A luz que incomodou pela falta

fenata_logo_reduz_1

Cenário da capital carioca é tema de peça que mistura, com equilíbrio, comédia e drama

A abertura do 43º Festival Nacional de Teatro (Fenata) trouxe a peça ‘Paraíso Zona Sul’, com apresentação do Grupo Fragmento do Rio de Janeiro. O texto é de autoria de Jô Billac, um dos maiores dramaturgos do teatro nacional. A direção é de Nirley Lacerda.

A mistura de gêneros, drama e comédia, trouxe equilíbrio à peça. O elenco é composto por cinco integrantes: Ana Carolina Dessandre, Carolina Ferman, Diogo de Andrade Medeiros, Elio de Oliveira e Monique Vaillé. O enredo conta seis histórias independentes que têm um ponto em comum: personagens que são moradores da zona sul carioca.Divulgação

Foto: Divulgação

O cenário remonta, através de pistas que dividem o palco, duas ruas cariocas, a Rua do Catete e a Avenida Prado Júnior.  O início da peça é marcado por uma comédia atrevida, quase deslavada, que traz a história de dois casais.

Ao final da segunda história, um atropelamento acontece com uma das personagens, fato que funciona como um divisor de águas da peça. A partir do acidente, o tom das histórias muda e o drama ganha vez.

O ápice da tragédia se dá com o suicídio de “Rosany”. A personagem aparece, no final da história, com o pescoço amarrado por uma corda presa ao teto. Embora a diferença se marque nas interpretações, o cenário dá uma homogeneidade à narrativa juntando todas as histórias.

A iluminação, no entanto, maltratou até mesmo as pessoas que estavam mais próximas do palco. Em uma das cenas, uma personagem caminha pelo palco para mostrar seus dentes de ouro. Não fosse pelo texto e pela interpretação, ninguém saberia que se tratava de ouro.

Outras questões internas parecem não funcionar bem durante a peça, por se tratarem de questões muito locais. É o caso da placa com os nomes das duas ruas do Rio de Janeiro, que remetem ao contexto das histórias contadas.

Serviço

Texto: Jô Bilac
Direção: Nirley Lacerda
Grupo: Fragmento
Cidade: Rio de Janeiro – RJ
Local: Cine Teatro Ópera – A
Gênero: Tragicomédia
Duração: 80 minutos
Classificação: 16 anos

Letícia Queiroz

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: