Archive for Junho 11th, 2013

11/06/2013

Atenção nunca é demais

ombudsman12-11

     O último texto do ombudsman aponta que – e aqui a frase na íntegra – “quase todas as editorias fazem bem o balanço entre descrição, informação e crítica”. Pois bem, nesta semana as críticas, em sua maioria, continuam a cumprir com o esperado, algumas até conseguem instigar no leitor a curiosidade de conhecer (quando não o feito) o objeto da crítica, como é o caso das editorias Entre linhas, Vitrola e Pratos e Drinks. Embora na última fosse interessante informar o preço com maior exatidão – no espaço do serviço mesmo – dizer que o preço varia é quase óbvio, quem lê quer saber quanto tem que desembolsar para provar a ‘pizza frita’.

     Erros de incoerência nas construções frasais continuam aparecendo (uma edição atenta resolveria o problema). Na crítica da editoria Antena, durante todo o texto a autora deixa claro que as músicas tocadas no programa Arquivo T são antigas, mas ao dizer que “o programa tem um público significativo de 11 e 12 anos”, faz com que a interpretação se torne ambígua, os ouvintes escutam o programa há 11 e 12 anos ou tem essa idade?

     O mesmo acontece com a editoria Na tela, onde o título da crítica indica a diversidade do conteúdo no programa criticado, mas durante o texto afirma-se que “a pluralidade de assuntos no programa, basicamente, é dividida em dois assuntos”. Como assim? Como pode ser plural e tratar apenas de dois assuntos? Precisa existir maior atenção do autor e da edição.

     Rápidos apontamentos sobre as demais críticas. Na editoria Em cena, a iluminação e a acústica do local ajudavam na peça? A crítica do Terminal Rodoviário da cidade cumpre sua função, na editoria Outros Giros. O mesmo acontece na editoria Livro Aberto, que atenta para pontos característicos do autor. Na editoria Projetor, a autora consegue, através de uma boa crítica, apontar onde o filme ‘Django livre’ peca. Percebe-se que na editoria Moda e Estilo sempre há muita descrição e histórico, e no texto dessa semana não foi diferente.

     Como dica, lembrem-se que é preciso atentar também aos detalhes, que podem confundir o leitor, mas quando apontados de maneira sensata ajudam no entendimento e enriquecem a crítica.

Caroline Belini