Entre erros e acertos, Crítica de Ponta demonstra ousadia

ombudsman12-112

 

A experiência do Crítica de Ponta vai se encaminhando para a reta final em 2013. Ao longo do ano, os estudantes demonstraram avanços significativos em relação à produção dos textos. Mas há muitos desafios pela frente, como a cobertura do Festival de Teatro (Fenata) e alguns erros, que ainda passam desapercebidos.

Em geral, As críticas têm sido cada vez mais ousadas, tanto na escolha dos temas, quanto na argumentação. Exemplo disso é o texto da editoria Moda e Estilo, em que o autor comenta sobre tendências estéticas nas partes íntimas, sem apelar para a vulgaridade.

Outro aspecto importante é o olhar diferenciado aplicado pelos autores. Nas editorias Entre LinhasNa tela e Livro Aberto,as analises foram bem construídas, com argumentação e contextualização impecáveis. Os autores souberam tratar de forma imparcial, temas que geram discussão: sindicalismo, futebol e religião, respectivamente.

Destaque também para a editoria Antena, na qual o programa radiofônico em questão é analisado de forma minuciosa, considerando tanto os aspectos técnicos, quanto a qualidade da programação musical.

Entretanto, ainda é evidente que falta crítica (posicionamento) e sobra descrição em alguns casos. Conseguir um equilíbrio entre estes dois elementos, pode ajudar na construção de um texto mais claro.

Nas editorias Projetor e Vitrola as analises não avançam muito em relação ao esperado. E, no segundo caso, três parágrafos são iniciados com o mesmo termo, tornando a leitura repetitiva. O uso de sinônimos resolveria.

A falta de imagens já não é um problema. Embora a maioria das fotos seja de divulgação (7 entre 10), e não de autoria pessoal, nenhum texto ficou “pelado”. Isso demonstra maior preocupação com o aspecto visual do blog.

Enfim, não cabe ao Ombudsman analisar a versão televisiva do projeto. Mas deve-se fazer um elogio especial ao programa que, com enquadramentos inusitados e apresentação irreverente, deu nova cara ao Crítica de Ponta na TV. Quem sabe, se todos os textos fossem produzidos com o mesmo entusiasmo e criatividade, o site também teria análises ainda mais ousadas e interessantes.

Antonio Correia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: