E agora, direto ao ponto: Sou FENATA QUARENTÃO

Imagem

Escritor Edmilson Santini homenageia a quadragésima edição do Festival em forma de cordel e apresentação

“Senhores, enfim é dado…”. A edição comemorativa do Fenata mostrou que não é só de teatro que se vive o Festival, e ganhou uma homenagem diferente e criativa. Também conhecido no Brasil como folheto, o cordel é um gênero literário popular, escrito geralmente de forma rimada.

O cordelista, ator e escritor Edmilson Santini, apresentou o texto Do primeiríssimo caco até a última deixa na abertura do evento e mostra paralela, nas ruas, escolas públicas e praças.

O cordel, entregue ao público no primeiro dia de Fenata, começa com frases sobre o teatro brasileiro. “Do Rei Édipo ao FENATA, conta-se longo trajeto”. O escritor faz citações da literatura brasileira até a shakespeariana. Um diálogo com Cabral, Pero Vaz a Padre Anchieta. Essa mistura de histórias faz parte tanto do contexto teatral, quanto da história. Na quarta página começa a história do Fenata – do nascimento até seu crescimento.

O folheto traz um número variável de versos nas estrofes, alguns em oito, outros em sete, outros em 10, o que facilita a distribuição no pequeno livro e na leitura. Com linguagem simples, o autor pernambucano trouxe ao texto algumas citações da cultura local, como “Teatro em Campos Gerais” e “Paraná pra UEPEGÊ, UEPEGÊ-Paraná”, relatando o trajeto do Festival.

O texto bem humorado consegue prender a atenção. Lendo o folheto nota-se que o autor descreve como se o próprio teatro estivesse contando a sua história e a do Festival. Para quem leu o texto, a vontade de assistir as peças tende a aumentar. Edmilson abriu o Fenata com a apresentação do cordel, surpreendendo o público que estava chegando ao Cine Teatro Ópera. Além da abertura, ele apresentou em outros locais durante todo o Festival.

Outra ideia que a organização teve foi colocar junto ao balcão de produtos do 40º Fenata na entrada do Ópera, uma cesta com vários cordéis pendurados em barbantes, em sintonia com a tradição do estilo cultural, como mais um atrativo, e chamando a atenção de quem passava por lá. Os outros cordéis custam de R$3,00 a R$5,00. Vale a pena conferir um pouco do gênero literário popular que trouxe numa outra visão a história dos quarenta anos do “Festival dos Festivais” em Ponta Grossa.

Anna Flávia Maluf

ImagemFoto: Anna Flávia Maluf

Serviço:

Peça: Cordel ‘Do Primeiríssimo Caco até a última deixa’

Autor: Edmilson Santini

Data de criação do cordel: setembro de 2012

Impressora Velha Lapa

2 comentários to “E agora, direto ao ponto: Sou FENATA QUARENTÃO”

  1. E o Crítica de Ponta mostrou que não só de apresentações teatrais vive uma cobertura especial! A criatividade aqui se encontra na pauta, mas, infelizmente, não está presente no texto. O problema de sempre: muita descrição. Se teatro já é difícil de consumirmos com frequência, o que dizer de literatura de cordel? Nesse caso, trazer mais informação (do que ficar apenas na descrição) fosse uma saída. Comparar os próprios cordéis entre si também talvez rendesse algo. Enfim, saída sempre existe.

  2. Cada um fal(ou escreve) o que pensa: Descrição… descrição, não vejo problema, isso não. O que está descrito(escrito)? leva à ação, desenrolao enredo? E e por outro lado, cantar e contar, tende a nos dar uma dinâmica do que está em curso: a história em verso. Esse recado foi dado, com muita poesia e, semdidatismo, tenho certeza de que a linguagemdo do cordel, com seu poder de síntese, fez uma bela homenagem ao FENTATA

    Atenciosamente.
    Edmilson Santini

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: