Archive for Agosto 23rd, 2013

23/08/2013

Agenda Cultural

agenda

24 de agosto – Sábado

Atividade: Indie Nigth – Show com as bandas Solenoides e Surtomáticos

Local: Imperial Lounge Bar

Horário: 23h

Ingressos: R$20 Feminino e R$25 Masculino

Atividade: Tanabata Matsuri” – Exibição de Animês ( desenhos animados japoneses), exposição de

Mangá, Stands de vendas de produtos, Mesa de RPG, Exposição de Ilustrações, Oficinas de Mangá e Origami, Matsuri Odori e Vendas de produtos gastronômicos típicos.

Promoção: Associação Cultural Project Yume ( Regional Ponta Grossa) e SMCT

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

Horário: das 13h às 19h

Ingressos: R$ 4,00 ( Preço único) – Informações: Diego- 99054731

Atividade: Curso para professores da SME pela Editora Positivo

Promoção: SME

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

Horário: das 8h30 as 17h

Atividade: Projeto “ Fala, Conto,Fala”- com Na Cia das Histórias

Sinopse: Apresentação de contos portugueses, africanos e indígenas, com cara de teatro

Local: Cine-Teatro Ópera

Horário: 15h

Mais informações: Alfredo Mourão- 3901 1588

Ingressos: R$10,00 ( inteira) e R$ 5,00 ( meia-entrada) – Vendas no Centro de Cultura

24 e 25 de Agosto

Atividade: “ 15º Campeonato Paranaense de Capoeira”

Promoção: Federação Paranaense de Capoeira

Parceria: PMPG/FMC, FME e UEPG

Local: Ginásio de Esportes do Campus de Uvaranas da UEPG.

Horário: 8h

24 e 31 de Agosto

Atividade: Comédia em Stand-Up com Diego Castro e convidados

Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A

Horário: 20h Classificação: 14 anos.

Mais Informações: Produtora Raíza 9905-3590 ou Diego 9960-0929

25 de Agosto – Domingo

Atividade: Concerto Didático “Obras de Mendelssohn e Britten” . Com a Orquestra Sinfônica Cidade

de Ponta Grossa

Maestro Convidado: Frederico Mussi

Promoção: PMPG/FMC

Local: Cine- Teatro Ópera Horário: 11h Ingressos: Entrada Franca

26 de Agosto – Segunda

Atividade: Projeto “ Fala, Conto,Fala”- com Na Cia das Histórias

Sinopse: Apresentação de contos portugueses, africanos e indígenas, com cara de teatro

Local: Cine-Teatro Ópera

Horários: 10h e 14h

Mais informações: Alfredo Mourão- 3901 1588

Ingressos: R$10,00 ( inteira) e R$ 5,00 ( meia-entrada) – Vendas no Centro de Cultura

27 de Agosto – Terça

Atividade: Projeto Tela Alternativa – Exibição do Filme: “O Jardim dos Finzi-Contini (Il Giardino

Dei Finzi-Contini)

Direção: Vittorio De Sica, 1970, 94 min

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório B Horário: 19h30

Ingressos: Entrada Franca

Classificação: 16 anos

28 de Agosto – Quarta

Atividade: Música na Chaminé – Coordenação: Marcelo Ijaille

Promoção: FMCPG/FAUEPG/ Conservatório Maestro Paulino Martins Alves

Local: Mini Auditório – Conservatório Horário: 19h30

Ingressos: Atividade Livre

Atividade: Lançamento do FENATA com o espetáculo “Como Ter Sexo a Vida Inteira com a

Mesma Pessoa”

Local: Cine- Teatro Ópera – A

Horário: 21H

Ingressos: 1 kg de alimento não perecível que devera ser trocado diretamente na PROEX.

18 a 31 de Agosto

Atividade: Painel Temático “ Folclore em Cores”

Local: Biblioteca Pública Municipal Bruno Enei- Hall de entrada

29 de Agosto – Quinta

Atividade: Projeto “ Fala, Conto,Fala”- com Na Cia das Histórias

Sinopse: Apresentação de contos portugueses, africanos e indígenas, com cara de teatro

Local: Cine-Teatro Ópera

Horários: 10h e 14h

Mais informações: Alfredo Mourão- 3901 1588

Ingressos: R$10,00 ( inteira) e R$ 5,00 ( meia-entrada) – Vendas no Centro de Cultura

23/08/2013

Cozinha suíça em Ponta Grossa

pratos

Com ingredientes simples, restaurante sofistica no preparo de um alimento comum: a batata

          A batata suíça é um prato que pode ter um preparo simples ou mais elaborado, dependendo do recheio escolhido. A receita é baseada em batata cozida, ralada e temperada para o preparo da massa. Uma opção pode ser o recheio de carne seca, requeijão, mussarela e ervas finas, uma combinação que deixa o prato com o gosto forte e marcante da carne seca e, ao mesmo tempo, cremoso, pelo queijo e requeijão. Neste caso, o toque de ervas finas quase não é percebido, pela presença marcante dos outros sabores.

            Em Ponta Grossa, o restaurante Batata&Doce é a única casa da cidade onde a iguaria pode ser apreciada. O atendimento do lugar é prestativo e o prato não demora muito, em média 15 minutos, um tempo razoável, já que o preparo é artesanal. O espaço conta com dois ambientes, ambos confortáveis.

1232734_495570327200330_266516292_nFoto: Codo Meletti

            Para acompanhar o prato, o restaurante oferece sucos naturais, refrigerantes, cervejas nacionais e importadas, além de uma ampla carta de vinhos, que podem harmonizar com o assado.

            A batata pode ser pedida em dois tamanhos, pequeno e normal, com valores variando entre 20 e 33 reais, a depender do recheio escolhido, que pode variar entre carnes, vegetais e embutidos. Mesmo na escolha do tamanho pequeno, o cliente consegue ter um almoço ou janta satisfatórios, pela qualidade da batata e a combinação com os recheios. O formato lembra uma empada, com uma camada de batata, recheio centralizado e mais uma camada de batata que é levada ao forno. O prato pode ser uma opção diferenciada para quebrar a rotina de jantares menos casuais.

Leandro Oliveira

Serviço:

Restaurante Batata & Doce: Av. Doutor Francisco Burzio, 923 – Centro de PG.

Fone: (42) 3225-0346

Valor: entre R$20,00 e R$33,00

O espaço atende em horário de almoço e janta.

23/08/2013

Quando Wolverine perde suas garras

projetor322

Marvel sensibiliza o heroi Wolverine, que agora não possui mais o metal adamantium

          O último lançamento Marvel, Wolverine Imortal, começa na Segunda Guerra Mundial, com um enredo ligado aos demais filmes do personagem. Mas não demora muito para que o filme tome um rumo inesperado pelo espectador. Quem vai ao cinema para ver o australiano Hugh Jackman lutando nas florestas do Canadá acaba assistindo um filme inteiro de clichês sobre a máfia japonesa.

            Em meio a essa nova história, o filme mostra um Logan isolado do mundo, atormentado por fantasmas e ansioso pela própria morte, fragilizando um pouco o personagem. Porém, as características marcantes de Wolverine não são deixadas de lado, como a força, a impulsividade e a facilidade em se apaixonar por mulheres bonitas.

Wolverine-Imortal-BN-660x330Foto: Divulgação

            A trilha sonora do filme é predominantemente instrumental, com músicas de suspense e ação, clássicas em filmes de ação e super heróis. Os efeitos especiais bem elaborados estão presentes durante todo o filme, chegando ao auge na luta do herói contra uma armadura feita do mesmo metal que possui no corpo. A combinação de ação, bons efeitos especiais e super poderes é o que prende o espectador ao longa.

            Outra parte inesperada do filme é a possibilidade de passar para outra pessoa os poderes de cura de Wolverine, o que é difícil de imaginar, uma vez que, na história, tais poderes são genéticos. No final do filme, o personagem também perde suas garras do fictício metal adamantium. Quebrando toda a sequência X-Men e Wolverine, quando volta a ter as garras de osso. O filme acaba, novamente, sem o esperado final feliz de Logan com a mulher amada.

Lorraine Almeida

Serviço: Wolverine Imortal, 2h06min

Cine Araújo – Shopping Palladium

Classificação indicativa 12 anos

Exibido diariamente

Cinema Lumière – Shopping Total

Classificação indicativa 16 anos

Exibido diariamente

Etiquetas:
23/08/2013

Um fantástico festival que não aconteceu

vitrola21

Evento que traria quatro grupos musicais de peso para PG foi adiado. Será que foi pretensão demais?

             O Sonora Music Festival, que prometia trazer grandes nomes da música nacional para Ponta Grossa, deveria ter acontecido no dia 10 de agosto. Deveria! Segundo os organizadores, problemas com as saídas de emergência fizeram com que os bombeiros vetassem os shows, que aconteceriam no estádio Germano Krüger, no bairro de Oficinas, em Ponta Grossa. A produtora responsável afirma que o festival foi adiado para 14 de setembro. Entretanto, declarações ríspidas das equipes dos músicos – notadamente do rapper Criolo, para muitos a principal atração da noite – informam que a empresa não pagou os cachês no prazo acordado.

              Mesmo que o festival aconteça sem problemas em setembro, o evento ficou marcado na traumática memória cultural da cidade. O cancelamento/adiamento dos shows virou motivo de piada e indignação, ainda mais com as dificuldades enfrentadas por quem deseja ter o valor do ingresso ressarcido. Tentar trazer de uma só vez quatro peixes grandes do cenário alternativo – Os Mutantes, Criolo, Tiago Iorc e Teatro Mágico – parece ter sido um passo maior que a perna.

1044749_216232008529711_1975539788_nFoto: Divulgação

            Em uma cidade cujos maiores festivais têm algum histórico de prejuízo, mesmo turbinados por verbas públicas e com a participação de artistas de gêneros mais populares, apostar em nomes de público relativamente restrito parece ser um risco grande.

           Na contramão de eventuais intenções de grandeza, foi anunciada em 6 de agosto a segunda edição do Easy Rock. O festival de hard rock trará, em dois dias, duas atrações nacionais e quatro bandas cover, além de grupos locais. Uma agenda mais lúcida para uma cidade, ainda, sem tanta tradição nesse tipo de evento.

Rodrigo Menegat

Serviço:

O Sonora Music Festival foi reagendado para o dia 14 de setembro, no Centro de Eventos, a partir das 14h. A produtora informou, através das redes sociais, que começará a ressarcir os ingressos a partir de 22/08/13.

O Easy Rock 2013 acontece nos dias 20 e 21 de setembro, também no Centro de Eventos, com opção de camping e preços que variam de R$20,00 a R$30,00.

 

23/08/2013

Réplica para questões regionais (pertinentes)

na-tela

Com formato pouco utilizado na programação televisiva de Ponta Grossa, ‘Réplica’
traz entrevistas com figuras importantes da região

 

                   O programa Réplica, que estreou em 26 junho deste ano, é divido entre o jornalismo e o entretenimento, com um formato pouco explorado na programação da tv regional, o talk show. Réplica é transmitido pela TV Vila Velha, canal 16 do sistema a cabo local, e na Rádio CBN simultaneamente, às 21h, toda quinta-feira.
Apresentado por Ismael de Freitas, o programa tem a duração aproximada de 30 minutos, e leva todas as semanas uma personagem (política, em geral) do cenário social da região para a entrevista. Nas entrevistas, Ismael opta por perguntas que interessam ao público, tentando manter-se inteirado da política e de aspectos sociais de Ponta Grossa e, ao mesmo tempo, indicando a simpatia (ou antipatia) dos entrevistados por determinados assuntos, o que prende a atenção do telespectador.

replicoverFoto: Divulgação

        A seriedade com que Réplica é levado e a qualidade da imagem e som, assim como outros aspectos técnicos, são notáveis no programa. O cenário do Réplica é simples, aspecto importante para que quem assiste o programa tenha a atenção voltada apenas no apresentador e no convidado.
Em alguns blocos do programa, o apresentador expõe informações convenientes sobre os temas discutidos com o entrevistado no editorial, o que situa o espectador na discussão. Na vinda da presidente Dilma para Ponta Grossa, foi realizada uma edição especial do programa, com falas captadas na entrega das casas do projeto Minha Casa Minha Vida. Na edição da semanal, o formato do programa foi modificado pois, além das falas de Ismael apresentando, foram também feitas entrevistas e gravações acompanhando o evento.

João Henrique Santos Souza

Serviço: Programa Réplica

Canal TV Vila Velha/ Rádio CBN
Toda quinta-feira às 21h
Programas também disponíveis no canal do youtube:
http://www.youtube.com/user/ProgramaReplica

23/08/2013

Bom humor, desenvoltura e emoção

em-cena

A alegria, o desembaraço e a simplicidade são características presentes nas peças apresentadas pelo Grupo Teatral UNIDEV

       Duas cadeiras e um cenário quase inexistente. Quem está acostumado a assistir a produções mais elaboradas, estranha o pouco cenário. Porém, mesmo com pouca produção de palco, para facilitar a movimentação dos atores deficientes visuais, os atores e atrizes do Grupo Teatral UNIDEV (União dos Deficientes Visuais de Ponta Grossa), que estão juntos há quatro anos, se sobressaem no palco. No espetáculo Rir e Refletir foram apresentadas duas peças de aproximadamente 20 minutos cada. A proposta era entreter o público primeiramente com uma comédia solta intitulada Dois São Jorges Lutando por um Dragão.

        No início da peça, um guia (e ator) entra na frente de mãos dadas aos atores para guiá-los no espaço do palco. Dois garis conversam em uma praça, que se materializa apenas na mente do espectador, logo saem e os dois protagonistas do espetáculo se apresentam um a um, sempre seguindo as marcações no centro do palco. A iluminação muda de acordo com a cena representada, mas sempre de acordo com as características de cada momento.

DSC_0027Foto: Rafaela Oliveira

       A comédia Dois São Jorges, de fato, merece se enquadrar nessa categoria, pois o público visivelmente se divertia com as piadas dos atores. Um intervalo de cinco minutos para que os atores se trocassem foi acrescentada entre um e outro espetáculo. A segunda apresentação pretendia chamar a atenção do público para refletir sobre algumas atitudes habituais da vida. Na peça, um trabalhador, que estava sempre reclamando, acaba ficando cego. E é nesse momento que ele percebe que isso não o impediria de viver. Ao fim das apresentações os atores foram aplaudidos de pé.

Rafaela Oliveira

Serviço: As peças foram apresentadas no dia 21/08 no Cine-Teatro Ópera (Centro de PG). Ingresso: R$ 5,00.

23/08/2013

Máquinas e histórias no país do agronegócio

livro-aberto

Romance de escritor pontagrossense resgata invenções tecnológicas brasileiras e satiriza situações trágicas de personagens

            Em um regime escravocrata, onde a produção econômica do país se baseia na extração de bens da natureza para se desenvolver, aparece um jovem padre com uma invenção revolucionária para a época. Uma máquina de escrever. Nada de produto natural, o esforço da invenção é mostrar que não só de natureza o Brasil se desenvolve. Assim é apresentado o enredo do livro Máquina de Madeira.

            Na história, o autor do livro (Miguel Sanches Neto) resgata a época em que se começava a criar uma noção de indústria no país. Onde muitos dos produtos tecnológicos eram importados a um preço alto. Francisco João de Azevedo, inventor e sacerdote, mostra sua máquina taquigráfica na exposição nacional, realizada no centro do Rio de Janeiro, no final do século XIX.

112237951SZFoto: Divulgação

            Entre a história da evolução, aparece também a narrativa trágica, cômica e erótica da figura do Padre Azevedo. O sagrado e o profano se misturam nas ações. A personalidade tímida do protagonista não impede de ter um romance com uma escrava e ter uma filha com ela.

Em alguns trechos, a personalidade ambígua do personagem principal mostra-se através de pensamentos sobre as pessoas a seu redor. O íntimo de Azevedo mistura-se com o discurso do narrador. Os capítulos são intercalados entre notícias e discursos íntimos do personagem.

Com um toque de ironia, o romance busca mostrar que o brasileiro, na época, já indicava primazia ao que vem de fora, exaltando o importado, ao invés de valorizar o que é produzido em terras tupininquins. Pela obra, o leitor pode perceber que um inventor brasileiro ajudou a criar o que hoje se conhece, no mundo, como máquina datilográfica.

Jessica Santos

Serviço:

Livro: Máquina de Madeira. Cia das Letras, 2012

Autor: Miguel Sanches Neto

O livro tem 248 páginas e pode ser encontrado em livrarias da cidade (R$ 36,00)

23/08/2013

Najuá opta por prestação de serviço como marca

antena11

Público já tem na rotina a programação da rádio, que faz da utilidade pública um dos alvos da audiência

            A Rádio Najuá AM (990Mhz) e FM (106,9Mhz) da cidade de Irati, está em funcionamento na cidade há mais 30 anos, com uma das maiores audiências radiofônicas da região. Trata-se de um fator direcionado pelo hábito cultural, e tradicionalista dos ouvintes, que procuram informações na programação, principalmente no noticiário ‘Meio dia e noticias’, que vai ao ar todos os dias há mais de 35 anos.

            A programação musical da rádio tanto na AM quanto na FM é tipicamente interiorana, e consiste no sertanejo de raiz e universitário ou música gaúcha, algo que agrada ao público ouvinte. A rádio AM possui o programa “Lojão rádio e negócio”, que tem um formato simples e bastante popular onde os ouvintes ligam ao vivo e anunciam vendas e trocas de qualquer tipo de produto.

logo-najuaFoto: Divulgação

            O programa do meio dia, transmitido simultaneamente nas duas modulações, é referência na cidade é utilizado pelos ouvintes para fazer reclamações e pedidos. Os moradores de Irati e região utilizam o espaço do canal para serem ouvidos, desde problemas pessoais como dividas financeiras, procura de emprego, e informações relacionadas à comunidade como serviços públicos. Nota-se uma preocupação da direção da emissora em dar espaço à cidade, indo além do aspecto jornalístico de informações.

            Um problema comum nas rádios de grande audiência é a publicidade, inclusive porque fica claro que as inserções ocupam muito mais dos 10% da programação diária, previsto em lei. Alguns intervalos possuem mais de cinco minutos de propagandas de patrocinadores, o que reduz o tempo dos boletins informativos ou dos programas de entretenimento, algo que cansa quem esta ouvindo tantos jingles, que são os mesmos há anos.

André Lopes

Serviço: Programação de segunda a sábado (Fm 106,9Mhz Am 990Mhz)

23/08/2013

Apesar de pequeno, é satisfatório

entre-linhas12

Informativo impresso apresenta informações aos alunos de maneira breve e agradável, dispensando a facilidade virtual

        A fim de manter os acadêmicos de Jornalismo da UEPG informados sobre o que se passa no curso e, principalmente, no Centro Acadêmico de Jornalismo (CAJOR), os membros da gestão ‘Desperta Cajor’ elaboraram um informativo mensal. Com produção independente, o conteúdo está voltado para informações relevantes aos estudantes como, por exemplo, a agenda do Cajor.

            O boletim de agosto/13, em sua abertura, conta com uma notícia impactante para o cenário acadêmico. Levando-se em conta o tamanho do informativo, o texto é curto, porém esclarecedor e passa aquilo que é oferecido no título. O ‘Agende-se Cajor’ vem para facilitar a programação dos alunos, passando a não depender apenas da agenda dos eventos pela rede social Facebook.

DSC09014Foto: Larissa Rosa

             O verso do informativo ficou reservado para um portal da transparência. Com as obras realizadas na sede física do Cajor, seus membros repassam aos acadêmicos os valores gastos, valorizando a iniciativa. A tabela de gastos é simples, objetiva e de fácil entendimento. Uma lista de atividades dos membros do centro acadêmico também aparece, elencando mais um item a essa transparência existente. Uma pitada de humor é dada ao noticiário, com o uso de charges, com tema voltado a assuntos acadêmicos.

            Apesar da simplicidade com que o conteúdo é apresentado, o informativo ‘Desperta Cajor’ mantém um equilíbrio entre os textos e os elementos gráficos. Também é mais um mecanismo para inserir o público acadêmico nas atividades do seu centro, não se prendendo apenas às redes sociais.

Larissa Rosa

Serviço:

Informativo ‘Desperta Cajor’ – Edição Agosto/2013.

Circulação mensal.

Tiragem: 100 exemplares.

Distribuição: Campus Central da Universidade Estadual de Ponta Grossa

23/08/2013

Ela faz a cabeça das mulheres

moda-e-estilo1As tiaras têm valor acessível e podem ser usadas em qualquer ocasião que valorizam a beleza feminina

               Diferente de outros acessórios, a tiara permanece na moda, usada para deixar o penteado mais bonito ou simplesmente para prender o cabelo. A tiara é original do antigo Egito e, portanto, é um acessório milenar, também muito presente na cultura Indiana.

               O uso de arco na cabeça pode ser visto desde meninas ou bebês e acompanha as mulheres em todas as fases da vida, não só pela vontade ou necessidade de prender as madeixas, mas pelas opções estéticas. Muitos estilos e modelos estão disponíveis no mercado e atendem assim todos os gostos.

               Há alguns modelos que despertam a atenção, como os de estampas de animais, com flores artificiais, de plástico, de ferro, acrílico. A tiara está presente até na cabeça de muitos homens, que optaram por deixar o cabelo crescer.

DSC_0104.JPGFoto: Sidnei Sassaki

               Mulheres de várias idades podem usar as tiaras que caem bem em qualquer estilo de penteado e deixam os traços do rosto mais definidos e delicados, dando ao look um ar de princesa, pelo fato de o objeto ter sido muito usado na realeza.

               Alguns modelos são fabricados artesanalmente. E, por isso, estão associados também à cultura hippie, feito com materiais simples e vendidos em feirinhas de litoral, os bandôs. Há quem defenda que o uso contínuo do acessório possa danificar o cabelo.

               São muitas as formas e combinações que podem ser exploradas pela tiara. Deve se, pois, observar o tamanho ideal para cada cabeça, e dependendo do material pode provocar alguma alergia. Entretanto, vale tudo em nome da beleza.

Sidnei Sassaki

Serviço: Os preços variam em média entre R$1,99 a R$ 20,00, e podem ser facilmente encontradas em lojas de acessório feminino.