e apoiado pela rádio MZ, teve o prazo de inscrição prorrogado para o final de julho.

Foto: Sebastião Neto

A competição realizou-se pela primeira vez em 1998 e, durante 14 anos, reuniu nos campos de futebol trabalhadores, atletas e estudantes dos bairros princesinos. De acordo com a organização da Copa, o objetivo principal é estabelecer uma manifestação de caráter popular, buscando envolver grupos populares, profissionais liberais, sindicatos e associados. “Busca-se propiciar um encontro marcado pelo espírito de sociabilidade, solidariedade e fraternidade entre atletas, técnicos e lideranças envolvidas”, informa a coordenação.

Uma característica interessante no campeonato é que, desde a segunda edição em 2000, existe a categoria feminina, jogando o preconceito machista brasileiro de que “mulher não gosta de futebol” para escanteio. A dúvida fica na periodicidade do evento, que é realizado a cada dois anos. Por que não ter a competição todo ano? Isso traria mais incentivo para o esporte e os atletas ponta-grossenses.

A 7ª Copa Cidade Viva ainda não tem local definido, e deve iniciar em julho e irá até setembro de 2012. A expectativa é com as inscrições ao torneio, que teve 38 mil ‘boleiros e boleiras’ participando desde a primeira edição. Agora é só aquecer o time e a torcida.

Marina Demartini

Serviço:

7a Copa Cidade Vida de Ponta Grossa
Promoção: Instituto Cidade Viva, Rádio MZ e Liga de Futebol Suíço de Ponta Grossa
Data, hora e local: sem previsão

22/06/2012

A maior dos Campos Gerais

Equipe de Judô é a maior da região, com 40 alunos federados sendo 30 atuantes

          A Escola de judô Fabricio Ferreira da Rosa (FFR), abrange os colégios Sant’ana, Neo Master e a Academia Oriental Art’s. Os treinos ministrados pelos professores de Educação Física, Fabrício Rosa e Flávio Rosa, possuem duração de uma hora, e acontecem em diversos horários e conta com dois treinos semanais. Cada treino divide-se em metade de luta em pé e outra metade em solo, e no outro dia da semana são repassadas técnicas da luta. O tempo para o treino é escasso, levando em consideração que outras equipes do estado treinam diariamente de 2 a 3 horas.
O espaço conta com chapas de tatame, uma sala toda espelhada (na Academia Oriental Art’s), responsável por permitir que os atletas visualizem a entrada de golpe. A equipe conta com mais de 40 atletas federados pela Federação Paranaense de Judô (FPrJ), não possuindo um número definido de participantes em cada treino, variando entre as turmas infantis e adultas, mesmo assim o tamanho mostra-se suficiente para o treino de modo que possam efetuar normalmente os movimentos.

Foto: divulgação

A equipe se prepara para a Copa Paraná de Judô, que dia 23/06/12, em Curtiiba, no Centro Esportivo Bagozzi, a partir das 7 da manhã. É nescessário que cada um pague as próprias despesas, valor que não é utilizado como lucro para a organização da equipe, mas para transporte, alimentação e taxas de inscrição.

Karina Chichanoski

Serviço:

Local de treinos: Serviço Social da Indústri (SESI)

Endereço: Avenida João Manoel Santos Ribas, 405 – Nova Russia

Horários de treinos: Diariamente das 20h às 21h

15/06/2012

Chuva e falta de segurança

Índice pluviométrico no período Junino e falhas na segurança atrapalham práticas esportivas em espaço público de PG

 

O Parque Ambiental Governador Manoel Ribas, mais conhecido como Parque Ambiental, ocupa uma área ampla no centro da cidade de Ponta Grossa. O espaço oferece pista para caminhada, academia para idosos, recentemente implantada, brinquedos para as crianças, pista de skate e três quadras.

Durante a semana do dia 3 de junho, por conta das fortes chuvas que alagaram o local, a quadra de areia ficou impossibilitada de ser usada, uma vez que a quadra não é coberta, assim como as outras duas de cimento. Dessa maneira, as pessoas que sempre usam o espaço para jogar não puderam fazê-lo.

As três quadras oferecidas ao público são poliesportivas, ou seja, podem ser usadas para jogos de futebol, basquete, vôlei e handebol e também para futebol e vôlei de areia, no caso específico da quadra de areia. Durante a semana, o final do dia é o horário escolhido para os amigos que se reúnem e usam o espaço para diversão, já nos finais de semana o parque está sempre lotado, a não ser quando chove.

Em época de competições na cidade, como os Jogos da Primavera e do JEM, as quadras são requisitadas para completar o quadro de jogos, mas enfrenta dificuldades para dar conta dessa demanda. Os participantes tem que esperar por um longo período para competirem e as linhas do chão estão apagadas.

Embora exista para os pontagrossenses, o espaço para prática de esportes fica comprometido durante a noite no Parque, já que a iluminação é pouca. As cercas que protegem as quadras estão com buracos e a segurança à noite no espaço ainda é frágil para quem o procura a fim de jogar.

Caroline Belini

 

Serviço:

Local: Av. Doutor Vicente Machado, paralelo a rua Benjamin Constat, próximo ao Shopping Palladium

08/06/2012

Mais que uma partida de futebol

Jogos Jurídicos Estaduais e Engenharíadas unem esporte, música, diversão e preocupação social

O feriado de Corpus Christi leva cerca de 400 acadêmicos a representar a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) nos Jogos Jurídicos Estaduais em Guarapuava e nas Engenharíadas, em Umuarama. Os jogos, tradicionais no circuito universitário, buscam além da prática esportiva, integrar os participantes com festas e diversão. Na programação, muito semelhante em ambos, os shows de Marcelo D2, Art Popular e Bonde do Tigrão.

No entanto, o interesse por esses jogos não se reflete nas competições oficiais organizadas pela Federação Paranaense de Desportos Universitários, como as Olimpíadas Universitárias e os Jogos Universitários Paranaenses (JUP’s). O que não dá pra admitir para o porte e potencial da universidade é levar cerca de 10 atletas para representar a instituição, como aconteceu no ano passado.

Como o número de participantes deve ficar próximo aos dez mil, os segmentos mais beneficiados serão o hoteleiro, gastronômico e o de transportes. O aumento nos preços da alimentação e bebidas é evidente e comum nas praças que recebem as atividades. Os jogos contam com mais de 15 modalidades, que vão desde o futebol e handball até o xadrez. Ponto positivo para a preocupação com a responsabilidade social, que não é deixada de lado pela organização dos eventos. A doação de um quilo de alimento por noite é obrigatória, e estima-se que serão arrecadadas 20 toneladas que beneficiarão entidades de Guarapuava e Umuarama. Além da UEPG, a atlética da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) representa a cidade nos jogos.

Edgar Ribas

Fotos: Divulgação

Serviço:

Jogos Jurídicos Estaduais – de 7 a 10 de Junho – Guarapuava

Engenharíadas – 7 a 10 de Junho – Umuarama

Outras informações: http://www.jogosjuridicos.com/ e http://www.engenhariadaspr.com.br/

25/05/2012

Cadê a preocupação com estrutura?

Apesar dos anos de existência, o JEM ainda não apresenta suporte suficiente para realização dos jogos em Ponta Grossa

Imagem

No sábado, 19/05/12, iniciou a 28ª edição do JEM (Jogos Estudantis Municipais), Ginásio Oscar Pereira. As competições são realizadas entre escolas públicas e particulares. Esse tipo de evento incentiva a prática de esportes entre os adolescentes. Porém, há de destacar algumas desvantagens que alunos oriundos de instituições públicas registram devido à falta de infra-estrutura dos jogos.

Instituições privadas de ensino possuem, na maioria das vezes, veículos que facilitam o transporte dos atletas ao local das competições, como micro-ônibus e vans. Em alguns casos, quando a escola não é provida desse tipo de recurso, a locação de veículos é financiada pela própria instituição. Isso, dificilmente, ocorre no ensino público, ocasionando dificuldades no deslocamento para as atividades, pois a Secretaria de Esporte e Recreação da cidade não se responsabiliza pelo problema.

Em 2011, na edição do JEM, a secretaria doou kits de materiais esportivos para escolas que se destacaram na competição, um retorno material mais significativo do que a premiação por medalhas, distribuídas para os primeiros colocados. Porém, na edição 2012, voltou a predominar a premiação “medalhística”.

Vale mencionar a rivalidade entre os colégios. O JEM, apesar das falhas, é uma oportunidade de interação entre os estudantes, tendo no esporte uma forma de troca de vivências entre alunos de diversas localidades de Ponta Grossa. Questão essa que deve ser trabalhada pelos colégios, antecipadamente ao evento.

