Archive for Maio 31st, 2009

31/05/2009

Pensamos no leitor?

Qual é o intuito do blog de crítica de mídia produzido pelos alunos do 2º ano de Jornalismo da UEPG? Inicio esse texto desta forma tentando colocar-me no lugar dos leitores que procuram o Critica de Ponta. Devemos pensar sobre o que eles buscam encontrar aqui. Acredito que pretendem encontrar crítica de produtos que abrangem os Campos Gerais, principalmente que não encontrariam em outros lugares.

Digo isso por notar que está se tornando frequente (desculpe-me o gerundísmo), na editoria Projetor, críticas de produtos veiculados no país todo. Metade das dez postagens feitas até agora optaram por filmes que estão(avam) em cartaz no cine Multiplex Palladium de Ponta Grossa, como acontece nesta edição. Acredito que a programação do cinema do município interesse o leitor, mas criticas sobre esses filmes são encontradas com facilidade em outros meios.

Buscar alternativas como produções próprias da região, ou que são transmitidos em outros projetos, tal qual o “Tela Alternativa” no Cine Teatro Ópera, já abordado em outras edições do blog, são soluções para trazer a “novidade” para as críticas de cinema do Critica de Ponta. Não sei se por coincidência ou outro fator, mas os autores de edições passadas que optaram por essas produções citadas acima fizeram textos menos descritivos, já que tanto falamos da tentativa de fugir desse “mal”.

Em contrapartida, a editoria Vitrola merece respeito por apresentar pluralidade nas escolhas. Aqui já foram citados gêneros como choro, clássico, rock, música popular brasileira (MPB) e musical. E a característica continua nesta edição. A autora critica uma dupla da cidade que tem como gênero o sertanejo universitário.

Apesar de cometer um deslize no nome de uma das músicas que apresenta como uma das mais famosas da dupla (‘Ursinho de dormir’, o correto é ‘Ursinho de Pelúcia’) Thalita Milan faz uma boa crítica levantando pontos positivos e negativos. Ainda ressalta, sem pudores, sua comparação a favor da dupla com outros cantores no trecho: “Nas apresentações, Giba e Nando tocam músicas de outros cantores e também composições próprias, que, em termos de qualidade técnica, não ficam atrás de canções de duplas mais famosas.”

Cláudia Alenkire