Archive for Novembro 20th, 2011

20/11/2011

Descrições ou críticas?

Como o nome já diz, Crítica de Ponta, a proposta é criticar os eventos e produções culturais da região. Porém, esse objetivo não está presente em todos os textos do blog desta semana. Ainda há um predomínio das descrições, em que apenas predominam relatos do que se viu e ouviu, sem opinião, sem um olhar diferente do senso comum.

Claro, a descrição é um elemento que facilita a compreensão do produto para o leitor e é um complemento da crítica. Há editorias que necessitam de descrições, como ‘Em Cena’. Mas, algumas exploraram demais esse recurso, como ‘Antena’ e ‘Vitrola’, que descreveram do início ao fim.

Em uma crítica mostra-se um  “novo olhar”, e  não a opinião do senso comum. Uma das características fundamentais do jornalista é verificar os fatos com visões e abordagens diferentes. Esse “novo olhar” só se alcança com a prática, através da análise de diversos produtos. Neste ano os estudantes (de Jornalismo UEPG) tiveram a oportunidade em alcançá-lo, mas os mesmos erros ainda persistem no blog.

Outro problema são os usos de adjetivos sem argumentações. Em ‘Projetor’, o autor explica que: “Os diálogos e a sequência de acontecimento são fracos”. O que é ser fraco? Como um diálogo e a sequência podem ser fracos?  Cada pessoa possui uma opinião sobre determinados adjetivos, ser belo para um pode ser feio para outro. Portanto, é necessário explicar o que de fato está querendo expor.

Nesta semana, há editorias que cumpriram o objetivo do blog, ‘Outros giros’, por exemplo, conseguiu perceber a falta de infra-estrutura da feira. E ainda cobrou ações do poder público. Já, o ‘Projetor’ fez diversas criticas ao longo do texto, como as perguntas clichês e falta de “democracia” no programa. Textos como esses, que realmente criticam, deveriam estar presentes em todas as editorias do Crítica de Ponta. Mas, ainda não há.

                                                                                            Carla Onaga