Angélica Szeremeta

Serviços:

28º Jogos Estudantis Municipais (JEM) de Ponta Grossa

Data: As atividads se estendem até o dia 2 de junho

Realização: Secretaria Municipal de Esporte e Recração

Programação: Calendário dos jogos e informações sobre o evento no site da Prefeitura de Ponta Grossa, na sessão Esporte e Recreação

http://www.pontagrossa.pr.gov.br/taxonomy/term/16

18/05/2012

O importante não é ser melhor que o outro

Academia Azuma treina atletas para prática do Judô e educa mente para pensar com velocidade e exatidão

O Judô, uma das artes marciais mais conhecidas, vem do japonês “Juu Dou”, caminho suave. Além de exercitar o físico, o esporte trabalha com a mente e a disciplina. Mais do que uma simples prática marcial, a arte objetiva criar cidadãos íntegros, através da concentração. Durante treinos e competições leva-se em consideração o respeito aos colegas e ao ‘Sensei’- termo designado para representar o mestre.

A Academia Marista Azuma Judô surgiu há 12 anos, em fevereiro de 2000, funciona dentro do colégio Marista Pio XII, e é aberta para todos os alunos da instituição, bem como para a comunidade. Para o Sensei Neto, a academia tem o objetivo de “formação do ser”. O judô, além de incentivar a competitividade, busca mostrar ao atleta que, mais que uma luta, o esporte é um meio de aprendizagem.

Foto: Camila Higachi

O diferencial é que a academia divide os objetivos da prática do judô de acordo com a faixa etária. Azuma treina os atletas para que desenvolvam técnicas para competições, como a 1° etapa do circuito ponta-grossense de Judô. Nesta competição, 11 dos 16 atletas da academia Marista Azuma subiram ao pódio, mostrando potencial e representatividade dos atletas. O próximo circuito está previsto para junho e os competidores treinam para, novamente, conquistar vitórias.
Por se dividir em quatro etapas durante o ano, o circuito ponta-grossense difunde a prática esportiva do Judô e atrai público fiel, dentre eles praticantes, estudantes e ‘senseis’. Em comparação com outras competições municipais, como o JEM e Jogos da Primavera, que promovem circuitos de esporte uma vez ao ano, o diferencial do Circuito de Judô, é que acontece quatro vezes ao ano e vem crescendo cada vez mais.

Camila Higachi

 

Serviço:

Academia Marista Azuma de Judô

Site Oficial:http://azumajudo.orgfree.com/

Local: Colégio Marista Pio XII,Rua Rodrigues Alves, 701 – Jardim Carvalho – Ponta Grossa/PR

06/04/2012

Vem aí o JEM… no suor e na raça

esporte

Em 28 edições os Jogos Estudantis Municipais incentivam o esporte entre os estudantes de Ponta Grossa, mesmo perdendo em força e expressão educativa

A primeira glória, a primeira decepção, a alegria da vitória, as lagrimas da derrota, a sensação de que poderia ter sido diferente ou de que foi ótimo. Estas emoções fazem parte da rotina durante os Jogos Escolares Municipais (JEM). Criado em 1985, a competição reúne atletas das escolas das redes Estadual, Municipal, pública e particular, de ensino em um torneio poliesportivo.

Os jogos são limitados a estudantes de ensino fundamental e médio que são separados em grupos por idade e sexo para maior equilíbrio das disputas. São cinco grupos e 13 modalidades esportivas divididas entre desportos coletivos e individuais, além de uma competição cultural de maratona intelectual.  Destacam-se os desportos olímpicos como futebol, basquete, atletismo, voleibol, natação, judô e a recreativa queimada.

Agora, em sua 28ª edição, a competição realizada pela Secretaria Municipal de Esportes e Recreação de Ponta Grossa surgiu com o intuito de incentivar a prática esportiva, a integração entre os atletas de diversas escolas e ensinar as regras de competição e respeito aos adversários.

Mas, aparentemente, a competição deixou de possuir o caráter educativo e passou a exaltar mais a competitividade entre as escolas que lutam para serem líderes no quadro geral de medalhas. Outro ponto a se destacar é que, como todo grande evento esportivo, o JEM virou um grande outdoor para propaganda gratuita, mais especificamente dos colégios particulares da cidade que vendem a ideia de esporte, educação e qualidade de vida.

Lucas Matos

Serviço:

Os Jogos iniciam dia 19 de Maio em cerimônia no Ginásio Oscar Pereira

As competições acontecem em diversos ginásios espalhados pelo município

Entrada franca

30/03/2012

Há poucas jardas da vitória

Imagem

Ponta Grossa Phantoms mostrou nos últimos jogos que está mais qualificado para o Paranaense

O Phantoms fará o último jogo como mandante no Campeonato Paranaense de Futebol Americano no dia primeiro de abril (2012), contra o Curitiba Predadores. Caso o clube vença, será a primeira vitória na temporada. E será o terceiro jogo da equipe no campeonato, restando apenas três partidas que disputarão como visitantes.

A partida de estreia aconteceu em 4 de março, contra o Curitiba Hurricanes, e a equipe de Ponta Grossa foi derrotada por 6 x 0. Uma semana depois da estreia, no dia 11, o grupo enfrentou o atual tri campeão, Coritiba Crocodiles, e perdeu por 32 x 24. Mesmo começando com derrotas, é possível ver o avanço na nova temporada. A defesa continuou jogando bem e o ataque tem se mostrado superior, em comparação com o campeonato
do ano passado, em que o time ficou na 6º colocação.

O Coritba Crocodiles não levava 24 pontos em uma partida há algum tempo. Se o time continuar jogando como na última partida, terá chance de brigar pelo título. Pode-se esperar uma ótima temporada, pois a equipe está bem entrosada.

Infelizmente, o amadorismo tem prejudicado o time na competição. No primeiro jogo, o Phantoms quase perdeu por W.O. devido a falta de um médico. No regulamento do campeonato, para o jogo acontecer é obrigatório ter ambulância e uma equipe médica em campo, e no dia só havia socorristas. No segundo jogo, o time quase acabou prejudicado novamente, por causa do atraso da equipe médica. Pelo jeito, são as falhas que acontecem fora de campo que tendem a prejudicar os times.

Cesar Paulo Silva

Foto por Lucas Matos

Serviço:

Ponta Grossa Phantoms Futebol Americano

Site Oficial: http://phantoms.esporteblog.com.br/

Próximo jogo: Phantoms x Predadores – 14h

Preço: 5,00 reais

No campo do Olinda Futebol Clube, Bairro Olarias.

23/03/2012

Chega o tempo das vacas magras

Equipe ponta-grossense de handebol feminino tem baixa no número de atletas em início da temporada

Nos últimos cinco anos, a seleção de handebol feminino de Ponta Grossa subiu ao pódio das principais competições do circuito paranaense. Porém, a situação que o time se encontra hoje é bem diferente.

Ainda sob o comando do técnico João Bartniak, que está à frente da equipe desde 2010, o elenco de 2012 começou os treinamentos no mês de março. Em quadra, o que se viu foram apenas seis atletas, número que corresponde a menos da metade de um time completo, que é formado por 14 jogadores (sendo 7 titulares e 7 reservas). O grupo, que está sem conquistas importantes desde 2009, perdeu ano passado algumas das jogadoras mais experientes, que excederam o limite de idade estabelecido para a categoria.

A versão 2012 começa a se desenhar com jogadoras bastante jovens e com bagagem adquirida apenas em competições municipais, o que dá ao time um ar de inexperiência. A participação do grupo juvenil em apenas um campeonato por ano, o Jogos da Juventude do Paraná (Jojup’s), faz com que as meninas estejam em desvantagem, se comparadas a outras equipes que participam, frequentemente, de competições de nível estadual.

A dificuldade em encontrar ginásio livre para os treinamentos é outro desafio que terão de enfrentar. Provisoriamente, os treinos estão ocorrendo nas terças, quintas e sextas feiras, às 19h30min no ginásio do Colégio Sepam.

Em 2012, a principal tarefa das meninas será tentar trazer o time, que foi rebaixado ano passado, de volta para a primeira divisão dos Jojups’s. A equipe tem que estar afinada e pronta até julho, quando acontece a fase regional da competição.

Cássia Miranda

Serviço:

Seleção de Handebol Feminino

Treinos: segunda, quinta e sexta-feira. Das 19h30min às 21h

Local: Colégio Sepam, Rua General Carneiro, 1171. – Centro de Ponta Grossa/PR

Etiquetas: