‘Vem pra rua’ em varias versões musicais

vitrola21

Em meio às manifestações, “um verso com coragem, que sirva de bandagem pra o que se que lutar”

          A música Vem Pra Rua, de Henrique Ruiz Nicolau, jingle de um comercial de televisão, interpretada pela banda O Rappa, é a inspiração do grito de guerra mais usual e característico das manifestações. Originalmente, a letra não tinha nenhum intuito de cunho político e pretendia aliar o produto comercializado à Copa das Confederações, que ocorre no Brasil.

          A canção exalta o patriotismo e agitação, servindo para o momento. Também foi a partir da música que o termo ‘gigante’ foi associado ao Brasil, pelas variadas dimensões do País.

          O cantor pop Latino gravou a música O Gigante, que também faz referência ao bordão que marcou as manifestações (“o gigante acordou”). A letra e música revelam uma simplicidade, com marcas de um pop-funk, comum nas canções do músico. A impressão, causada pelo fundo que lembra uma torcida de futebol, é de que a música foi escrita para os jogos da Copa do Mundo no Brasil, e foi adaptada com alguns versos para a ‘Revolta da Tarifa’.

vemprarua

Foto: Divulgação

         No clima das manifestações, a banda carioca Forfun prestigia o público com Terra de Cego, uma prévia, em razão dos protestos, do EP que será lançado em breve. A música faz uma crítica à “sociedade idiotizada” brasileira, calada à espera de uma solução e à necessidade de um despertar para o poder e nos salvar da ignorância. A canção mostra um amadurecimento da banda em relação às outras composições de protesto, como Viva La Revolución, de 2005, que já exaltava a revolução a partir do individuo e a alienação social.

          A canção Reinação da banda Apanhador Só é uma paródia da letra do Hino Nacional. Embora anterior às manifestações (o álbum de que a música faz parte foi lançado em maio), a faixa se encaixa na situação. A interpretação fala do comodismo político do povo brasileiro, que se conforma a aceitar as belezas naturais do país como motivo de orgulho e qualidade. O trecho “sem bandeira e sem fuzil” critica o pacifismo e apartidarismo pregado nas manifestações. O refrão, versos de uma brincadeira infantil, remete a tudo virar reinação, superficialidade e às ideologias do movimento, talvez, ignoradas pelos manifestantes.

Letícia Augusta

Serviço:

http://www.youtube.com/watch?v=3rMX_rrv36w Vem pra rua – O Rappa

http://www.youtube.com/watch?v=CM9L4OhPHYg O gigante – Latino

http://www.youtube.com/watch?v=1Ga9t5XWznE  Terra de Cego – Forfun

http://www.youtube.com/watch?v=kt0gZI-IrAU Reinação – Apanhador Só

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: