Archive for Maio 24th, 2013

24/05/2013

Agenda Cultural

agenda

24 de Maio – Sexta-Feira

Música na Chaminé –Coordenação: Marcelo Ijaille
Local: Mini Auditório –Conservatório
Horário: 19h30
Ingressos: Atividade Livre

 
Shakespearience
Local: Cine Teatro Ópera
Horário: 20h30
Ingressos: 5 reais (meia) 10 reais (inteira)

 

24 e 25 de Maio – Sexta-Feira e Sábado
Conferência Municipal das Cidades
Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa- Horário: 13h
Mais Informações: Melissa 3220 1258

 

25 de Maio- Sábado

Festival de Bandas Open Bar
Local: ARESAN- Próximo a Pizzaria Capitão Caverna
Horário: 20h
Ingressos: 20 reais
Informações: (42) 9962-3436

 
Comédia em Stand-Up com Diego Castro e os convidados Fernando Borghi e Fernando
Strombeck
Local: Cine-Teatro Ópera- Auditório A
Horário: 20h
Ingressos: R$ 12,00 ( inteira) R$ 6,00 ( meia-entrada)
Vendas: Copiadora Manarim, Sorveteria Polar e Supermercados Tozetto.
Classificação: 14 anos.

 
Núcleo de Dramaturgia
Sinopse: Trata-se de um conjunto de oficinas destinadas a preparar novos escritores de peças teatrais.
Promoção: SESI Cultural PR e Teatro Guaíra, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura
Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa
Horário: 14h

 
Projeto Tela Alternativa- Exibição do Filme: “Ed Wood”
Local:Cine-Teatro Ópera – Auditório B
Horário: 19h30
Ingressos: Entrada Franca

 
Atividade: Concerto Musical “ Hello, Goodbye” –Com o Coro Cidade de Ponta Grossa
Local: Cine-Teatro Ópera
Horário: 20h
Ingressos: R$ 6,00 (inteira) R$ 3,00 ( meia-entrada)

 
29 de Maio- Quarta-Feira
5ª Mostra de Dança Proarte
Local:Cine-Teatro Ópera – Auditório B
Horário: 20h
Ingressos: R$ 7,00 (preço único)

 
O que é a Cítara?”–Convidada: Lúcia Menarin
Local: Mini Auditório – Conservatório
Horários: 14h20min/19h30min

24/05/2013

Espetáculo entre amigos

em cenaCentro Acadêmico João do Rio promove show de talentos para alunos de Jornalismo

      O centro acadêmico do curso de Jornalismo da UEPG (CAJOR) realizou, na quinta feira (23/05) o Show de Calouros da X Semana de Resistência. O evento, que aconteceu no Centro de Cultura de Ponta Grossa, teve apresentações  de alunos do curso e o Concurso de Miss e Mister Jornalismo. Toda a organização e comando do espetáculo também foram feitas por estudantes.

     O espetáculo teve apresentações de Leonardo Carriel, que declamou poesia e cantou uma música satirizando o sertanejo universitário, ambos de própria autoria; Matheus Dias, que interpretou Queen, Naton Botogoske cantando Garth Brooks, Gabriela Gambassi, que apresentou uma canção de Janis Joplin, Nei Sassaki e André Lopes, interpretando Lulu Santos e finalizando as apresentações da noite, André Lopes cantou Fresno.

show calouros 2André Jonsson

     As apresentações começaram com 30 minutos de atraso e durante todo o evento parte do público ria das exibições dos participantes, o que atrapalhou e até mesmo constrangeu quem estava no palco. Porém, o clima de amizade era maior. Colegas se incentivavam e interagiam durante as apresentações com palmas durante as músicas e até mesmo cantando junto. Naton Botogoske ganhou uma caixa de cerveja, pastel e refrigerante (na Pastelaria Princesa), dois livros sobre Jornalismo e uma camiseta da Associação Atlética de Jornalismo (AAJ) como prêmio da competição.

     O concurso de Miss e Mister Jornalismo aconteceu na metade do evento e teve a participação de concorrentes das quatro turmas do curso. As torcidas e comemorações eram bastante presentes. Os vencedores do concurso foram Marrara Laurindo e Rodrigo Huk.

Lorraine Almeida

 Serviço:

O Show de Calouros da X Semana de Resistência (Curso de Jornalismo UEPG) ocorreu no dia 23 de maio, às 19 horas, no Centro de Cultura de Ponta Grossa.

24/05/2013

Um jornal que ainda pode melhorar

na-telaTelejornal exibido pela TV Vila Velha apresenta diversos aspectos que necessitam de revisão

      O jornal Vila Velha News é um noticiário curto com aproximadamente meia hora de duração, podendo sofrer algumas variáveis. Exibido em duas edições, uma às 12h30 outro às 19h30. Logo no inicio do programa o enquadramento se destaca. A apresentadora se posiciona em pé, atrás de uma mesa triangular, ficando em frente ao letreiro do programa durante todo o noticiário. O Vila Velha News se diferencia de outros telejornais, pois a âncora fica em pé e também no início do jornal ela não se apresenta, e o nome também não é informado por legendas. A apresentadora fala sempre em um único tom, dando a impressão de ter decorado a frase da chamada que precisa dizer.

     As noticias são predominantemente das cidades de Maringá e Londrina. Os assuntos variam muito, apesar da pouca duração no programa. Reportagens policiais, de saúde, algumas de cidade, entre outros. Na qualidade das reportagens destaca-se a câmera poucas vezes focada, o que prejudica a visão do telespectador, que precisa forçar os olhos para entender as imagens. Algumas reportagens apresentam apenas uma fonte, que na maioria dos casos é oficial ou a fala de algum especialista.

timthumb.phpDivulgação

     São informados durante o telejornal a previsão do tempo e os preços do mercado agropecuário. A previsão apresentada é apenas a máxima e mínima do dia e do dia seguinte, sem previsões sobre chuvas, e temperaturas em cidades vizinhas. Os preços do mercado são passados com o auxílio de um recurso visual, que é indispensável para compreender, visto que a apresentadora o faz rápido demais.

                                                                                                 Rafaela Oliveira

 Serviço:                                              

O Vila Velha News é exibido pela TV Vila Velha, canal 16 da TV a cabo.

De segunda a sexta, 1ª edição às 12h30; 2ª  edição às 19h30.

24/05/2013

“Está no ar a Rádio Resis… quê?”

antenaOrganizada por estudantes de jornalismo da UEPG, a Rádio Resistência é  desconhecida por alunos de outros cursos

     Quando o barulho começou, cabeças viraram. Olhares recaiam sobre as caixas de som e microfones. A expressão era de curiosidade. A Rádio Resistência, dona do slogan “a única rádio que você vê”, é organizada por estudantes de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Os alunos levam equipamento de som para o pátio da universidade, no Campus Central, e improvisam um programa com música e entrevistas. De terça (21/03/2013) à quinta-feira (23/03), após as palestras da X Semana da Integração e Resistência (Seintre), a rádio esteve em frente à saída dos Blocos B e C da universidade.

     Apesar da desenvoltura dos apresentadores, que buscavam interagir com o público, apenas meia-dúzia de estudantes de outros cursos pararam para ouvir e assistir. As edições mais recentes da Rádio Resistência aconteceram após eventos promovidos pelo curso de Jornalismo. Geralmente, os entrevistados são profissionais ou pesquisadores de comunicação. Isso faz com que a audiência diminua e que estudantes de outras áreas não se interessem pelo programa.

217351_404762046303610_851804262_nGrabriel Panice

     Nas edições que ocorreram durante a Seintre 2013, houve sinais de evolução. Participaram profissionais das áreas de saúde, filosofia e ciências sociais, além de estudantes que fazem parte do Projeto Rondon. Ainda assim, está na hora de marcar território e transmitir com periodicidade definida. Somente desta maneira a comunidade estudantil irá conhecer e prestigiar o trabalho.

     Vale lembrar que o curso de Jornalismo da UEPG não tem rádio universitária. A Rádio Resistência poderia tentar substituir, ou, ao menos, mostrar que há espaço para a implantação de uma emissora ‘de verdade’.

Rodrigo Menegat

 Serviço:

A Rádio Resistência aconteceu após as palestras da X Semana de Integração e Resistência, promovida pelo Centro Acadêmico João do Rio do curso de Jornalismo da UEPG, nos dias 21, 22 e 23 de Maio de 2013.

24/05/2013

“Quem quer churros?”, pergunta a moça

pratosComida de origem ibérica também faz sucesso nas feiras livres de Ponta Grossa

     Há sete anos Silvana Franco trabalha com carrinho de churros. É  um alimento de sucesso popular, vendido em carrocinhas, geralmente em  eventos de rua. Nas terças, quartas e sábados pode-se encontrar o carrinho de churros da Silvana na feira livre, tornando seu produto conhecido como o famoso ‘churros da feira’.

     De origem ibérica, o churros é uma massa feita com farinha de trigo e água, possui  formato cilíndrico, e a massa depois de ponta é frita. Depois de frito, o churros pode receber uma camada de açúcar, ou canela.  Originalmente, o alimento não recebe recheio, mas no Brasil é servido com recheio de doce de leite ou chocolate, o que torna o alimento mais atrativo e apetitoso.

     A massa é preparada anteriormente, no carrinho o churros é  apenas frito e recheado,  facilitando a venda. Após frito,  recebe a camada de açúcar e você escolhe o recheio, tornando  o alimento crocante. Com duas opções de recheio, e cinco opções de acompanhamento (granulado, granulado colorido, amendoim, coco ralado, e castanha),  o carrinho de churros sempre está envolto de clientes.

rafaoDivulgação

     O churros de doce de leite é o mais tradicional, e o mais doce. No entanto, o acompanhamento de amendoim ameniza o sabor, não o deixando  enjoativo. O de chocolate é menos adocicado e o acompanhamento de granulado lembra o gosto de brigadeiro. Ambos têm bastante recheio, massa leve e macia, amenizando o doce dos acompanhamentos.

     O carrinho da Silvana também faz crepe no palito, doces e salgados, com sabores de queijo, presunto, queijo e presunto, goiabada, chocolate branco, chocolate preto e romeu e julieta (queijo e goiabada).

Rafaella Feola

 Serviço:

Churros da Feira

Churros: R$ 2,50. Crepe: R$ 3,00

Terça: Feira  Livre do Jardim Carvalho (Av. Monteiro Lobato) – 14 as 19

Quarta: Feira Livre do Centro (Rua Benjamin Constant)- 14 as 19 h

Sábado: Feira Livre do Centro (Rua Benjamin Constant) – 6 as 13 h

24/05/2013

Cadillac traz de volta a mistura de Rock e Funk Soul dos anos 1970

vitrola21Quatro anos após lançamento de segundo CD, as canções continuam fazendo sucesso

     A banda Ponta-grossense Cadillac Dinossauro’s (ou Cadillac Dinossarou$ como também é conhecida) foi formada em 2006. Durante esse período lançaram dois CD’s de maneira independente: o primeiro em 2008 e o segundo no ano seguinte, intitulado Ser Absurdo, que contém 12 músicas.

     A Cadillac apresenta ao seu público o bom Rock N’ Roll com variações durante cada música, tanto para funk soul como blues, expondo uma vontade de esquecer as questões cotidianas para apenas abrir uma cerveja e aproveitar as músicas de pernas para o alto. A sonoridade da Cadillac não é agressiva aos ouvidos, nem nos momentos onde as canções se tornam mais pesadas e os vocais ficam mais elevados, o que não chega a ser um defeito, embora lembre músicas produzidas no anos 1970.

bidaDivulgação

     As composições que se destacam no CD Ser Absurdo por serem as mais tocadas no My Space da banda, são ‘Bóris’, que fala sobre um homem tronco, e ‘Parabéns’, que aponta as incertezas do futuro, a riqueza que não se leva na hora da morte, e que pode ser tudo que quiser. Vale destacar as demais canções da banda que não são secundárias.

     A formação que gravou o CD Ser Absurdo teve nos vocais David Barros, Hugo Alex (baixo), Mack Milan (guitarra) e Billy Joy (bateria), que são os integrantes da banda, além das participações de Marcelo Teixeira, Gustavo Ortigara, Leandro Lopes e Cliceu Spinassi, que contribuíram também para a produção do CD. A banda se apresenta com frequência nas casas de shows de Ponta Grossa, cidade onde seu reconhecimento já se tornou grande.

André Bida

 Serviço: 

A venda do CD está disponível através do email cadillacdinossauros@gmail.com

E na página do facebook: http://www.facebook.com/cadillac.dinossauros

Algumas músicas podem ser ouvidas pelo My Space: http://www.myspace.com/cadillacdinoss

Para agendamento e monitorias: (42) 3220-3470ou do e-mail museucamposgerais@uepg.br

24/05/2013

Uma casa de memória e de passado

outros-giros21Exposição de máscaras no Museu Campos Gerais pretende despertar imaginário do visitante

     Lembranças e histórias. Um lugar que reflete o passado e busca construir a memória de tempos remotos por meio de objetos, roupas e imagens.  O silêncio que habita os corredores remete à reflexão. Um museu é uma parte da sociedade, responsável pela formação de uma consciência crítica e histórica.

     No dia 18 de maio, comemorou-se o dia internacional de museus. E, nesta data, os museus brasileiros são convidados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) a desenvolver uma programação especial em comemoração a 11º Semana Nacional.  Em 2013, o Museu Campos Gerais participou desse acontecimento com o tema mudança social. A exposição do Museu Campos Gerais “O semblante da vida através das máscaras” tem a finalidade de demonstrar como as máscaras foram criadas e utilizadas conforme a cultura de determinados povos.

tozettoMariana Tozetto

     São 56 peças de variadas formas e significações. As máscaras contêm uma diversidade de texturas e técnicas de confecção, o que possibilita também a interação com os objetos e a visitação de deficientes visuais. Pelo fato de os museus terem uma característica mais visual que tátil, a exposição inova.

     Mesmo com a proposta de causar uma mudança social, os museus parecem cair no esquecimento da população pontagrossense. Talvez pelo fato de a cidade possuir uma formação histórica mais rural que urbana e ainda estar em fase de adaptação, o hábito de frequentar museus ainda parece escasso.

     A exposição das máscaras serve de provocação e estímulo para a visitação. Estar em contato com outra cultura, além de agregar conhecimento, é quase como abrir um livro… “para viajar, basta existir”.

Mariana Tozetto

 Serviço:

A exposição permanecerá até o dia 25 de julho no Museu Campos Gerais.

Rua Engenheiro Schamber, 686. Centro. Ponta Grossa/PR

24/05/2013

A contravenção veste gravata-borboleta

projetor322Giovanni Improtta sai da televisão para as telas do cinema

     Personagem criado por Agnaldo Silva, o bicheiro Giovanni Improtta não é novo na dramaturgia. O contraventor nasce no livro Prendam Giovanni Improtta, de 2005 e tem aparição na telenovela Senhora do Destino no mesmo ano. Os ternos coloridos, bem alinhados e gravatas borboleta caracterizam o personagem. No filme, Giovanni é um bicheiro rico e tem o objetivo de entrar para uma cúpula que visa à liberação dos cassinos brasileiros. O contraventor também deseja ingressar em um Clube que não quer aceitá-lo devido à má fama de bicheiro.

     O português incorreto e adaptações de ditados populares feitas pelo bicheiro geram certa comicidade ao filme. A expressão e trejeitos contribuem para a imagem caricata do personagem. José Wilker, além de interpretar Giovanni, dirige a produção, fator inusitado para obra cinematográfica. O ar de simpatia está intrínseco em Giovanni que, além de bicheiro, possui uma escola de samba.

giovanniimprotta_cartazDivulgação

     Não há cenas que ousem no enquadramento e no movimento de câmera, mas isso não compromete a qualidade do longa. O desenrolar do filme se mostra cansativo por não ter cenas que evidenciem um clímax. Apesar de comédia, a obra possui uma trama de jogos de interesses, traições e agressão.

     O uso de um personagem já consagrado é estratégico e gera resultados. Ao espectador, rever a figura que o fazia rir na televisão é um atrativo para ir às salas de cinema. Por outro lado, cria expectativas não atendidas, uma vez que Giovanni Improtta arranca alguns risos, mas não gargalhadas daqueles que o assistem.

Gabrielle Koster

Serviço:

Giovanni Improtta (2013)

Classificação: 14 anos Duração: 1h e 40m

Direção: José Wilker

Gênero: comédia

Esteve em cartaz no Multiplex Palladium entre os dias 17 e 23 de maio.

24/05/2013

Informação turística, histórica ou catálogo?

entre-linhas12Site turístico da cidade cumpre o papel de informar, mas revela ausência de serviço

     O site www.visitepontagrossa.com.br é um dos principais espaços virtuais turísticos de Ponta Grossa. Formado e mantido por associados, empresas e pessoas que têm por objetivo atender o turismo ponta-grossensse como atividade econômica propõe um modo mais prático e acessível de manter o turista atualizado sobre o meio cultural e turístico da cidade.

     Entre os sete ícones disponíveis no site estão atrações, entretenimento, hotéis/gastronomia, localização, sugestão de roteiros e contato. Cada ícone cumpre um papel informativo de responder a uma pergunta: o que há na cidade? Entretanto, a informação apresentada não cumpre o papel de dizer como, onde e quanto. A informação é predominantemente histórica, assim como acontece no ícone ‘atrações’, em que cada ponto turístico citado, como Vila Velha, é descrito historicamente. O mesmo se repete no ícone ‘entretenimento’.

okitaDivulgação

     Outro ponto negativo do site é a falta de informações dos próximos eventos atrativos de Ponta Grossa. Quando se clica no ícone ‘eventos’ aparece a sugestão de acessar outro site da associação para ver o calendário, mas quando se visita esse site, o calendário de eventos encontra-se desatualizado e com apenas dois registros disponíveis para 2013, que acontecem somente em setembro e outubro.

     Contudo, o site é um atrativo visual e cumpre o papel em outros ícones, como o de ‘hotéis/gastronomia’, trazendo o nome de quatro hotéis, duas pousadas, um pensionato, cinco restaurantes, dois bares e uma panificadora. Todos estabelecimentos com endereço, número e em alguns o site e email para contato já ‘linkados’ para o visitante clicar e acessar diretamente.

Marina Okita

Serviço

www.visitepontagrossa.com.br

 

24/05/2013

Uma questão de vaidade ou necessidade?

moda e estilo.Tratamentos estéticos são procurados para cuidar de problemas com a aparência e com autoestima

     Antes generalizado como um mercado voltado ao público feminino, hoje, os tratamentos estéticos atendem um grupo heterogêneo. Tanto mulheres, quanto homens de uma variedade de faixas etárias, necessidades e objetivos procuram clínicas especializadas em cuidar da aparência física. Outros estabelecimentos procurados são os salões de beleza, clínicas dermatológicas e cirúrgicas.

     Enquanto para alguns é uma questão de vaidade e de apresentar uma aparência “bem cuidada” e bela para as pessoas, outros recorrem aos tratamentos por necessidade maior que uma insatisfação com o físico ou para se sentirem bem. Nesse ramo, pode-se recorrer desde cremes até cirurgias. O importante é buscar clínicas e profissionais confiáveis e especializados para garantir o resultado esperado, pois há concorrência na indústria da estética, assim como em qualquer outra.

revitalizacao_facialDivulgação

     Os tratamentos mais procurados são aqueles que combatem os sinais do tempo, acne, gordura localizada, estrias e celulite, manchas e defeitos provocados por acidentes ou pela hereditariedade.

     Seja qual for o motivo, a preocupação com a estética não precisa ser tratada como luxo, pois hoje é mais acessível financeiramente. Todos têm direito a ter a aparência que desejam, contanto que não se torne uma obsessão, como no caso dos excessos de cirurgias plásticas. Ou prejudicial à saúde, assim como tratamentos faciais e corporais dolorosos que não oferecem resultados duradouros, ou remédios sem prescrição que prometem efeitos milagrosos.

Giovana Kai

 Serviço:

Os tratamentos, assim como seus preços são disponibilizados de acordo com a especialidade de cada estabelecimento e profissionais.