Archive for Outubro 26th, 2010

26/10/2010

Alimentação, meditação e paixão

‘Comer, Rezar, Amar’ é o mais novo filme protagonizado por Julia Roberts, no papel de Elizabeth Gilbert. Ele conta a história de uma mulher que busca se libertar da vida incompleta que possui na tentativa de algo diferente, que talvez precisaria descobrir. O desafio que Elizabeth obriga a si mesma compreende a vivência de um grande amor, o equilíbrio emocional e novas visões de mundo. Para muitos, o longa parece mais um romance hollywoodiano sem graça e previsível. No entanto, o dinamismo das gravações, possível com os tantos atores e lugares diferentes, pode trazer ao público a mesma vontade de mudança de padrões de Liz, como é tratada a personagem.


A história é verídica, embora sua representação não seja capaz de retratar a realidade. Pelo filme , se vê uma perda de personagens muito frequente, o que confere à Liz a característica efêmera em tudo o que faz. Talvez um defeito tenha sido não abordar Elizabeth na vida profissional. Ela é escritora (tanto que escreve  uma obra que dá origem ao filme) e em nenhum momento é apresentada como tal, apesar deste fato pesar na construção de suas características. A essência desta mulher é encoberta pela pressa da obra gravada que acaba ‘cortando’ aspectos importantes do enredo. Uma coisa é certa: a película incita o público a provar os tantos sabores da vida. E aí a tarefa do cinema parece ser cumprida!

Bruna Bronoski

Serviço:

Filme: Comer, Rezar, Amar

Diretor: Ryan Murphy

Ano: 2010

Duração: 133 minutos

Cinema: Em exibição no Cine Araújo – Multiplex Palladium até dia 28 de outubro (alteração sem aviso prévio)