Archive for Outubro 28th, 2014

28/10/2014

Doçura e tradição italianas criam receitas cobiçadas

na tela

Mais do que os bolos, são os sentimentos que fazem de “Cake Boss” um sucesso de público

Um confeiteiro italiano que comanda um negócio ao lado de sua numerosa família faz bolos com formatos e enfeites de cair o queixo. Essa é a fórmula básica de todos os episódios do reality show “Cake Boss”, que acompanha o dia a dia da padaria Carlos’ Bakery, na cidade americana de Hoboken.

O astro do programa é Buddy Valastro, o único filho homem de uma família ítalo-americana. Ele herdou do pai a padaria e transformou-a em um enorme negócio, com franquias em diversos estados. Dividindo a tela com Buddy, estão principalmente suas irmãs e cunhados, além de alguns funcionários ilustres da Carlos’ Bakery.

gabi

Além de fazer bolos para a venda, a Carlos’ Bakery aceita encomendas de bolos de todo o tipo, como um bolo em forma de sistema solar ou que brilhe na luz negra. Os episódios do programa mostram como esses bolos mais difíceis são feitos, os desafios tanto de culinária como de engenharia que Buddy e seus funcionários precisam enfrentar a cada semana. Mas outro ponto do programa que chama muita atenção do público são os acontecimentos da família Valastro.

O programa é essencialmente sobre culinária, e realmente dá algumas dicas valiosas de como se enfeitar bolos, mas esse lado humano é o que mais faz sucesso entre os fãs do programa. Não à toa, Cake Boss já teve episódios em que a ‘trama’ principal mal envolvia a confecção de bolos, sendo o mais memorável quando a mãe de Buddy é diagnosticada com esclerose múltipla e a equipe do programa capta as reações dos membros da família a respeito. Cake Boss também tem os seus lados cômicos; as peças que os funcionários da confeitaria pregam um no outro, em geral encabeçados por Buddy, são sempre muito criativas e engraçadas.

Gabriela Gambassi

Serviço:

no Brasil, o programa passa pelo canal de TV paga Discovery Home & Health. Os episódios inéditos vão as ar às terças-feiras, às 8h15.

28/10/2014

História e cultura local se entrelaçam

livro-aberto1

Livro traz depoimentos de história e cultura dos Campos Gerais

“Causos e Lendas de Ponta Grossa” é um livro que traz depoimentos de pontagrossenses da terceira idade sobre histórias e lendas que marcaram as gerações da cultura princesina. A obra foi desenvolvida pelo projeto “Contar histórias; uma arte sem idade”, promovido pela Secretaria de Cultura e Turismo de Ponta Grossa.

No livro é construída uma identidade dos Campos Gerais, com lendas sobre a formação das vilas e bairros pontagrossenses, e também dos distritos – as pequenas cidades de Itaiacoca e Palmeira. Além de relatos engraçados, como a da mulher que via sua sombra e achava que era perseguida por “vultos”, há também contos étnicos/culturais, como a história dos escravos da cidade de Palmeira que fugiam para Roxo Rois e Palmital. Nesse conto, a história brasileira se mistura com a cultura católica, no depoimento de Maria Rosa Dias Bello sobre o escravo que fora libertado por Nossa Senhora Aparecida.

nilson

Além de depoimentos de pessoas sobre o Olho d’água São João Maria, as Olarias e o famoso rio Tibagi – o que torna o livro um retrato dos lugares atuais e antigos da cidade – a obra traz ilustrações, o que deixa o livro belo e agradável para leitura.

O exemplar foi lançado no ano de 2012 e, segundo o site da prefeitura de Ponta Grossa, levou dois anos para ser produzido. A obra literária foi organizada por Alfredo Mourão, com ilustrações de Anselmo Andrade Junior e contém mais de 100 relatos sobre lendas, aparições e riquezas escondidas. Não pode ser comercializada. Nossa cidade precisa mais de obras assim para valorizar e contar a cultura local. Vale a pena conferir!

Nilson de Paula

Serviço:

Exemplares podem ser encontrados nas bibliotecas de escolas municipais e estaduais como também na Biblioteca Faris Michaele da Universidade Estadual de Ponta Grossa.