Archive for Abril 15th, 2011

15/04/2011

Agenda cultural

16 de abril- Sábado

Evento: Páscoa Beneficente com Espetáculo de Dança- Apresentação de diversos grupos e academias de dança locais

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório A

Horário: 20h

Ingressos: 1 caixa de bombom

Classificação: Livre

Evento: “Expô-Animê Ponta Grossa” – Exibição de Animês ( desenhos animados japoneses), exposição de Mangá, Stands com DVD’s de Animes, Bottons e Doujinshis, exposição de ilustrações.

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

Horário: das 10h às 20h

Ingressos: R$ 2,00

Evento: Chaotic Funcking Tour 2011

Bandas: Anonymous Hate (Death/Grind) – Lançando o CD Chaotic World e Balzabouth (Death/Black Metal) – Divulgando a Demo Obscurum Lacus

Local: Motor Breath Rock Bar

Horário: 22h

Ingressos: R$. 8,00 (antecipado)

17 de Abril- Domingo

Evento: Projeto Rede Luz- exibição do filme “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo”

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório A

Horário: 15h

Ingressos: Entrada franca

Classificação: Livre

Evento: “Encontro Holístico”- Palestras e troca de experiências

Local: Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa

Horário: 13h30

Entrada Franca

15, 16 e 17 de Abril

Evento: Concerto de Páscoa com Orquestra Sinfônica e Coro Cidade de Ponta Grossa “Obras Sacras”

Locais e Horários:

15/04- Igreja São José às 20h

16/04- Igreja Nossa Senhora do Pilar às 20h

17/04- Igreja Luterana Bom Pastor às 18h

Entrada Franca

19 de abril – terça feira

Evento: Tela Alternativa com o filme “Katyn”

Local: Cine Teatro Ópera – sala B

Horário: 19h30

Entrada Franca


15/04/2011

Entre o áudio e o visual

Uma nova opção para os assinantes de TV a cabo de Ponta Grossa

O programa Ade! Veiculado todas as terças, sextas e domingos pela TVCOM PG, canal 96 da Net cabo. O programa de natureza jornalística demonstra um caráter dinâmico com cortes rápidos e trilhas sonoras de impacto que fornecem a apresentação uma roupagem descontraída e empolgante. Com duração de 30 minutos, o programa, que apresentou sua terceira edição nesta semana, sofreu algumas alterações e parece ainda tentar encontrar o formato ideal.

Na primeira edição alguns repórteres utilizavam microfones de mão para entrevistar suas fontes o que colaborava com a qualidade do áudio do programa, porém visualmente era desagradável. Na terceira edição o programa teve uma melhora significativa na parte visual, com os microfones de mão saindo de cena, as vinhetas de abertura se tornaram mais agradáveis, os enquadramentos se revezam entre o plano médio e o close, fazendo com que a percepção óptica não se torne monótona.

No entanto, o áudio das gravações externas continua ruim, em algumas entrevistas não se consegue ouvir o entrevistado, em outras os ruídos externos como o barulho de automóveis atrapalham a qualidade sonora. A oscilação no volume do áudio entre as locuções e as entrevistas causa uma desagradável sensação auditiva no telespectador, prejudicando a qualidade do programa. Outro ponto a ser observado é a falta de luz em algumas imagens, que faz com que as cores percam vida causando no cenário um cansaço visual. Fica a sugestão para conferir!

Maykon Lammerhirt

Serviço:

Programa: ADE!

Emissora: TVCOM PG, canal 96 da Net Cabo em Ponta Grossa

Edição: Terça, sexta-feira e domingo

Horário: 18 horas


15/04/2011

Emoção e criatividade na ponta dos dedos

Apesar de erro e distrações, pianista pontra-grossense surpreende e é aplaudido em pé  

Uma mistura de literatura alemã e questões pessoais marcam o tema do ‘Concerto para Piano’, do ponta-grossesnse Newton Schner Jr. O recital traz composições dos dois últimos álbuns do pianista, Entre Sonhos e Lutas e Dias de Nostalgia. O estilo neoclássico de Newton teve destaque no Centro de Cultura de Ponta Grossa, na última quarta-feira, 13 de abril.

Logo no início, o pianista demostrou nervosismo e timidez. Na primeira música, Sobre a ponte dos sonhos, as notas graves apareciam sem querer no meio da melodia, evidenciando o erro. O ritmo variava a todo momento, sua mão percorrendo as teclas do piano acelerava e reduzia a velocidade da música.

Mesmo o concerto não tendo problemas com o som e a iluminação, o barulho externo atrapalhou tirando a concentração do pianista e da plateia, que se movia o tempo todo, gerando o barulho das poltronas. Ouvia-se de longe alguns sussurros durante todo recital, além de ruídos de embalagens se abrindo.

Entre uma música e outra, Newton parava para fazer breves comentários sobre cada composição. O problema ficou por conta do microfone que estava longe do piano, trazendo um desconforto toda vez que o pianista levantava para falar.

Depois da pausa feita por Newton, na sexta música, ele voltou diferente. As melodias foram tocadas com uma visível emoção. Na música Goethe e todas as suas paixões o pianista parecia brincar com as notas, com o piano e com os dedos. Passando uma mão em cima da outra várias vezes, ele mudava o ritmo rapidamente, tornando a melodia agradável e criativa.

Na última composição, O Silêncio, Newton fechou com chave de ouro. Surpreendendo a platéia ele tocou várias notas com apenas uma mão e voltou a brincar com os dedos. No final, a platéia o aplaudiu em pé por cerca de um minuto.

Luana Stadler

Serviço:

Atividade: Concerto de piano

Local: Centro de Cultura de Ponta Grossa, rua Dr Collares, 436

Horário: 20h

Ingresso: 2 reais

Projeto: Quarta Cultural

Contato: n_schner@hotmail.com

Alguns textos e áudios do pianista estão publicados no site Recanto das Letras: http://66.228.120.252/autor.php?id=57390


Foto: Giovana Celinski

15/04/2011

Escalando em Ponta Grossa


Oportunidade para conhecer esporte de aventura praticado na região

 Existem dois tipos de escalada, em rocha, praticada em pedreiras e montanhas, e a escalada indoor, que ocorre dentro de ginásios ou academias preparadas com muros artificiais e inclinados com agarras feitas de resina. Com vários lugares para escaladas em rocha, a cidade de Ponta Grossa conta com um pequeno ginásio na loja Solo Esportes.

 Mesmo com poucos adeptos a este esporte em PG, o espaço da Solo não é só para aqueles que já praticam e querem treinar. Novatos, que tiverem interesse, também podem se aventurar nas paredes de escalada, porém terão apenas a possibilidade de experimentar o boulder, que consiste em escaladas não muito altas e sem equipamentos de segurança, já que não há a possibilidade de locá-los, como em outros ginásios.

O magnésio em pó, utilizado para tirar a umidade das mãos e possibilitar mais aderência entre as agarras e o escalador, tem de ser substituído pelo magnésio líquido, pois o local é pequeno e o pó acaba se espalhando entre as roupas e equipamentos da loja que ainda serão vendidos. O problema é que o magnésio líquido custa bem mais caro que o em pó, o que pode desanimar alguns possíveis escaladores.

Apesar destes dois pontos fracos, o ginásio ainda tem potencial para estimular novos adeptos pois, além do bom atendimento, é o único lugar da cidade que possibilita acesso a um esporte que não é tão popular e que depende da estrutura, como os muros. Um bom incentivo seria a criação de um meio de divulgação pela internet com fotos e textos explicativos, já que não se encontra nada online quando pesquisamos sobre escalada indoor em Ponta Grossa.

Mariel Riveros

Serviço:

Endereço: Rua Dr. Colares, 505, no centro de Ponta Grossa.

Telefone (42) 3224-5272

Dias: Terças e Quintas-feiras

Hora: a partir das 18h30.

Preço: Diário R$ 10

Mensal R$ 50


Foto: Mariel Riveros

15/04/2011

O Grande Pequeno Príncipe

Espetáculo Teatral Infantil atrai público ponta-grossense que lota auditório A do Cine Teatro Ópera

“Você é responsável por tudo que cativa”, e durante 50 minutos a peça O Pequeno Príncipe cativou a atenção do público. Leve e encantador! É como pôde ser descrito, e foi difícil quem não reclamou quando o teatro chegou ao fim.

Obra literária mundialmente reconhecida, O Pequeno Príncipe foi traduzido para mais de 80 idiomas e narra a história de um menino vindo de um lugar distante que, entre encontros e desencontros durante as viagens, compartilha questionamentos que buscam dar sentido à existência humana.

O espetáculo aposta na simplicidade de cenário, utilizando um painel único, que representa o espaço sideral durante a peça toda. A iluminação foi a responsável pela mudança de expressão que cada ato pedia, ora mais escura, quando se tratava de assuntos de reflexão, ora colorida, para as cenas engraçadas. Para finalizar o ato, as luzes eram apagadas, criando um clima de suspense.

A réplica de um avião de brinquedo em tamanho grande deu charme ao cenário. As fantasias chamam atenção pela riqueza de detalhes. O figurino artesanal reutiliza peças como pernas de uma cadeira de rodinhas, empregado no caule da personagem que representava a flor.

Mesmo não sendo uma criança, o ator Luiz Gustavo Cordasso conseguiu interpretar o Pequeno Príncipe sem que soasse como algo forçado ou bobo. Ele conseguiu transmitir o modo inocente de como as crianças vêem o mundo, além de criar uma proximidade com o público que, ao fim da apresentação, já estava ‘cativado’. E, como lembrança do espetáculo, os atores ainda posaram para fotos com as crianças e os pais que prestigiaram o evento.

Diandra Nunes

Serviço:

Promoção: ACPT – Associação Centro de Pesquisa Teatral

Apoio Cultural: PMPG/SMCT

Data: 09/04/11

Duração: 50 minutos.

Local: Cine-Teatro Ópera – Auditório A

Horário: 16h

Ingressos: R$ 7,00 a meia-entrada, R$ 14, 00 a inteira.

Classificação: Livre


Foto: Marina Alves

15/04/2011

O programa que está na boca do povo

Rádio Clube de Ponta Grossa AM toca músicas populares na apresentação de Fernando Ribeiro

“Na boca do povo” é o programa que traz ao ouvinte músicas populares, além da prestação de serviços e auxílio à comunidade. Característico da programação da PRJ2, como já foi mais conhecida a Clube em Ponta Grossa, que atua em parceria com a Rede Bandeirantes de Rádio, Fernando Ribeiro inicia o horário com algumas palavras de bênção religiosa aos ouvintes e apresentação da equipe de produção.

No começo da programação, Ribeiro cita os colaboradores que fazem doações de alimentos e outros produtos a serem levados para pessoas necessitadas. Tal serviço inclui a leitura de cartas com os pedidos que ouvintes fizeram e foram ou serão atendidos pela rádio. No programa, que inicia logo após a “Assembleia de Deus”, às 13 horas, de segunda a sexta-feira, a primeira música tocada é a “Química do Amor”, de Luan Santana com Ivete Sangalo. Uma surpresa que foge aos musicais religiosos da programação geral.

Fernando Ribeiro, dono de uma voz grave, também é responsável pela gravação de vários comerciais e traz as características de um locutor experiente: amigável, próximo do ouvinte, informal. Tal importância de sua voz se dá principalmente pelo teor de prestação de serviços do horário. Ribeiro faz anúncios de vagas de empregos, compra e venda de produtos, pedidos de doações, dentre outros.

Os blocos do programa não duram mais que 10 minutos, com algumas propagandas que não chegam a incomodar o ouvinte, e resultam na duração de uma hora. Sem apelo religioso exagerado, o programa se comprova de grande utilidade ao público em vários aspectos. Antes de se despedir, o locutor apresenta a última música da programação: “New York New York”, de Frank Sinatra, novamente surpreendendo com a escolha da música, agora de bom gosto.

“Na boca do povo” precede “As mais mais”, apresentado por Ney Costa, e pode ser escutado no site da Rádio Clube, que também exibe a história, programação, equipe e outros serviços da rádio. A página da emissora evidencia a necessidade de espaço dentro da mídia virtual para, não apenas manter o público, mas evitar que ele envelheça. E, como Ribeiro se despede, “a todos vocês, um grande abraço, fiquem com Deus”.

Patrick Inada

Serviço:

Rádio Clube Ponta Grossa

AM – 1080 KHz

Programa “Na boca do povo”

De segunda à sexta

Das 13h às 14h


Foto: Divulgação

15/04/2011

Um Rio de Janeiro colorido na telona

Com lindas paisagens, uma historia simples, e personagens carismáticos, Rio é um ótimo passatempo

Um filme leve e colorido. É assim que se pode descrever o longa-metragem “Rio”. Pela animação, a história da arara-azul Blu, que foi tirado de seu lar, o Rio de Janeiro, por contrabandistas e vai parar em uma cidade dos Estados Unidos. Quinze anos depois, a ave é o único macho vivo de sua espécie e deve se encontrar com a única fêmea viva no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, para a espécie não ser extinta. Na cidade maravilhosa, Blu e sua companheira Jade passam por diversos apuros, entre eles fugir de contrabandistas e atravessar a Marques de Sapucaí, no meio de um desfile de carnaval.

As paisagens da cidade são bem mostradas na tela. O roteiro não é muito complexo, pois é um filme feito (essencialmente) para crianças, mas que pode ser assistido por pessoas de todas as idades. A seqüência dos acontecimentos é muito rápida, de modo que se você perder 5 minutos da animação pode perder fatos importantes do filme e assim atrapalhar o entendimento da obra.

Apesar de ser uma simples animação, o filme soa como uma propaganda do Rio de Janeiro. A Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 acontecerão em terras brasileiras. Nada melhor que um filme com uma visão otimista da cidade para mostrá-la ao resto do mundo, e assim atrair diversos turistas, especialmente nas datas das competições esportivas. Não que isso atrapalhe a arte do longa, mas todos sabem que o Rio de Janeiro não é a maravilha mostrada na tela. Mesmo sendo uma obra ficcional, falta um pouco de realidade…. o que pode sugerir algo forçado.

Vinicius Almeida

Serviço:

Filme: Rio

Direção: Carlos Saldanha

Gênero: Animação

Duração: 96 min.

Distribuidora: Fox Film

Elenco: Vozes de: Anne Hathaway, Jesse Eisenberg, Jamie Foxx, Jemaine Clement, Rodrigo Santoro, Sergio Mendes, Siedah Garrett, Bebel Gilberto, Carlinhos Brown, Mika Mutti, Will.i.am, Taio Cruz.

Foto: Divulgação


15/04/2011

Pensamentos moleques nos Campos Gerais

Livro de tiradas humorísticas escrito em Ponta Grossa é opção para leitura

“Da minha terra, saem braços cujas mãos procuram os céus. São os pinheiros do Paraná”, escreve o pontagrossense Eno Theodoro Wanke, autor de mais de 600 títulos literários, uma das produções mais vasta dos Campos Gerais. A frase é do livro Pensamentos Moleques, que reúne “clecs”, breves de pensamentos humorísticos, escritos na década de 1980 pelo escritor.

O escritor trabalhou até a aposentadoria como engenheiro civil para a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa e, paralelamente, transitou criações literárias entre diversos gêneros, tendo publicado poemas, trovas, contos, crônicas, biografias, ensaios, registros históricos, fábulas e prefácios. No livro Pensamentos Moleques, o poeta Paulo Monteiro alerta que os clecs “neste mundo de misérias,/ são pensamentos moleques/ dizendo as coisas mais sérias”.

O livro tem 135 páginas de curtas tiradas humorísticas, espécies de epigramas que combinam poesia e jogos de linguagens, sugerindo uma leitura descontraída e divertida, passando pelo terreno do humor, da crítica ácida, da poeticidade lírica e por elementos que remetem ao Paraná, atribuindo um teor de proximidade com as imagens sugeridas pelo livro. Wanke é criativo na maioria dos clecs, com um tom brincalhão que explica o título do livro, como quando se diverte com a grafia das letras: “O Z está sempre dormindo. Quando se levanta, é N”.

Na orelha do livro, 13 poetas registraram em versos estimas para o escritor, incluindo o poeta argentino Jorge Piñero Marques. A publicação é de 1982, pela editora Folha Carioca, e pode ser encontrada na biblioteca do Campus Central da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), cujo acervo conta com mais 44 outras obras do autor.

André Henrique

Serviço:

Livro: Pensamentos Moleques

Autor: Eno Theodoro Wanke

Editora: Folha Carioca

Páginas: 135

Ano: 1982

Para emprestar: Biblioteca do Campus Central da UEPG (chamada B869.7, W247p)

Foto: Thiago Terada


15/04/2011

Do velho ao novo, detalhes que se ajustam

Design do Portal Comunitário, do Curso de Jornalismo UEPG, apresenta mais organização, mas perde colorido com o novo layout

Na sexta dia 8 de abril, no sede do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Ponta Grossa, o Portal Comunitário apresentou à comunidade ponta-grossense e as entidades que ele representa o novo design do site. Criado em 2008, o Portal Comunitário é um projeto de extensão do curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Em 2011 o site sofreu total repaginação. Sem comprometer seu conteúdo ou linha editorial, que se baseia na “comunicação comunitária, no jornalismo popular e no jornalismo alternativo”, a ideia é fazer um endereço eletrônico mais dinâmico e operacional.

As mudanças mais visíveis estão no layout. Antes o site parecia um blog, agora é dividido por sessões: bairros, entidades e grupos, movimentos ou associações e sindicatos. Tal divisão pode ser fruto do grande número de entidades atendidas pelo Portal. Também há uma maior variedade de fotos e a opção de vê-las no formato de slides. Quanto ao conteúdo, o site continua cumprindo com a proposta de um jornalismo comunitário sério e responsável.


                                                                                                                                                               

A reforma deixa a impressão de informalidade e organização. Apesar da facilidade de acesso aos conteúdos na nova versão, a antiga página inicial parecia mais simpática e colorida, convidando à leitura, e agora recai sobre as fotos todo o esforço de dar vida ao Portal.

A proposta é que o Portal Comunitário tenha atualizações diárias, mas até o momento o quesito periodicidade tem deixado a desejar, além de as news letttersnão estarem funcionando, pois é necessário fazer o cadastro dos e-mails dos usuários. O Portal teve seu lançamento oficial em 2011, mas alguns detalhes ainda precisam ser acertados antes de seu pleno funcionamento.

Marina Alves

Serviço:

Endereço eletrônico: www.portalcomunitario.jor.br

Atualização: Diária

Foto: Divulgação