Crítica é mais do que ‘gostei e não gostei’

A crítica, seja ela qual, for não pode em nenhum momento ser apenas um amontoado de idéias e gostos pessoais. Um simples relato de “gostei e não gostei”. Não que a crítica não seja uma opinião, mas é uma argumentação fundamentada em tópicos técnicos e bem específicos, analisados por pessoas que realmente sabem do que falam. Cada pessoa tem o direito de expressar suas preferências, mas quando  se escreve uma crítica literária, cinematográfica ou sobre qualquer tema, os gostos pessoais devem ser deixados de lado. Assume-se um papel de porta-voz, de analíticos e, pois, deve-se estruturar um texto baseado em conceitos mais pragmáticos do que ideológicos.

Essa é a grande dificuldade de todos os alunos que passam pelo laboratório do blog ‘Crítica de Ponta’. É raro ver um texto que seja uma crítica aceitável. O que mais se ve são descrições de eventos e programas de televisão. O interessante é que as pautas são ótimas, criativas e o leitor fica esperando uma nova abordagem durante a leitura, mas o ponto final aparece e o que o leitor fica sabendo é “aconteceu” e “como foi”.

O texto “E ééé touchdown! Olinda Esporte Clube é a casa do Ponta Grossa Phantoms, clube local de futebol americano não consegue apresentar nenhuma crítica. O autor critica a estrutura de uma arquibancada e da situação higiênica do banheiro. Não que isso não possa, de maneira sutil, aparecer no texto. Mas a abordagem poderia ser feita falando de como é o treinamento do time, como é a rotina dos jogadores.  Uma simples conversa durante o intervalo bastaria para que o texto ficasse mais atrativo e mostrasse as dificuldades do esporte na cidade. Um tema tão criativo, mas que ainda ficou na descrição, como a maioria.

Outra dificuldade encontrada pelos estudantes do 2º ano  (Jornalismo da UEPG) é a coesão, como já ressaltado pelo Ombudsman passado. Na editoria “Na Tela” o leitor encontra um primeiro parágrafo confuso, com frases cheias de números, que dão a impressão de serem jogadas no texto simplesmente para fazer uma introdução e aumentar o número de caracteres.

Mesmo com tantos erros, normais, pois é para isso que existe o laboratório e a disciplina de Crítica de Mídia, alguns alunos conseguem encontrar o caminho e fazer um texto crítico, de fato. Um exemplo é o texto “Ironicamente reflexivo”, onde a autora resgata um documentário antigo e dá uma nova abordagem. O tema é válido, já que o vídeo relembra a tragédia do 11 de setembro, em uma semana que se comemorou 10 anos do atentado as Torres Gêmeas do World Trade Center.

O exercício da critica é complexo. Livrar-se dos clichês e das preferências pessoais ao redigir um texto analítico sobre eventos e obras culturais e artísticas não é uma tarefa fácil. E só é aprimorado com a prática, com os erros. A crítica deve contribuir para que o público, que não compreende de termos técnicos e ontológicos, tenha a possibilidade de enxergar os deslizes cometidos pelos artistas.

Juliana Spinardi

3 comentários to “Crítica é mais do que ‘gostei e não gostei’”

  1. Baseada na forma como fizemos as criticas de outros giros até aqui, estranho a sugestão da Ombudsman de abordar o treinamento e rotina do time na critica “E ééé touchdown! Olinda Esporte Clube é a casa do Ponta Grossa Phantoms, clube local “. Sendo uma critica de lugar, não convém falar do time, seu treinamento e rotina, já que o foco da critica é o Olinda, não o Ponta Grossa Phantos (citado apenas como complemento)! Acredito que focar no time fugiria à proposta da editoria. No trecho “O autor critica a estrutura de uma arquibancada e da situação higiênica do banheiro” fica claro que a critica estava cumprindo o papel proposto pelo espaço ao qual ela se destinou!

  2. Haha, shouldn’t you be charging for that kind of kn?ldewgeo!

  3. Woah nelly, how about them apslep!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: