Archive for Outubro 8th, 2013

08/10/2013

‘Habeamus’ crítica

ombudsman12-112

       Após algum tempo de fumaça preta pairando os ares do Crítica de Ponta, pode-se observar na edição desta semana, um considerável avanço dos estudantes na maneira de pensar as pautas e construir um texto convincente. Felizes os fiéis leitores que aguardavam ansiosos por críticas que detinham maior cuidado com as obras, lugares e produções analisadas.

       Destacam-se, portanto, os textos das editorias Pratos & Drinks e Na Tela, que conseguiram trazer as informações de forma clara e precisa. ‘Breja sofisticada para biriteiros exigentes’, além do título criativo, desenvolve a análise a partir do que de fato se sobressai no estabelecimento: o preço. Em “Mundo de experimentação”, a estética visual do programa se torna o ponto chave da crítica e o autor sabe elucidar os pontos pelos quais resolve focar no tema.

       Como nem tudo são flores, as editorias Vitrola e Outros Giros ficaram devendo. O primeiro, apesar da boa escolha do tema, abordando o cenário local e pouco retratado na grande mídia, fica na pura descrição do grupo e seus ideais. Já no texto ‘Garagem… não estacione aqui!’, embora o título indique uma determinada leitura, faz um panorama descritivo do maior shopping da cidade, nada de mais.

       Ponto repetidamente discutido nesse espaço, a utilização de fotos próprias para o blog continua pobre e deixando a desejar. É a terceira semana em que o número de imagens de reprodução/divulgação superam as feitas pelos acadêmicos. Sabe-se da dificuldade em registrar determinados momentos, objetos, produtos, mas alguns são tão simples que causam certo estranhamento ao não fazê-lo. Aliás, a revisão poderia ter sido mais criteriosa e funcional, pois, deixou passar a grafia da palavra ponta-grossense de três formas. Com e sem hífem, além de um incrível e inaceitável ‘pontagrossensse’.

       No mais, em uma semana considerada boa, a expectativa é de que o avanço se mantenha nesse espaço laboratorial de conteúdos diversificados e únicos nos Campos Gerais.

Edgar Ribas