Quando o público é convidado a atuar

 Peça "As Três Irmãs" prende a atenção das pessoas pelo caráter interativo

Peça “As Três Irmãs” prende a atenção das pessoas pelo caráter interativo

A peça de teatro “As Três Irmãs”, encenada na segunda noite do Festival Nacional de Teatro (FENATA), no programa ‘Às Dez Em Cena’, conta a história de Olga, Maria e Irina que desejam voltar para Winston, a cidade natal de onde saíram há onze anos com o pai, que é general militar.

Duas personagens da peça iniciam o espetáculo interagindo com o público, recepcionando as pessoas na entrada do auditório com a entrega de uma bexiga branca a cada espectador. Todo o espetáculo se passa na casa das três irmãs, em uma cidade provinciana.

Ao aAbordar conflitos da vida material e da vida espiritual de Olga, Maria e Irina, a peça prende a atenção do público do início ao fim por possuir o caráter de tirar as pessoas que estão assistindo de sua área de conforto nas poltronas e trazê-las para dentro do espetáculo. Em determinado momento, pessoas da plateia selecionadas aleatoriamente são convidadas a subir no palco para fazer breve participação em uma cena.

Foto: André Jonsson

Foto: André Jonsson

Como característica do espetáculo, a interação com o público acontece em todas as cenas e faz com que as pessoas sintam a emoção e possam observar de perto as características marcantes de cada personagem.

O som de fundo da peça fica por conta de um trio de músicos posicionado na lateral esquerda do palco, que em alguns momentos faz apenas o som do vento e em outros, dita a emoção ao espetáculo ao interpretar canções. A luz de acompanhamento é simples durante quase toda a peça, apenas no fim é usada luz azul.

Se a peça prende pela interação com o público e pelas cenas engraçadas, que arrancaram risos altos das pessoas que assistiram, variam essas características no fim, já que a última cena possui um ar melancólico. Entretanto, as cerca de 50 pessoas presentes no auditório B do Cine-Teatro Ópera aplaudiram em pé ao fim do espetáculo.

Bianca Machado

 Serviço:

As Três Irmãs – Traço Cia de Teatro (Companhia Zero) – Florianópolis-SC
Direção e adaptação: Marianne Consentino
Elenco: Débora de Matos, Greice Miotello, Paula Bittencourt de Farias,
Cassiano Vedana, Gabriel Junqueira Cabral e Mariella Murgia
Autor: Anton Tchékhov
Duração: 80 minutos
Cine-Teatro Ópera – Auditório B
Iluminação: Ivo Godois; Operador de luz: Egnon Seidler
Operadores de som: Cassiano Vedana, Gabriel Junqueira Cabral e Mariella Murgia

Etiquetas: ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: